Irmandade da Adaga Negra, Resenhas, Universo dos Livros
Título: Amante Revelado
Título Original: Lover Revealed
Autor: J.R Ward
Ano: 2010
Páginas: 496
Editora: Universo dos Livros
 Livro no Skoob | Download do Livro
Sinopse: 
Nas sombras da noite no Caldwell, Nova Iorque, desenvolve-se uma furiosa guerra entre os vampiros e seus assassinos. Existe um grupo secreto de irmãos como nenhum outro…. Seis guerreiros vampiros, defensores de sua raça. Mas agora um aliado desta Irmandade está a ponto de enfrentar seus próprios desejos escuros… Butch Ou’Neal é um guerreiro por natureza. Um ex-polícial da homicídios que leva uma vida dura. É o único humano ao que foi permitido acessar o círculo íntimo da Irmandade da Adaga Negra. E quer se aprofundar ainda mais no mundo dos vampiros…. quer alistar-se na guerra territorial contra os Lessers. Não tem nada a perder. Seu coração pertence a uma fêmea vampira, uma beleza aristocrática que está muito acima de seu nível. Se não pode ter Marissa, então ao menos pode brigar lado a lado com seus irmãos… O destino o amaldiçoa concedendo a ele o que deseja. Quando Butch se sacrifica para salvar dos assassinos um vampiro da população civil, cai preso da mais escura força da guerra. Dado como morto, é encontrado graças a um milagre, e a Irmandade chama Marissa para o trazer de volta. Mas possivelmente nem mesmo seu amor seja suficiente para salvá-lo…

Recomendações iniciais: Preparem-se para cenas fortes e assustadoras. Neste livro, se você ainda não compreendeu a imensidão que é esta série e que o mau perambula livremente entre os pobres mortais, ou quase imortais, você vai compreender. Eu me espantei bastante devido a riqueza dos detalhes, mas nem por isso deixo de recomendar. A Raphinha, minha Angel, confessou que os três primeiros livros para ela são os melhores. Eu, no entanto, gosto muito do jeito do Butch também. Bom, chega de papo: Vamos conhecê-lo:

O quarto livro da série A Irmandade da Adaga Negra conta a história de Brian O’Neal, ou Butch como é mais conhecido. Ele era policial em Caldwell e fora introduzido a este outro universo através de Beth no primeiro livro, eles eram conhecidos e por pouco não foram mais do que isso. Por obra do destino, quando – ainda no primeiro livro – Beth precisa de ajuda para voltar a Irmandade, Butch é quem está por perto. A partir daí, foram apenas surpresas na vida do antigo policial.
Ele não tinha família, apenas um amigo e acabara sendo afastado do corpo policial devido há um incidente ocorrido há pouco daquela data. De fato, foi questão do destino a forma como ele se apegou àquela realidade – depois que o susto havia passado. E como se sua vida não pudesse mudar ainda mais, ele conhece a bela e doce Marissa. A atração entre eles é instantânea, assustando um pouco a vampira que passara bons séculos sem o conhecimento do que era um carinho mais íntimo, ou um carinho em geral. Marissa apenas tivera como companheiro seu irmão, Havers – médico dos vampiros – depois da morte de seus pais. E embora tenha passado séculos como shellan de Wrath, ele nunca a assumiu como verdadeira companheira, de modo que apenas se alimentavam um do outro, por mais que a vampira quisesse mais para essa relação.
Claramente, todos pensam que com uma atração instantânea ocorrendo, por mais que eles fossem de espécies diferentes, tudo começaria bem entre eles sem maiores dramas. Pois é, eu também pensei isso e me estrepei. Assim como fora pura força do destino fazê-los se encontrarem, foi o mesmo quem o impulsionou a separação dos dois por longos meses. Butch apenas ficara com a lembrança do único beijo que trocaram, tendo em mente que Marissa não queria mais vê-lo.
-Os Machos humanos se vinculam?
– Ah…emocionalmente, sim.
-Não…estou falando de marcação – enterrou o rosto no pescoçode Butch, cheirou e depois começou a esfregar o nariz contra a pele dele.
Ele a agarrou pelos quadris, perguntando-se quão longe iria a coisa. Não estava certo de ter forças para o sexo, embora estivesse completamente ereto. E não queria forçar a barra. Mas, cara, estava doido para tê-la.
– Eu adoro o seu cheiro, Butch.
– Provavelmente, é o sabonete que acabei de usar – enquanto as presas dela subiam por seu pescoço, arranhando-o, ele gemia:
– Oh, droga…não…pare…
Outras histórias se desenvolviam enquanto a dele ficava para trás. No entanto, em uma noite, tudo mudara. Ele estava cansado de sempre ser tratado como “o humano”, como diferente. Ele dormia na mansão, comia, bebia e dava trabalho aos empregados da mesma forma. Queria deixar de ser um peso morto naquela casa e lutar. Nunca fora permitido, por motivos óbvios: humanos eram fracos demais para esse tipo de luta. Pois é, Butch estava tãão contrário a essa idéia. E foi por essa razão, que naquela noite, a oportunidade de fazer algo surgiu e ele agarrou-a imediatamente. Existia um porém, entretanto. Os irmãos estavam certos: ele não era forte o suficiente. 
E descobriu da pior maneira.
A partir daí, são tantas coisas que acontecem ao mesmo tempo que enquanto você entende uma situação, outra já se desenrola e te faz repensar se aquilo quer mesmo dizer o que quer dizer. Mas não pensem vocês que J. R. Ward foi displicente com o romance, por que não foi. Ela sempre consegue fazer tudo, isso eu garanto. A relação de Butch e Marissa é complicada pelo sentido humano da coisa; era difícil aceitar o fato de que sua mulher está se alimentando de outro cara. Ao menos, para o homem e isso não foi diferente com ele, embora fosse humano. Possessividade independe da espécie. E mais ainda, como se isso em si já não fosse o bastante, ainda há constante preocupação dele em relação ao perigo que a coloca estando perto dela. Sua situação era imprevisível.
O mágico da relação entre ele e Marissa é que um vai descobrindo no outro como tudo aquilo é de verdade, ambos eram inexperientes por razões diferentes: Ele nunca tivera um relacionamento sério, apenas casos. Ela nunca nem ao menos tivera um alguém para esse tipo de coisa; ao menos um que a quisesse. Passo a passo, eles vão experimentando sensações e sentimentos diferentes. O relacionamento chega a um grau em que ele simplesmente acata a decisão dela sobre uma das maiores decisões de sua vida. E a sua relação com Vishous, um dos irmãos que venha a se tornar seu melhor amigo pode deixar muitas confusas. Com certeza. E essa confusão só se desfaz no próximo livro, que fala justamente sobre esse Irmão.
Este livro é cheio de altos e baixos, paixões e contratempos, ficção e realidade, bem e mau. Butch se torna uma importante peça na Irmandade, levando-o a obter um papel mais efetivo naquela sociedade. Tão efetivo quanto os Irmãos, na verdade. Um aparentemente humano sem nenhum “aproveitamento” se transforma em uma importante arma a favor dos vampiros. Nada mal para alguém como ele, han?
Venham se surpreender e se apaixonar ainda mais por essa série que nunca acaba, quando termina. Aqui não há “Felizes Para Sempre”, há vida. De verdade. E os momentos descritos pela autora são muito melhores do que qualquer conto de fada e te fazem suspirar muito mais do que por qualquer príncipe encantado. Podem acreditar. 
Escrito Por: Gabi G.

0 Comentários

Todos os comentários passam por aprovação, antes de aparecerem aqui! Vamos ler e responder todo mundo com muito carinho!

Nome: Email: Website:
Protected by WP Anti Spam

Assista aos Vídeos
[wonderplugin_carousel id="2"]
Equalize da Leitura © 2010 - 2016 ♥ Todos os direitos reservados
Tema desenvolvido por Débora M.