Editora Amarilys, Resenhas
[Resenha] Os Magos
24.maio.2011

Título: Os Magos
Título Original: The Magicians
Autor: Lev Grossman
Ano: 2010
Páginas: 456
Editora: Amarilys
Tradutor: Otavio Albuquerque

 Livro no Skoob
Quentin Coldwater é um gênio precoce às vésperas de entrar na faculdade. Como a maioria das pessoas, Quentin acreditava que a magia não era algo real. Acreditava. Tudo muda quando ele é surpreendentemente admitido em uma universidade – muito antiga, muito secreta, muito exclusiva – de estudos mágicos, ao norte de Nova York. Após se esgueirar por um terreno baldio do Brooklyn na tarde de inverno em que deveria ter feito sua entrevista para entrar em Princeton, Quentin se vê, em pleno verão, no idílico campus da misteriosa Brakebills. Ali – não antes de um difícil e cansativo exame de admissão – ele dá início a uma extensa e rigorosa iniciação ao universo acadêmico da feitiçaria moderna; ao mesmo tempo, descobre também os princípios boêmios da vida universitária – amizades, amores, sexo e álcool. 

Quentin Coldwater é um jovem sem nenhuma qualidade ou convicção que o faça diferente dos outros jovens da sua idade. Ele é apaixonado por uma garota, que prefere o seu melhor amigo. Tem uma grande habilidade em truques com cartas de baralhos, que talvez seja uma diferença. Visando uma vaga em uma universidade de renome, Quentin vai a uma entrevista que muda completamente a sua vida. O seu entrevistador morre antes que Quentin o conheça e a policia e os paramédicos não fazem perguntas. Na volta para casa, ele se vê em uma passagem secreta para Brakebills e consegue fazer a prova para uma universidade… de magia!! 
O livro vai falar sobre a introdução de Quentin à magia, todos os seus estudos, pessoas novas, poderes, um mundo completamente novo e antes desconhecido por ele. Rapidamente, Quentin se sente em casa e fica bem com tudo por ali. Conhece Alice, uma garota tímida e muito inteligente – por quem se apaixona – e outros membros da escola de magia.  E além de descobrir todos esses novos universos, descobre outros mais com as quais se familiariza rápido: amor, bebida, sexo e drogas. Ele se aprofunda no mundo mágico e se vê encantado ao saber que todo o seu amor por magia desde pequeno, é verdade.
Quando o livro chegou para mim, fiquei super empolgada para ler, por que já tinha ouvido falar dele e me apaixonei pela capa. Quando olhava, ficava imaginando quais segredos teria naquela casa, parecida com um castelo ao fundo, que tinha um garoto sentado, olhando. Completamente fascinada apenas com a capa do livro, comecei a ler. E aí que o bicho começou a pegar, minha gente. Por que a decepção foi me atingindo ainda nas primeiras páginas.  Logo na capa, você lê uma comparação com Harry Potter (coisa que eu definitivamente odeio em qualquer livro). E não foi qualquer autor que fez essa comparação! Foi George R. R. Martin, autor de A Guerra dos Tronos! Primeiro: cada livro é único. Segundo: colocaram como se Harry Potter fosse um livro qualquer, quando na verdade não é. E já que me deram a oportunidade de comparar, a minha mente viajou. Eu fiquei esperando algo do mesmo nível, ou melhor.
Bem, eu não gostei do livro. Eu fiquei esperando e esperando a ação do livro e… nada. Eu li coisas que eu achei um absurdo. Eu fiquei pensando: De onde esse autor tirou isso?! Ele tentou criar um mundo mágico, mas que de mágico nada tem. Ele tentou criar animais mágicos que apenas pegou um pedaço de cada animais místicos que veio a mente, juntou tudo e falou: pronto, você está feito.
Demorei cerca de duas semanas pra ler o livro, por que eu não agüentava. O enredo da história é entediante e monótona. Algumas vezes eu pensei que a ação do livro realmente fosse aparecer, mas aí voltava a estaca zero. O personagem Quentin não tem aquele ar de personagem principal. Ele é um pouco inteligente, mas sempre que eu pensava que ele iria tomar atitude, ele ficava lá, sem fazer nada. Tem atitudes de garoto idiota, sempre pensando que nunca se encaixa em lugar nenhum. E o livro é todo contado pelo seu ponto de vista. Resumindo: torturante.
Assim, eu não gostei do Quentin ser o personagem principal. A Alice, por exemplo: ela é uma garota encantadora, inteligente, corajosa, forte. Conhecemos um pouco da história dela e é uma das partes do livro que vale a pena ler, por que ficou interessante e bem escrita. Confesso que depois que sei do final da Alice, eu quase desisti de vez de ler o livro.
Outra coisa: durante todo o livro você é apresentado a uma historinha infantil péssima, Fillory do autor Christopher Plover, que no livro é uma série literária de grande sucesso entre os jovens. Eu fiquei completamente irritada, mas quando ela foi citada na terceira vez eu já imaginei que tinha alguma coisa especial. E no final, tinha realmente. Não completamente relevante pra mim, mas… O autor não existe, mas se buscar na internet, vamos encontrar um site que foi criado pelo autor Lev Grossman para dar mais ‘realidade’ ao seu livro.
Pra um livro que vem com vários elogias na capa e contra capa, eu esperava mais, EU ESPERVA MUITO MAIS. O enredo da história é entediante e eu fiquei lendo um capítulo por dia. Na verdade, é muito frustrante quando você se decepciona tanto com um livro.  O pior é saber que poderia ter sido bom. Provavelmente, não vou querer ler a continuação do livro, que já tem capa, mas não tem previsão de lançamento ainda no Brasil.

13 Comentários

  1. Vicky Doretto disse:

    Eu quero muuuiiiittto ler esse livro, mas ninguém faz a bondade de me presentear… rsrs
    E eu gostei da resenha, agora já sei que não é ‘aquela Brastemp’…. e não vou com muita sede ao pote! rs
    BJão =^.^=

  2. Não parece mesmo bom não… o.O

  3. Nana disse:

    Não conhecia esse livro acredita?
    Esse negócio de mágica não me chamou atenção.
    Mas curti a capa!!!

    beijos e boa quarta

    Nana
    Obsession Valley

  4. Akemi Takarai disse:

    Sério, quando eu vi a capa.. pensei “omg, deve ser demais” porém, depois dos seu comentário, eu nem me atrevo a ler, mesmo eu sendo uma pessoa totalmente louca por magia e misterio.. eu gosto de coisas inteligentes, realistas(magia realista? rs), não cansativas e com ação rsrs /e claro, uma pitada de romance ^^

    Vou esperar a próxima resenha ^^

    Bjinhuss :*

  5. Você não é a primeira pessoa que fala isso. Eu já desisti de ler esse livro por isso :/
    Beijos,K.
    Girl Spoiled

  6. Eu não conhecia o livro, mas não me animei diante do que vc falou.
    Eu imagino sua frustração. Lamentável, hein!
    Chega a ser um fardo, ler um pedacinho do livro, qdo se está decepcionada com o que encontra.

    Pena…

    BjoO
    Pri
    Entre Fatos e Livros

  7. @leticial3 disse:

    Olá! Gosto muito do seu blog e foi por isso que resolvi colocar um dos seus posts recentes lá na página de classificados do meu Blog, o Naparededoquarto. Espero que não se importe!
    http://naparededoquarto.blogspot.com/2011/05/classificados-do-naparededoquarto.html
    Beijos,
    Letícia
    Naparededoquarto.blogspot.com

  8. Carissinha disse:

    Não conhecia o livro, mas depois de ler sua resenha não me interessei em ler.

    Beijos!!

    Arte Around The World

  9. Eu quando vi a sinopse desse livro pela primeira vez, eu fiquei bem interessada, porém quando eu soube dessa comparação na capa com Harry Potter, e também acabei lendo algumas críticas negativas sobre ele, eu desanimei completamente, e agora com sua resenha, só veio reafirmar que esse livro não vale a pena.

    Estou me acabando de rir aqui com esse seu comentário: “Ele tentou criar animais mágicos que apenas pegou um pedaço de cada animais místicos que veio a mente, juntou tudo e falou: pronto, você está feito.”

    História monótona, personagens sem profundidade, etc… estou fora.

    Parabéns pela resenha!

    Realmente é frustante quando nos deparamos com uma obra totalmente decepcionante, mas infelizmente a gente acaba encontrando alguns livros assim, no meio de outros muito bons. Ao menos são poucos.

    Beijinhos

    Ler e Almejar

  10. Oii,

    Nunca tinha ouvido falar desse livro.
    A capa é realmente linda e teria me enganado, se eu não tivesse lido essa resenha. rsrs

    Não gosto de livros cujo o autor não pensa, não elabora nada. Se vai falar de magia, no minimo, precisa saber do que esta falando. Também não gostei quando vc disse “durante todo o livro você é apresentado a uma historinha infantil péssima”. Depois dessa, se eu tinha vontade de ler, acabou aí.

    Gostei da sinceridade. =)

    bjinhuxxx

    Eu li e Divulgo

  11. Nossa! :O
    estou chocada, gostei tanto da capa, e pela sinopse, parecia ser aqueles livros de arrasar!
    Também concordo muito contigo sobre isso de compararem com outros livros, sagas. Eu detesto isso, até pq cada um tem suas opiniões, e quando vemos essas comparações podemos pensar que o livro é mt bom(igual ai,comparado com HP) ou mt ruim(se comparado com algum que tenhamos lido e nao gostado) e isso influencia muito na leitura, ou no caso ruim, abandono antes de começar a leitura.
    Acho uma pena, poderia sim ter sido uma boa história, mais pela sua resenha a autora pecou muito.
    Gostei muito da sinceridade na resenha.

    beijos,
    Ana Luiza
    Livros ao Meio Dia

  12. Como a Ana disse, também fiquei impressionado.
    A Sinopse, a Capa, tudo é perfeito e parece ser o livro do ano.
    Eu quero muito esse livro, muito mesmo, mas depois de ler sua resenha, já não espero tanto do livro e acabou descendo na lista de desejados.
    Essas comparações são realmente ridículas. D+á a impressão de que “este autor é melhor que o outro e eu julgo isso!
    Mas, ainda sim quero ler o livro, mesmo que me decepcione, ainda tem algo me chama ‘-‘
    Agradeço a sinceridade da resenha, é péssimo entrar em blogs e ver claramente que o leitor não gostou mais faz uma resenha positiva com medo de perder a parceria ‘-‘
    beijos do Renatíssimo,
    Between Letters

  13. Sério mesmo? Para mim o livro foi ótimo, deve ter sido frustrante para você porque esperou um Harry Potter. Sinceramente, o livro foi mil vezes melhor que Harry Potter e Nárnia (que é uma merda). E a comparação entre chá e uísque quer dizer que Harry Potter é leve e agradável, enquanto Os Magos é bem mais forte.

Todos os comentários passam por aprovação, antes de aparecerem aqui! Vamos ler e responder todo mundo com muito carinho!

Nome: Email: Website:
Protected by WP Anti Spam

Assista aos Vídeos
Equalize da Leitura © 2010 - 2016 ♥ Todos os direitos reservados
Tema desenvolvido por Débora M.