Editora Novo Conceito, Resenhas

Título: Questões do Coração
Título Original: Heart Of The Matter
Autor: Emily Giffin
Tradutor: Paula Bitondi
Ano: 2011
Páginas: 438
Editora: Novo Conceito

 Livro no Skoob

Tessa Russo é mãe de duas crianças e esposa de um renomado cirurgião pediatra. Apesar dos avisos de sua mãe, Tessa recentemente abriu mão de sua carreira pra se focar na família e na busca da felicidade doméstica. Por fora, parece destinada a viver uma vida encantada.

Valerie Anderson é advogada e mãe solteira de um garotinho de seis anos, Charlie, que nunca conheceu seu pai. Depois de muitas decepções, desistiu do amor e até mesmo das amizades, acreditando que é sempre mais seguro não ter muitas expectativas.

Embora as duas mulheres vivam no mesmo subúrbio de Boston, elas tem muito pouco em comum, com exceção do amor incondicional pelos filhos. Em uma noite, um trágico acidente faz suas vidas cruzarem – se de uma maneira inimaginável.

Com pontos de vistas alternados e absolutamente bem delineados, Emily Giffin cria uma história comovente e brilhante sobre as pessoas de bem que passam por circunstâncias insustentáveis. Todas sendo testadas como nunca imaginaram ser ossível. Todas questionando tudo no que um dia acreditaram. E todas, por fim, descobrindo o que realmente importava.

Depois de alguns meses atrás desse livro, finalmente comprei e devorei – o! O que eu pensava ser uma história de amor doce, derretida, de me fazer chorar se tornou em uma história surpreendente e um pouco melancólica. Com um tema difícil de ser abordado, a autora me prendeu do início ao fim. Eu me envolvi de uma maneira quase que incontrolável nesse livro.
Tessa Russo é mãe de duas crianças incrível e muito singulares. Dedica – se a cuidar dos mesmo e da casa enquanto seu marido – um renomado cirurgião pediátrico – trabalha. Abandonou emprego e mais alguns sonhose objetivos no prol de sua família. Inteligente, completamente apaixonada, uma mãe amorosa e uma mulher que pensa primeiro na sua própria família.
Valerie Andreson é mãe solteira de Charlie, um garotinho muito inteligente, esperto e querido pela mãe, o tio e os avós. Um pouco carente de atenção de uma figura masculina, uma vez que não conheceu o pai. Valerie é uma advogada que desde sempre se virou sozinha, desde a seguir com uma gravidez ozinha até a criação do filho. Uma mulher forte – mesmo sem demonstrar muito essa quialidade -, corajosa e que acima de tudo: ama seu filho mais do qualquer outra coisa nesse mundo.
No meio dessas duas mulheres, conhecemos Nick, o cirurgião pediátrico casado com Tessa e que depois de um acidente, conhece Valerie e Charlie.
Confesso que estou me supreendi com o livro, que fala sobre traição e é um tema muito polêmico pelo menos entre os leitores que eu vi comentando.Quando eu comecei a ler, eu fui com a mente bem aberta para não tentar julgar nenhum dos três personagens, que são bem característicos e que aos poucos você vai se apegando. A Tess é uma das muitas mães que falam: ‘Vou abandonar tudo e me dedicar a minha família!’. Já Val não pode se dar a esse luxo uma vez que é só ela e o Charlie.
Particularmente, não tenho nada contra temas sobre traição, mas… você começa a sentir uma confusão de sentimentos muito intensa. Eu não perdoaria traição de nenhuma maneira, mas… a história é tão envolvente, que você não consegue achar um culpado, nem tomar partido ou defender esse ou aquele personagem. Ao mesmo tempo que eu acho que o Nick está fazendo tudo errado e que ele é o culpado, penso também que a Tess deixou isso acontecer e que esqueceu da sua própria vida para se dedicar a casa e filhos e a contraposto de tudo isso, está Val. Ela é uma mulher encantadora, com um filho encantador! Então… eu simplesmente não sei o que pensar, o que fazer! A autora soube nos conduzir à história intercalando pontos de vistas de todos os personagens, para que tivéssemos um amplo ponto de vista a respeito do que estava acontecendo. Surpreendentemente (ou não) a situação toda tem um timing perfeito. Como a história é muito real, impossível você não sentir e acompanhar o drama presente.
E eu juro, que em determinados momentos eu queria mesmo que o Nick pudesse de alguma forma ficar com a Val. Não que eu ache que a atitude dele foi correta nem por ela, mas por causa do Charlie. Ele se apegou de uma maneira tão doce e inocente ao Nick, que você pensa: Faça com que ele fique com ele! Mas ao mesmo tempo, eu olhava para as duas crianças filhas do Nick que não tinham nenhuma culpa.
E eu posso ter deixado um pouco de lado o Nick, mas ele também se envolveu na situação e traiu. Mas quando você ler uma história como essa, consegue perceber que AS VEZES as traições ocorrem nao apenas por infelidade de alguma das partes. Uma situação toda se forma, tem sentimentos envolvidos juntamente com outras pessoas que podem sofrer eternamente com qualquer decepção. Eu sinceramente, não sei o que faria no caso da Tess. A Val fez uma escolha que com certeza eu também faria se estivesse no lugar dela: preservar e proteger seu filho. Em nenhum momento eu acho que as desculpas dele sejam válida. Coisas do tipo: ‘Eu me envolvi com Val por que ela me lembrava você quando nos conhecemos’ Mas a situação e as atitudes de todos se envolveram tanto, que fica difícil você tentar julgar alguém.
Enquanto eu li o livro, comentaram comigo que o livro é continuação de outr livro O Noivo da Minha Melhor Amiga. Bem, eu fui procurar saber diretamente com a editora e NÃO é, ok? Questões do Coração não é continuação de nenhum outro livro, é um livro a parte. Penso eu que talvez essa confusão tenha sido gerada uma vez dois personagens secundários que aparecem nesse livro são os protagonista de O Noivo da Minha Melhor Amiga.
SPOILLER!
O final do livro já era bem previsível, mas mesmo assim eu pedia internamente que a autora pudesse me surpreender mais ainda, encontrando alguma maneira de fazer com que as duas mulheres ficassem felizes.  Eu sabia internamente que isso não iria acontecer, mas eu me apeguei muito ao Charlie  e creio que ele realmente merecia uma pai como Nick. Ou alguém muito melhor que ele.
A sensação que eu tive no final do livro, foi que a autora deixou muito em aberto a questão de Val ter ou não ligado para o pai de Charlie. Eu gostaria muito de saber se ela fez isso, se positivo a resposta, como o Charlie lidou com a situação de conhecer o pai depois da decepção com a unica figura masculina que chegou o mais próximo possível disso pra ele.

13 Comentários

  1. Ganhei esse livro de um sorteio de um blog, e estou monitorando o carteiro todos os dias..rsrs… Já vi algumas resenhas do livro, mas acredito que a sua tenha realmente mexido com você. Estou muito ansiosa para lê-lo para entender melhor o que acontece e ter minha própria conclusão, porém traição no meu conceito é imperdoável. Gostei muito da sua informação de que esse livro não é a continuação de O Noivo da Minha Melhor Amiga. 😉

    Bjs Melissa
    Espaço Editorial

  2. Kaah'riny - disse:

    Ahh, que detalhada sua resenha, curti! *-* Parabéns!
    Já ouço falar desse livro há um tempinho, ainda não pude ler, quem sabe agora nas férias não consigo; mas eu gostei da história, parece ser muito emocionante!

  3. Marcos Michel disse:

    Eu ainda não li esse Livro mais Minha noiva Ganhou esse Livro em uma Promoção em breve vou ler.

    Marcos

    http://espacoeditorial.blogspot.com

  4. Ana Ferreira disse:

    Rapha,
    Gostei bastante da resenha, mas tenho um receio de sentir raiva das personagens, de tomar partido por conta da traição. Uau, eu não suporto traição, sabe? Dói só de pensar, mas parece tão envolvente, tão triste…
    Vou tentar dar uma chance a ele futuramente.

    Beijinhos,
    Ana – Na Parede do Quarto

  5. Nossa parece uma história e tanto, sem contar que a capa é liiiinda!
    Sério que até suspirei de emoção querendo o livro!
    Mais uma vez você foi grandiosa em suas palavras Raphinha *-*
    Adoro demais suas resenhas, sempre consegue enxergar bem todos os pontos do livro.
    Preciso dele pessoas aaaaaaaaaaaaa (momentosurcótico – existe essa paçavra u.u ?)

    beijos,
    Ana Luiza
    Livros ao Meio Dia

  6. Sora Seishin disse:

    Oi Rapha!! Minha gêmea de leitura 😀
    Eu também li esse livro faz pouco tempo. Gostei bastante e também achava que era um romance…
    Eu também não consegui tomar partido por nenhum dos personagens. É uma história que mexe com a gente né!
    Beijos

  7. Parabéns pela resenha flor!
    Eu não fui muito com a temática…
    Traição é complicado…
    bjs

  8. Eu ja li muitas resenhas sobre este livro
    Mas não tenho curiosidade…
    Mas amei a resenha =D
    Beijos

  9. Raphaela disse:

    Oi Rapha 😀

    Nao li a resenha inteira – nao li o spoiler né? – heheeh
    Nao tenho o livro, mas quero muuito compra-lo 😉

    Beeijocas
    Rapha – Doce Encanto
    @RaphaBlog

  10. Sorri demais:

    Conversa imaginária com personagem fictício:
    “Nick, você poderia por favor ser o pai do Charlie!? Ele merece… por favor!” (Questões do Coração)
    ” Alex, tem como ter uma cópia sua andando livremente por Brasília? Desculpa, mas estou apaixonada por você!” (Desculpa se Te Chamo de Amor)
    “OMG St. Clair! Eu posso escolher se quero você americano, inglês ou francês! E esse seu sotaque… hum…” (Anna e o Beijo Francês)

  11. Kel Costa disse:

    Te confesso que eu torci totalmente contra a vc rsrs Não queria ele com a Val não. Passei a detestar a Val justamente por causa disso rs

    Sobre a parada de “O Noivo” eu fiquei sabendo qual é o personagem desse outro livro e bem, isso acabou me dando spoiler do livro TODO 😡

    Bjs,
    Kel – It Cultura
    http://www.itcultura.com

  12. Mandinha disse:

    Oi Rapha!

    Vim aqui conferir sua resenha! 😉

    Eu gostei bastante de como a autora tratou do assunto… porque é bem delicado né?! eu não consegui sentir raiva de nenhum personagem… até comentei na minha resenha que fiquei meio que “em cima do muro” .. tb não sei se se tomaria a mesma decisão que a Tessa… não sei se conseguiria continuar com o Nicky..
    Mas diferente de você eu nunca quis que o Nicky ficasse com a Val! :x’ Amei o Charlie, achei ele a coisa mais fofa do mundo, acho que é o exemplo de filho que toda mãe quer! *_*
    Sei la .. minha cabeça ficava a mil lendo o livro.. hehe, eu não conseguia (e ainda não consigo) saber o que realmente queria que tivesse acontecido… rs.

    Parabéns pela resenha! 😀

    Beijão flor!
    Amanda
    Lendo&Comentando

  13. A Novo Conceito me mandou esse livro para resenhar.
    O problema é: não tenho NENHUMA vontade de ler.
    #comofaz? :O

    @_leticiamcs
    http://queroserbookaholic.blogspot.com

Todos os comentários passam por aprovação, antes de aparecerem aqui! Vamos ler e responder todo mundo com muito carinho!

Nome: Email: Website:
Protected by WP Anti Spam

Assista aos Vídeos
[wonderplugin_carousel id="2"]
Equalize da Leitura © 2010 - 2016 ♥ Todos os direitos reservados
Tema desenvolvido por Débora M.