julho 17, 2011Editora Rocco, Filmes, Harry Potter

Estreia de Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte II – Como superar?!

17 Comentários

Bem, ontem foi a estreia do tão esperado filme que acompanhou um geração inteira. Eu fiz parte dessa geração, e desde o começo da semana que era como se algo estivesse faltando em mim. Cada dia que passava, que se aproximava da sexta feira, me fazia ficar mais ansiosa e receosa ao mesmo tempo. Por que depois que eu assistisse, seria o fim… ou não. Diferente do que foi escrito nos pôster em várias línguas, Harry Potter não vai acabar enquanto estiver dentro de mim.
E então, rapidamente, o dia de ontem chegou. E eu fui assistir ao filme. Se tiverem paciência pra ler este post até o final, vão descobrir minhas aventuras e a minha opinião a respeito do filme. 😉

Eu estava muito ansiosa que na semana que antecedia a estreia, falei com a minha chefa e pedi para entrar mais cedo. E ontem eu estava ansiosa que eu acho que acabei deixando todos no mesmo estado. De acordo as horas passavam, todos perguntavam: ‘E o filme, Rapha?! E o filme?!’ e eu respondia, louca: ‘É daqui a pouco gente!’ E nisso, me proibi de entrar no Twitter pra não pegar spoiller. E fiquei enchendo o meu amigo para poder fazer uma plaquinha pra levar pra estreia e tirar fotos legais. Quando deu 18hs, estava quase tendo um treco. Então eu e o Deivison fomos para o shopping e estava lotado como já era de se esperar. E nisso, eu queria tirar fotos com algumas pessoas e gravar alguns vídeos para a cobertura Up!Brasil, e aí eu vi uma menina que estava andando com uma camiseta linda de Harry Potter. Chamo – as, perguntando se são de algum fã clube, fã site e tal. E começamos a conversar, elas foram pra pré – estreia, morreram de chorar e voltaram no shopping, tinha ingressos ainda, compraram pra assistir na mesma sessão que eu. Entramos na sala, eu pedi pra tirar foto com eles e aquela bagunça toda. E finalmente… começa o filme!!
Meu coração palpitou. E eu prendi a respiração quando o Voldemort aparece violando a tumba do Dumbledore. E creio eu, até os 30 primeiros minutos do filme, eu estava bem feliz com tudo. Cenários lindos, e estava tudo transcorrendo exatamente como no livro. Mas é a partir do momento que o Harry se revela em Hogwarts em uma cena que não existe no livro, que as coisas começam a desandar. Na verdade, eu gostaria de ter acesso a esse livro que os roteiristas se basearam para fazer esse filme, por que com certeza não foi o mesmo que eu li. Na verdade, acho que eles tiveram acesso a esse livro. E ele está escondido na Sala Precisa.
Quero deixar bem claro que eu AMO Harry Potter. E sempre amei. Foram com esses livros que eu cresci, que me fizeram acordar de madrugada pra ler escondida, brigar com a minha irmã e fazer minha comprar por 90,00, e exatamente por isso, por ser uma fã e leitora apaixonada, é que eu fiquei tão decepcionada com o filme. Não é por que eu sou fã que quer dizer que eu não deva ser crítica. Eles mudaram TUDO! Mudaram a ordem do que as coisas acontecem, colocaram cenas que NUNCA existiram no filme e teve horas, que sinceramente, a interpretação dos próprios atores deixaram a desejar. Em diversos momentos – que eu perdi a conta de quantas vezes ocorreu – eu me perguntei: Eu entrei na sessão certa?! Se fossem pra fazer aquilo de filme, que não tivessem dividido! A primeira parte do filme é excepcional e dispensa qualquer comentário, está completamente baseado no livro. E esse? O pior é ler um monte de fan site falar que é o filme que todos esperavam, que é o melhor, que isso e aquilo. Eu não vi e não senti nada disso. E saí do cinema chorando, mas de frustração, decepcionada, chateada e sem acreditar que a tia Rowling deixou fazer com o ultimo filme. O MINIMO que tinha que fazer, era continuar baseando no livro! Era seguir a mesma linha de raciocínio, e não entupir o filme com cenas que NUNCA existiram e pensar que vamos engolir. Eu vi e ouvi várias pessoas que tinham acabado de assistir ao filme saírem de lá falando realmente que foi o melhor filme de todos. A sensação que eu tenho é que foi o melhor pra eles por que foi o ultimo. E por que não tem como tentarem arrumar no próximo, por que não tem um próximo. E que tem que se contentar com esse mesmo e falar que ficou ma – ra – vi – lho – so!
Mas eu não estou reclamando de tudo. Tiveram cenas excepcionais e únicas, que fizeram jus ao livro. O meu desejo é que tivessem feito isso no filme todo.  As lembranças do Snape (o que me faz lembrar que para ter acessos as lembranças, precisam retira – las da mente, não de uma lágrima. Desde quando A Penseira voa?!). Escolheram um ótimo ator para interpretar o Snape garoto, juntamente com a Lilian. A cena deles em uma espécie de clareira ficou linda! E junto com essas lembranças, temos relances do Tiago e do Sirius. A cena deles em Gringotes também ficou muito legal e não tenho nenhuma reclamação a fazer quanto aos efeitos especiais, por que dispensa os meus leigos comentários. Ficaram PERFEITOS! Quando Nagini mata o Snape (em um lugar desconhecido. Não era pra ser na Casa dos Gritos?!), eu me encolhi na cadeira. Ficou muito, muito real. A cena do Harry bebê no berço chorando, com a casa toda destruída, os pais mortos… O que me faz lembrar que apesar de ter ficado muito fofinho, o Snape não aparece na casa depois que Lilian e Tiago estão mortos. Muito menos abraça Lilian.
No entanto, eu me RECUSO a falar da morte do Fred!! Me recuso! Até por que não teve morte nenhuma! A morte do Fred era tão esperada pelos fãs quanto a do Dobby! E só colocarem o ator estendido lá no chão e mostrarem que ele está morto, sinceramente… Beijinho fraco Harry e Gina, só mostra o cocuruto da cabeça do Rony no beijo dele com a Mione na Câmera Secreta, que pelo menos reproduziram o cenário direitinho. Mas me digam, por que a Hermione e o Rony estavam tentando a todo custo matar a Nagini, quando já sabemos que quem vai fazer isso é o Neville? Cara, não precisam acrescentar nada a cenas que nós – fãs e apaixonados – já sabemos de trás pra frente! É pra enfeitar? Pra dar um ar de herói, ou pra que por um momento, fazer com pensemos que o que está no livro não vai acontecer? Teve momento que eu já estava tão desiludida, que eu VI a McGonagall matando o Voldemort. Juro. Por falar em lutas… nada mais sem graça que a luta da Molly com a Belatrix. E a morte da Belatrix, que acho que seria tão importante quanto a do Fred e Dobby juntas.
E DESDE QUANDO O HARRY PODE OUVIR AS HORCRUXS?! Pelo amor, de onde tiraram isso?! Tornaram tudo mais simples, toda vez que ele se aproximar de uma Horcrux começa a silvar! Não, eu me recuso aceitar isso.
E a melhor parte do filme: ELES NÃO PRECISAM MAIS VERBALIZAR OS FEITIÇOS! Não precisam! :O COMO – ASSIM? Eu sei que posso estar sendo insuportavelmente chata, mas os feitiços na cena épica em que o Harry mata o Voldemort é tipo essencial que os feitiços fossem falados gente!! No filme todo passamos por cenas onde tudo explode, estoura, se quebra, desaparece, salta e voa, mas não têm feitiços sendo pronunciados! E eu não vou nem comentar que o Harry quebra a Varinha das Varinhas.
Em contrapartida, a interpretação do Ralph Fiennes é magnifica! Creio que nenhum outro ator teria dado vida a Voldy tão bem quanto ele. Maquiagem perfeita, interpretação esplendorosa e eu ainda me pergunto como conseguiram fazer o nariz ficar daquele jeito. Com certeza, um destaque. Tem uma cena que o Voldemort rir que ficou super engraçada, e eu imagino que também tenha sido difícil de fazer uma vez, uma vez que é uma risada sem emoção e que mesmo assim passa o sentimento presente. Outra pessoa que se destaca bastante pra mim é a Helena Bohan Carter! Ela já é excêntrica por natureza, mas o papel da Belatrix é tão perfeito pra ela!
E no final do filme, não me venham dizer que o Dan Radcliffe, Rupert Grint e a Emma estavam mais velhos, por que eles estavam exatamente iguais. Passam um pouquinho de maquiagem e amarrar o cabelo em coque não significa que a pessoa está mais velha, portanto, pra mim estavam a mesma coisa. Eu nem comento a Bonnie Wright, por que ela é feia de qualquer maneira.

Depois desse desabafo, eu me retiro para reler Harry Potter e as Relíquias da Morte e tentar apagar todas essas cenas da minha imaginação e continuação a sonhar com um filme do Harry onde os produtores se basearam no livro e não em sua imaginação grotesca.


Sorrindo pra não chorar depois do filme junto com o Deivison.
    

posts relacionados

Deixe seu comentário

17 Comentários

  • Camila
    27 dezembro, 2011

    Eu gostei do filme (talvez por ser o último e tal), mas também tive certos incômodos com várias coisas. Na estreia achei tudo perfeito, mas sabe que depois, assistindo de novo, concordo em praticamente tudo com o post… Achei que faltou principalmente falar sobre a vida de Dumbledore, porque no livro comenta bastante sobre isso e no filme não tem praticamente nada e também achei que eles colocaram umas coisas sem noção apenas pra dar mais emoção. Enfim, o último filme não é o meu preferido nem de longe e sempre que alguém fala mal de Harry Potter (com base nos filmes), eu mando ler os livros porque os filmes são ruinzinhos perto dos livros.

  • Hannah Monise
    25 dezembro, 2011

    As lembranças do Snape foram o que mais me emocionou no filme. E não sei, eu realmente gostei dele! Achei demais mesmo. Talvez possa ser pelo tempo que eu tinha lido o livro antes do filme (e acabei não lendo novamente para o assistir), mas achei que foi um dos mais fiéis, onde a história é melhor.
    E nenhuma adaptação consegue ser fiel totalmente! Isso faz parte, né?
    Beijos

    @secretsofbook
    http://secretsofbook.blogspot.com

  • Erica_M
    25 dezembro, 2011

    Não concordo plenamente com a critica. Mas posso dizer que eu fiquei com vontade de rir com o epilogo! Hollywood consegue fazer tanta mágica (deixaram a Katy Perry super velha no seu clipe)e não conseguem deixar eles com uma idade um pouco avançada?!
    Alias, aniquilaram a história perfeita da vida de Dumbledore.
    Também achei que faltou um pouco falar sobre a Tonks e o Lupin (era um dos meus casais favoritos). Sem falar que o bebê ficou quase esquecido. Mas como nunca fizeram muito destaque para o casal, eu já esperava um certo esquecimento (infeliz) para eles.
    Infelizmente adaptações são assim. Dizem que são para os fãs, mas é só para ganhar dinheiro mesmo! = (
    Achei a sua critica bem legal! E concordo com o que disse. Mesmo sendo fã, temos que saber criticar. Achar os pontos fracos e os pontos fortes. E saber falar disso. Eu realmente gostei. Parabéns!!

  • EU IRIA ASSISTIR ESSE FILME NA ESPERANÇA DE QUE PELO MENOS O LIVRO VIVESSE ALI,MAS AGORA QUE SOUBE AS MUDANÇAS TRÁGICAS!….COMO POSSO ASSISTIR?TEM ONDE RECLAMAR?ESTOU PASMA AGORA,NEM SEI DIZER.TODOS OS LIVROS VÃO PARA O CINEMA,E LÁ SEMPRE UM MUDA O CONTEXTO,SERÁ QUE O ESCRITOR NÃO RECLAMA?DEUS PAI,COMO CONSEGUEM FAZER ISSO?NÃO TEM GRAÇA ASSIM,AINDA MAIS PARA QUEM LEU O LIVRO,SE TORNA DEFEITOS!TÁ,NÃO VOU ASSISTIR O FILME POIS SE NÃO VOU FICAR RECLAMANDO DEPOIS E GOSTEI MUITO DO QUE ESCREVEU,ME LIVROU DA PERCA DE TEMPO.MUITO OBRIGADA!!!!AINDA CONTINUO INDIGNADA….

  • teoralcoolico
    19 julho, 2011

    Ah, mais uma coisa. Gostei do comentário da Renata, concordo com ela principalmente nesses parágrafos aqui:

    “A primeira delas tem a ver com Luna e Neville. Gente, tudo bem, isso não existe no livro, mas é implícito na história. E como se isso não fosse o bastante, a própria J.K. Rowling já se pronunciou nesse sentido tempos depois do lançamento do último livro. Portanto, é mais do que válido e coerente.

    Ok, a Penseira voa no filme. E daí? isso altera a história? Não. Então qual o problema deles terem utilizado-se da licença poética permitida ao filme? Nenhum. Para mim é bem válido. As lembranças são retiradas da mente e não de lágrimas? Sim, de fato. Mas volto a perguntar: altera a história? Não. Então a licença poética ainda é válida novamente. Snape não aparece em Godric’s Hollow? Não, e todo mundo que leu sabe disso. Muda o entendimento da história? Para quem leu, não. para quem só assistiu o filme, sim. Muda pra muito melhor, e é possível entender de forma mais clara o sentimento de Severo por Lilian.”

    ;**

  • teoralcoolico
    19 julho, 2011

    Tiveram algumas coisas que eu concordo e outras que discordo de você. Eu gostei da morte da Belatriz, tirando o fato de que ela explode. Adorei as piadinhas que a McGonagall faz (aliás, a Molly e ela estão muito divas nesse filme).

    Porém, concordo com você quanto a morte da Nagini… Foi RÍDICULA! Sem contar que a batalha final entre Harry-Voldemort não poderia ter acontecido. A Varinha das Varinhas pertencia ao Harry e ela nunca poderia ter lançado feitiços da morte em seu dono. E realmente, também pensei na hora que os feitiços tinham que ser verbalizados!

    A morte do Fred também me encomodou bastante, mas deixei passar… Eu também fiquei meio frustrada porque não contaram nada da história de Dumbledore com Grindelwald e com a irmã dele.

    Ah, gostei da cena do Gringotes, ficou bem legal e gostei do final da Luna e do Neville.

    Acho que fiquei mais frustrada porque achei a Parte I tão fiel ao livro que pensei que com a Parte II veria todas as cenas direitinho na telona. Aliás, adorei a cena do Harry indo morrer e os pais e o Lupin e o Sirius aparecendo. Ficou igual ao livro e quase chorei com o Tiago falando que ia com o Harry até o fim. Lindo demais!

    Bem, é isso. Fiz uma resenha no meu blog também! Dá uma olhada lá! E terão mais dois posts falando de Harry Potter depois. =)

    Beijos ;**

  • Cláudia Soares
    18 julho, 2011

    Nossa !!!
    Estou extasiada com a sua resenha! Nem sei o que esperar do filme.
    Agora mais do que nunca preciso assistir logo, para poder comentar aqui concordando ou não !!!
    beijos Rapha !

  • Karine Marinho
    18 julho, 2011

    Eu concordo que mudaram muiiita coisa, mas esse filme não deixa de ser um dos meus preferidos. Já tava esperando essas mudanças. E senti falta de algumas coisas, mas naão deixou de ser emocionante. Eu acho que a parte que eu fiquei mais “ãh” foi qndo o Voldy abraça o Draco, tipo. Eu ri e apartir daí só consegui chorar quando o filme acabou. :/
    Beijos,K.
    Girl Spoiled

  • Renata
    18 julho, 2011

    Bem, eu ontem tinha feito todo um comentário, mas na hora de postar deu tilt e acabou sumindo. Então, hoje vou mais vez tentar expressar minha opinião.

    Antes de mais nada, devo dizer que concordo em muito com a Ana e descordo bastante da Rapha e do Deivison. Claro que gosto é uma coisa pessoal e cada um tem o seu, mas ainda acho que o filme foi brilhante.

    Não vou ser repetitiva e comentar tudo que a Ana já disse aqui em contraponto com o ponto de vista da Rapha, mas vou citar algumas coisas que não concordo e que não foram abordadas pela Ana da forma como eu gostaria.

    A primeira delas tem a ver com Luna e Neville. Gente, tudo bem, isso não existe no livro, mas é implícito na história. E como se isso não fosse o bastante, a própria J.K. Rowling já se pronunciou nesse sentido tempos depois do lançamento do último livro. Portanto, é mais do que válido e coerente.

    Ok, a Penseira voa no filme. E daí? isso altera a história? Não. Então qual o problema deles terem utilizado-se da licença poética permitida ao filme? Nenhum. Para mim é bem válido. As lembranças são retiradas da mente e não de lágrimas? Sim, de fato. Mas volto a perguntar: altera a história? Não. Então a licença poética ainda é válida novamente. Snape não aparece em Godric’s Hollow? Não, e todo mundo que leu sabe disso. Muda o entendimento da história? Para quem leu, não. para quem só assistiu o filme, sim. Muda pra muito melhor, e é possível entender de forma mais clara o sentimento de Severo por Lilian.

    As mortes foram pouco exploradas? Sim, claro que foram. Mas por favor, tenham em mente que o filme é classificação 10 anos. Eu também senti falta da morte do Fred e de uma atenção maior à Belatrix, mas ainda assim, isso não diminiu o brilho do filme.

    E é óbvio que a quebra da varinha é uma grande metáfora para todos os eventos. Isso é um filme, é totalmente visual. è necessário mais que palavras, é necessário imagens que traduzam palavras. Essa é a lógica do cinema, e quem nã entende isso, não deveria assistir filmes adaptados.

    Para além de tudo o que foi dito, mesmo o filme sendo dividido em duas partes, obviamente tem uma quantidade de informação absurda e que seria impossível colocar tudo, como todos os fãs desejavam. Porém, como trabalho cinematográfico de adaptação de saga, é um trabalho e tanto.

    Eu realmente me senti gratificada ao sair do cinema. E muito emocionada.

    Beijocas,
    Renata
    @ReeAlvees
    http://up-brasil.com

  • Eu Tenho Livros
    18 julho, 2011

    Eu terei que discordar da Ana Ferreira.
    Harry Potter é uma série de livros que foram adaptados para filmes, sendo assim, é claro que é impossível os produtores criarem um filme totalmente fiel ao livro. No etanto, devemos lembra que o último livro foi dividido em 2 filmes, ou seja, presume-se que seriam absolutamente fiéis às páginas (isso já seria incrível), mas não foi isso que vimos. A impressão que eu fico é que HP foi meramente comercial, e em nenhum momento pensaram nas dezenas de milhões de fãns. Dividir o filme e mesmo assim INVENTAR uma outra história para compor a original só afirma que a indústria audiovisual não se importa com os livros, mas somente com as vendas que o bendito filme acarretará.
    Eu fico chateado em saber que só fizeram dois filmes para arrancar nosso dinheiro e não para fazer um material digno.

    Não to dizendo que o filme é feio, pelo contrário, os cenários estão incríveis, mas a história deixa a desejar para aqueles que cresceram lendo e imaginando as aventuras de HP, e quando finalmente temos a oportunidade de ver de forma um pouco ‘mais real’ CAGAM para nossas expectativas.

    Enfim, não gostei do desfecho, concordo em gênero, número e grau com a Raphinha e também irei reler TODA A SÉRIE só para esquecer a falta de respeito dos produtores.

    Deivison Amorim
    @eutenholivros
    http://eutenholivros.blogspot.com/

  • Sthaelle
    18 julho, 2011

    HP é inesquecível!
    Não tem como não gostar do bruxinho mais famoso do mundo 😉

    Beijos
    Thata e os Livros ~

  • Miss Carbono
    18 julho, 2011

    A única coisa do filme que me decepcionou foi a morte do Fred (que não acontecer) e o momento mais WTF foi a cena do “abraço” entre o Harry e o Voldemorte (soltei uma gargalhada nessa cena).

    Mas, no geral, fiquei bem satisfeita com o filme e sou daquelas que concordam que é o melhor filme da série (apesar de ficar um pouco divida quando afirmo isso pq é dificil escolher o melhor). Certo, a primeira parte foi bem mais fiel ao livro e esse teve algumas “licenças cinematográficas” (como o negócio das Horcruxes, a luta épica do tio Voldy e do Harry q durou mais que dos livros etc) mas não tira a qualidade, pelo contrário: Algumas dessas cenas ficaram melhor em tela adaptadas, inclua ai o Snape entrando na casa e abraçando a Lilian.

    Sei lá, minha opinião, e eu acho que já escrevi demais hehe.

    AH, esqueci de falar outro momento WTF: Bellatrix morre e desintegra? Só os mocinhos é que morrem e continuam com o cadáver intacto? Sei lá se isso tem no livro ou não (nem lembro) mas achei tosco mesmo. =P

    teh mais

  • Michelle'
    18 julho, 2011

    Vou trer que concordar, tipo, sou louca por HP, amei o filme, mesmo com todos esses pontos negativos e coisas diferentes do livro, mas enfim, gostei do mesmo jeito kk’
    Só achei que a cena do Voldemort sendo morto tinha q ter a verbalização e tals e o beijo que eu esperei tanto pra ver, não foi mostrado como deveria!
    Mas apesar de tudo isso, eu chorei, chorei muito haha!
    Beijinhos, Michelle – Minha Bagunça

  • Marta
    17 julho, 2011

    Eu concordo totalmente.
    Eu saí do cinema muito frustrada, estava esperando uma coisa épica, algo que encerra-se toda a minha imaginação, mas não, vou ter que ficar com minha imaginação mesmo.
    É que eles NEM falaram que a taça era de Huflepuff! O Voldemort consegue sentir as horcruxes enquanto no filme não, e que história foi aquela do Harry as escutando?
    Por um segundo achei que o Rony e a Hermione iam matar a cobra, e já estava ficando irritada por tirarem o heroísmo do Neville, que acabou sendo heroi sem saber o que estava fazendo.
    Ficamos sem nada saber sobre o passado de Dumbledore, e embora tenham mostrado algumas memórias do Snape (e eu tenha achado lindo aquela dele chorando com Lily nos braços) na minha opinião estragaram tudo.
    Eu fui para o cinema com apenas uma mentalidade: as memórias do Snape têm que estar intocadas (podia até tirar algumas partes da Petunia) mas não, eles tiveram que mudar tudo, assim parece apenas que o Snape foi um idiota com uma paixão platônica e que Lily deixou de andar com ele quando conheceu Tiago.
    Se fosse para fazer isto, não deveriam ter dividido mesmo. E tal como você, me revolto a ver pessoas que leram e se dizem fãs desde que eram embriões dizendo que este foi o melhor filme de todos.

    Ixii, acho que escrevi demais :S

    Beijos
    Marta
    http://aspalavrasfugiram.blogspot.com/

  • Letícia Santos
    17 julho, 2011

    Eu achei MARAVILHOSO o Snape chorando com a Lilian nos braços. Só de lembrar dá vontade de chorar, e achei muito válido, mesmo que não tenha no livro.
    Achei idiota a penseira voar, e o beijo Harry/Gina, e Rony/Hermione tentando matar a Nagini com aquele dente (WTF?).
    “Eu nem comento a Bonnie Wright, por que ela é feia de qualquer maneira.”
    Concordo totalmente! HAHAHAHA

    Beijos :*
    http://queroserbookaholic.blogspot.com

  • Isabelly
    17 julho, 2011

    Olá Rapha! Eu ainda não assisti o filme para saber o que vai acontecer e muito menos li os livros. Então, minha opinião não vai importar, mas minhas amigas que assistiram falaram que o filme é muito bom.

    Beijos.

    Bells – Just a Girl

  • Ana Ferreira
    17 julho, 2011

    Rapha,
    Sou obrigada a discordar de você. O filme foi decerto bastante aguardado, todos estavam cheios de expectativas e, posso dizer que, não apenas como fã mas como crítica, quase todas as minhas foram correspondidas.
    Primeiramente, quanto às adaptações, achei todas interessantes, couberam bem ao filme. Eu não fui ao cinema para assistir fielmente, sagradamente a tudo que li nos livros, até porque, de uma forma ou de outra, o público, a produção e tudo mais são diferentes. As pessoas querem mais ação e, para o último filme, uma aura mais sombria.
    Achei no mínimo interessante terem dado outros rumos, por exemplo, a Neville e Luna. Por terem mudado as cenas de Harry e Voldemort. Se eu fosse reclamar quanto à adaptação, falaria da rapidez com a qual a guerra começa, juntamente com a procura do diadema de Ravenclaw. Mas quando penso que, afinal, era a segunda parte, compreendo que não poderia ser de outra forma.
    A ligação do Harry com as Horcruxes não é incoerente, uma vez que ele próprio é uma e que Voldemort pensava nelas, no perigo que começavam a representar.
    A não-verbalização dos feitiços mostra, de certa forma, a maturidade de Harry, a ansiedade por concretizar o fardo que por tanto ele aguardou. Na série são quase que invariavelmente os bruxos adultos que não os verbalizam e isso confere uma nova visão de Harry, aquele que lutou bravamente, sofreu e chegou ao seu destino como um homem suficiente para enfrentar o Lorde das Trevas.
    As cenas do Snape foram, de longe, as melhores. Achei lindo o fato de ele ter ido à casa dos Potter, dá uma cara nova à história, recria um detalhe e dá profundidade ao filme. Foi uma forma de consolidar, de emocionar o espectador que não leu os livros sobre o amor que ele sentia por Lilian. Muito válido, a propósito, na minha opinião.
    Em relação às mortes, tenho que concordar. Foram pouco aproveitadas, os personagens centrais foram o trio afinal e não tivemos como sofrer com algumas perdas.
    As minhas impressões ao último filme foram boas, por fim. Ele foi sombrio, foi mais profundo e triste de alguma forma, mas encerrou de maneira inteligente a saga, novas visões do que já havia nos livros. Aprovadas por mim, pelo menos.
    Uau, escrevi um comentário enorme. :O

    Boa noite!
    Beijinhos,
    Ana – Na Parede do Quarto

  • Vídeos no canal

    @araphadoequalize
    © 2020 Equalize da Leitura • equalizedaleitura.com.brDesenvolvido com por