novembro 17, 2011Sem categoria

30º Feira do Livro de Brasília

18 Comentários

Ontem, eu tirei a preguiça do corpo, aproveitei que era feriado e nem a chuva me atrapalhou: fui sem medo de ser feliz para a 30º Feira do Livro de Brasília. Eu pensava em comprar pelo menos dois livros para não sair de mãos abanando, mas não foi exatamente isso o que aconteceu.

Eu, na entrada da Feira, sorrindo por que ainda só estava no começo.

Eu sempre fui muito animada para essas feiras que acontecem apenas uma vez ao ano aqui. Duas edições atrás, ela era realizada na frente de um shopping e na minha opinião, era muito mais divertidos e acessível para todos. Agora está mais longe, onde a maioria das pessoas tem que ter carro para acessar ou pagar mais de uma condução. Enfim…

Eu comecei a passear pela Feira e a minha primeira impressão foi que estava tudo diferente do que eu lembrava das feiras anteriores: alguns estandes vazios e os que estavam por lá, não tinham nenhum atrativo para que quem estivesse passando sentisse a vontade de visitá – los. Tinha muitos estandes vendendo artesanato,  lembrancinhas para quem visita Brasília… E como o título da feira é FEIRA DO LIVRO DE BRASÍLIA eu esperava que o foco central fosse esse. Mas o melhor de tudo é que não foram os artesanatos, as lembrancinhas ou os livros que tinham mais estandes.
Eram as barracas de comidas típicas de todo o Brasil.

Locais com comidas misturados com estandes de livros

Tinha barracas entre estandes de livros, tinha barracas aonde não era pra elas estarem. A praça de alimentação estava tomada por mais delas. E tinha bebida alcoólica sendo vendida, sendo que até onde eu sei, a Feira é totalmente voltada para o público infantil e infanto-juvenil e não deveria vender esse tipo de bebida lá. Eu não me importo que vendam comida, até por que teve muitas pessoas que chegaram lá cedo e tinha outras tantas que estavam trabalhando, mas modificar toda uma estrutura e transformar naquilo não me agradou. E quem frequentou as Feiras dos Livros anteriores conseguiam sentir a diferença.
E quantos aos livros… SEBOS estavam vendendos livros com qualidade muito baixa (riscado, com a capa caindo, velhos, com alguns amassados e capas rasgadas) por mais de R$40,00 e outros títulos que se via claramente que os preços estavam abusivos. Eu não estou desmerecendo esses lugares de vendas de livros. Eu já comprei muito livro em sebo, mas o objetivo não é vender livros usados com um preço mais acessível?
O único estande de livraria que tinha lá era o da Saraiva: minúsculo, onde os vendedores disputavam espaço com os visitantes. Os livros estavam mais caros que nas lojas físicas (eu passo todos os dias pela Saraiva que tem perto do meu trabalho por que eu tenho um amigo que trabalha na mesma e tinha dado uma conferida nos preços) e era os exemplares que ficam expostos, que todo mundo pega, folheia. Nos outros estandes tinham livros na mesma situação, só que nenhum deles era tão grande.

Porém, quem estava com criança levou um prejuízo grande se realizou todos os desejos dos pequenos: tinha livros infantis por R$0,50. Livros com CDs + jogos baratinhos. E tinha coleções inteiras por R$5,00.

Eu não estou reclamando de ter essas barracas de comidas típicas, nem do livro que estava na entrada da feira, nem dos funcionários espremidos em estandes que não tinham livros bacanas (por que os estandes pequenos tinha um exemplar de cada livro exposto). Por que tinham rodas de leitura, o café literário, palestras com autores nos horários marcados e espaço para crianças e leitura de prosa e poesia mais do que devidamente instalados. Mas não tinha aquela sensação de aconchego, de falar: ‘Isso aqui sim é uma Feira do Livro.’ Eu frequentei essa feira por mais de 6 anos e foi a primeira vez que eu sai tão triste e decepcionada. E eu não estou falando só de mim, várias pessoas também comentaram o mesmo comigo. Não tinham livros que são lançamentos. Os que estavam por lá era livros que fizeram sucesso, como os da Saga Crepúsculo, uns da Meg Cabot (que tem todos os título começados por tamanho 42 não é grande e sua variações. Nada dos livros novos dela que são tão comentados), livros do Harry Potter (com preços exorbitantes, por sinal!), Diários do Vampiro (que eu me recuso a comentar o preço de UM livro),  mas nada novo para ser apresentado. E todos esses livros eram aqueles que ficam em exposição, que todo mundo folheia e passa a mão.

Eu, como leitora assídua e blogueira literária fiquei envergonhada que pudessem chamar o que está acontecendo de Feira do Livro. Eu só gostaria que os organizadores se preocupassem mais em fazer algo realmente bom e não apenas em agradar tal e tal pessoa de tal intituição que é afiliada ao governo para que isso aconteça. Eu fico magoada por que é invejável ver a qualidade desse tipo de evento em outros estados e na capital do Brasil visitar algo tão deplorável.

Eu só posso dizer que ano que vem a chamada para a feira será: ‘Conheçam todos os sabores brasileiros na Feira do Livro de Brasília.’

posts relacionados

Deixe seu comentário

18 Comentários

  • Rafael
    28 janeiro, 2012

    Meu Deeeus, o que foi isso?
    Só fui em uma feira do livro, pequena, de uma única editora, na faculdade. Preços exorbitantes, mas eram novos os exemplares.
    Agora, a feira de livros nem ter livros (aliás, mais comida e artesanato do que livros) é bem triste. =(
    Espero que, mesmo com as dificuldades, tenha tido um passeio bom. E tomara que melhorem na próxima, ou terão que mudar o gênero da feira.

    Ótima semana!
    @rafaschiabel
    http://lembradaquelahistoria.blogspot.com/

  • Mariana Garcia
    23 novembro, 2011

    Ainn Rapha eu imagino o quão decepcionada voce ficou, porque pela fotos e pelos seus comentários a feira realmente deixou muito a desejar.

    Espero que alguem da organização leia o seu post e preste mais atenção nesses detalhes na feira do ano que vem =)

    Beijokas

    Mari – @oblogdamari

  • Ana Carolina Nonato
    21 novembro, 2011

    Nossa, muito terrível :(((
    Os livros todos tombados, lombada estragando… Uma lástima! 🙁

  • Hannah Monise
    21 novembro, 2011

    Nossa, Rapha! Que triste! ): Pelo jeito que você falou, já deu pra perceber que não foi uma coisa bem planejada e organizada.
    Já que o foco é livro, né? Deveria ter novidades e etc.
    Mas enfim, espero que na próxima edição haja uma melhorada incrível!
    Beijos
    @SecretsofBook
    http://secretsofbook.blogspot.com

  • Suzana Sabino
    20 novembro, 2011

    Nossa, que desagradável.
    Uma feira do livro pra gente que gosta tanto deles é um evento especial, aí a pessoa chega lá e se depara com esse descuido. Realmente decepcionante. :/
    Nem parece uma feira feita para livros.
    espero que melhore na próxima e não decepcione. 😀
    beijos.

  • Babi Farias
    18 novembro, 2011

    Eu estava até animada para ir no domingo, mas imaginei, se agora já está assim imagina no último dia… Tsc tsc. Decepecionante! Sim, eu também pensei que deveria ter continuado em frente ao Pátio, muito mais acessível!

    Beijo, moça.

  • Mar
    18 novembro, 2011

    Caramba, fiquei banalizada. Mas assim, a doRJ é muuuito boa tb, mas fui esperando mais.
    Eu acho q nao é um problema de Brasília, e simdo Brasil inteiro. Por exemplo, fui por excursão pra bienal do RJ, e o pessoal que estava indo comigo, estavam pensando em conhecer garotos =O
    É complicado.Nem ao menos pensavam nos livros

  • Rodrigo Machado
    18 novembro, 2011

    Gostaríamos também de dizer que estamos atentos as críticas e agradecidos a todos os elogios que estamos recebendo. Vemos estas como oportunidades para que as próximas edições da Feira do Livro de Brasília aconteçam com uma programação cada vez mais rica e diversificada, atraindo mais e mais atenção para um evento, que entendemos, seja de grande importância para nosso país.

    Nossos números, desta 30ª Edição
    Estandes – 72
    Programação cultural – 216 horas
    Atividades, eventos e ações – 161.
    Editoras com estandes exclusivos – 12.
    Editoras – mais de 300.
    Livrarias – 21.
    Distribuidoras – 12.
    Quantidade de livros expostos – 88.870 exemplares.
    Estimativa de venda – 60.000 unidades.

    Att.:
    Assessoria de comunicação
    30ª Feira do livro de Brasília

  • Camila Costa
    18 novembro, 2011

    nooossa Rapha, poxa tenso isso ai meu.. =/ realmente logo na capital do páis, algo tão importante quanto LIVROS que representam cultura e educação principalmente deveria ter um evento mais caprichado né =/

  • Lara E.
    17 novembro, 2011

    Nunca fui em nenhum evento assim, mas imagino sua decepção ;/
    devia ta todo empolgada esperando o dia chegar logo (pelo menos eu ficaria assim, rs) e qd o tao esperado dia finalmente chega, ter q sair decepcionada de lá =(
    Tomara q da proxima vez seja melhor ne 😉
    beijos

  • Amanda Melanie
    17 novembro, 2011

    Que triste! :s
    Vi uma foto ali que a situação da estante é deplorável.
    Eles deviam fazer algo mais organizado. O Brasil precisa crescer culturalmente e Feiras do Livros ajudam nisso… é algo para se pensar com carinho…

    Beijones,
    Amanda Melanie

  • Lariane
    16 novembro, 2011

    IXiii, que decepção :X

    Aqui em Joinville apesar da Feira ser pequena, vide tamanho da cidade, as coisas são bem organizadas e legais…

    Beijo,
    Lariane – http://www.leiturasedevaneios.com.br

  • Isabelly
    16 novembro, 2011

    Decepcionante mesmo! Eu fui na Bienal do RJ e adorei. Queria que em todos os estados fosse que nem a do Rio. Muito triste ver esse tipo de coisa. :'(

    Beijos,
    Bells – Just a Girl

  • Flávia Pachêco
    16 novembro, 2011

    Poxa, que chato isso, ir super entusiasmada esperando uma coisa e chegar lá e encontrar algo tão diferente do esperado :/ Mas talvez ano que vem eles melhorem né? Quem sabe, tomara que sim!

    Beeijos { http://17ezesseteinvernos.blogspot.com/ }

  • Relógio de Bolso
    16 novembro, 2011

    Eu também fui na feira ontem, realmente eu não parei de comentar “esqueceram que aqui é uma feira do LIVRO!”
    Concordo que o acesso a feira pelo Pátio Brasil era bem melhor, além de que estava muito desorganizada. Era muito difícil se encontrar ali, enquanto no Pátio você simplesmente contornava o Shopping e pronto!
    E os preços então? Lá você sempre via editoras e tudo mais, ontem eu só vi a Saraiva e um monte de livraria vendendo mais caro, esquecendo qual objetivo da feira!
    Adorei o post, eu também tirei algumas fotos e filmei como estava lá.
    E eu que tinha pensado que eles iriam aproveitar o espaço maior…
    Beijos!
    http://realidaderrada.blogspot.com/

  • Ana Luiza Rosa
    16 novembro, 2011

    Tava vendo as fotos 🙂
    Nossa sua carinha de alegre foi a melhor na primeira foto, IAHSIUHAUSI fico pensando como seria uma foto sua saindo da feira, totalmente contrariando a da chegada pelo o que eu li aqui no post :S
    Poxa Raphs imagino como foi pra voce 🙁 acho muita sacanagem viu!
    Também concordo que por ser Capital do Brasil, deveria ser beeem caprichada, e que valesse o tema feira do LIVRO, porque pelo amor né.. feira de COMIDA a gente tem várias anualmente (pelo menos na minha cidade tem ¬¬).
    Espero que ano que vem a gente possa ir juntas pra de SP e mudar toda essa impressão.

    beijo,
    Aninha – Ofício dos Livros
    http://www.oficiodoslivros.blogspot.com

  • Fernanda
    16 novembro, 2011

    Aff, fico triste por você, realmente esses estandes estavam no lugar errado.
    Eu não vejo a hora da Bienal aqui em SP ano que vem, vai ser a primeira do meu filho que está com 5 anos, e o meu retorno depois de alguns anos (ou melhor muitos anos hahaha).

    Beijos
    Fernanda
    http://leitoraincomum.blogspot.com

  • Juliana
    16 novembro, 2011

    Nhaaaain, que triste, Raphs 🙁
    Parece que foi bem decepcionante, mesmo, é uma pena. Eu nunca fui em feira de livro nenhuma (que vergooooonha), então não posso dar maiores opiniões de como são, mas realmente pareceu que eles desviaram o foco da coisa toda ><“

    Beijooo!

    Ju
    julianagiacobelli.com

  • Vídeos no canal

    @equalizeleitura
    © 2019 Equalize da Leitura • equalizedaleitura.com.brDesenvolvido com por