Editora Lua de Papel, Resenhas
gsTítulo: A Promessa Título original: Promise Me Autor: Richard Paul Evans Ano: 2011 Editora: Lua de papel Número de páginas: 288

Ela havia perdido todas as esperanças… e encontrou um homem que cumpre suas promessas…

A minha história com A Promessa já começa de um modo bem diferente, uma vez que eu não tinha a intenção de comprá-lo, até que durante compras no Submarino e para não pagar frete, perguntei uma sugestão de livros e me mandaram esse. Gostei da capa, da sinopse, comprei. E posso dizer? Não me arrependi, pelo contrário. Fico extremamente feliz de saber que tenho um livro desses na minha estante.

Beth Cardall é uma mulher viva, alegre, feliz no seu casamento e com a filha Charlotte. Trabalha, tem suas amizades e sua única preocupação é cuida da filha e esperar que seu marido Marc volte de suas longas viagens. Porém, em 1989, ela não esperava que tudo fosse mudar. E não seria uma pequena mudança, que pouco influi. Seriam várias. Ela descobre que seu marido a traía. Diante da descoberta, ela fica sem saber como reagir. Mas, como tudo que está ruim, pode piorar, descobre também que ele está morrendo: uma câncer em estado avançado, conferindo – lhe apenas algumas semanas ou meses de vida. E como tudo pode piorar um pouco mais, descobre que ele a traiu não apenas uma vez, mas várias. E para concluir o seu tormento: a filha está com uma doença que os médicos não conseguem diagnosticar.

Enquanto estiver lendo a minha história, há algo que quero que compreenda. Apesar de todo o sofrimento – passado, presente e o que ainda virá –, eu não teria feito nada diferente. Nem trocaria por nada o tempo que passei com ele – exceto pelo que, afinal, eu troquei.

Tentando superar todos os obstáculos pela qual vem passando, desde sentimentais até financeiro, Beth continua sua vida, cuidando de Charlotte e fazendo o impossível para descobrir o que ela tem. Ela não esperava, porém, que seu coração fosse se apaixonar de novo, mas isso acontece quando o misterioso, lindo e charmoso Matthew aparece em sua vida. O mais estranho era que ele sabia o que Charlotte tinha. E para surpresa de Beth, ele está certo.

Amei três homens em minha vida. (…). Mas houve um homem entre os dois – um homem que sempre amarei -, mas um amor que nunca poderia existir. Aconteceu no dia do Natal (…), quando ele entrou em minha vida e transformou quase toda a verdade de minha existência. Não é fácil explicar o modo como ele surgiu em minha vida, e para onde foi, mas farei o possível.

O que eu preciso dizer? Que eu fico completamente encantada os livros românticos que eu venho lendo no qual são homens que escreve personagens principais femininos. Eu apenas acho tão difícil encontrar homens que tenham essa sutileza para escrever, que eu fico admirada. E isso acontece em A Promessa. O livro tem uma dosagem de sentimentos, que diversas vezes eu me perguntava: como um homem pode escrever tão bem sobre os sentimentos de uma mulher?

É um livro encantador, magnífico, com uma história profunda. Enquanto você ler, é mais como um tipo de teste de caráter e confiança, principalmente depois que você descobre o segredo da Beth. É a união, a paixão, o amor proibido, acreditar fielmente, renunciar a sua felicidade pela a da pessoa que você mais ama. É mágico, que vai fazer você oscilar entre as páginas, julgar, pensar, rever seus conceitos a respeito do que significa amar e esperar.

Não sei o que pensar: Matthew não apenas mudou o tabuleiro, ele alterou as peças, os dados, as regras. Na verdade, ele transformou o jogo inteiro.

Quando descobri o segredo, e consequentemente a promessa feita, eu pelo menos não soube como reagir. Achei que foi muito rápido, poderia ter prolongado um pouco mais… só que depois eu fiquei pensando que se tivesse prolongado mais esse momento, teria ficado ruim. Então, não tenho motivos para tentar encontrar um defeito no livro. Preciso dizer que o Richards me convenceu com a sua escrita: é tão romântica, tão leve, tão simples e ao mesmo tempo detalhada, real.

A edição é outro ponto espetacular. A tradução é tão bem feita que você percebe enquanto lê que poderiam ter feito uma grande porcaria, mas não. É leve, fluida. A diagramação é simples, mas toda vez que começa um novo capítulo, temos arabescos com flores, uma coisa maravilhosa. A capa, apesar de ter pessoas, também é muito linda. Um conjunto completo, que não se tem motivos para colocar defeitos.

Se me perguntarem se eu recomendo o livro, eu vou dizer com os olhos brilhando: Leia neste exato momento. Abandone tudo o que está na sua cabeça agora e se aventure por esse livro lindo.

16 Comentários

  1. Lara E. disse:

    Quando eu vi esse livro a capa nao chamou minha atenção =/
    Por esse motivo eu nunca li nenhuma resenha dele nem nada!
    Mas pelo que vc falou o livro deve ser otimo ne! *-*
    E realmente deve ser bem dificil pra um homem descrever os sentimentos de uma mulher! 😀
    beijos,

  2. Oi Rapha!

    Nossa, que bom que gostou tanto assim do livro! Confesso que não estava muito curiosa pra ler, mas agora vou repensar isso e talvez dê uma chance pra ele. Acho que o livro tem tudo pra me agradar! Adoro romances, nem preciso comentar, né? E AMO quando os livros tem esse toque “real” que você mencionou [“Um Dia” foi assim pra mim] livro assim, de repente, no meio de uma frase eu paro de ler e fico imaginando: “Caramba! Essa história pode realmente ter acontecido com alguém em algum lugar do mundo”. Isso me FASCINA! Amei a resenha, Rapha!

    Super beijo!
    Amanda
    Lendo & Comentando
    ^_^

  3. Oie Rah!!!
    Eu estava mesmo querendo esse livro, mas depois de sua resenha quero desesperadamente. *–*
    A história deve ser linda mesmo, agora estou super curiosa para ler.
    A capa achei muito linda.Super fofa!!
    Parabéns pela resenha, achei um encanto.
    Vou adicionar esse livrinho na minha listinha de prioridade.
    Parabéns Florzinha.

    Beijos

    Jéssica
    Vivendo Livros.

  4. Juliana disse:

    Awwwwwwwww, que resenha linda *-*
    COnfesso que já tinha visto esse livro, mas nunca tinha tido a curiosidade de ler.

    E ele parece ser tão fofo, e adoro como você coloca os quotes no meio da resenha, e elas encaixaram certinho <3

    E concordo, sempre fico de boca aberta quando um homem consegue narrar pelo poento de vista de uma mulher :O Ainda mais desse jeito sutil que você falou *-*

    Beijoooo!

    Ju
    julianagiacobelli.com

  5. Rapha disse:

    Raphitcha, concordo plenamente com vc, os autores -homens – atuais vem escrevendo personagens fem, tão delicados, tão suaves, que eu sempre acho que tinha uma mulher ajudando-o, aconteceu isso com Ainda nao te disse nada, do Gomyde, vc ja leu? EU adorei!!

    Eu ia comprar este livro no sub tbm pra nao pagar frete, mas prefiri Ler, viver e amar em Los Angeles rs

    Ahhhhhhhhh, falando em sub. vc nem acredita!!
    Comprei os 3 primeiros da série Irmandade da Adaga!!!!!!!!!!! tava em promo e eu lembrei de vc falando super hiper mega bem dessa serie, dai nao resisti ;D

    Beijcoas!

  6. Lu Piras disse:

    Excelente resenha, Rapha! Você conseguiu o que eu pensei que fosse impossível. Não tinha intenção de ler esse livro até o instante em que terminei de ler a sua resenha. Parace e muito encantador! :o) Estou precisando desse encanto por algumas horas e agora tenho certeza de que esse livro será uma ótima companhia.
    Obrigada!

    Beijocas,

    Lu (do blog de Equinócio)

  7. Oie,vim conhecer seu Blog,amei e já estou super seguindo!
    Parabêns por seu cantinho e muito sucesso pra ti!

    Te convido para conhecer meu Blog e se gostar e puder seguir também,será muito bem vinda,sinta-se em casa!

    Ah,tem 2 sorteios no Blog!
    Participa?

    Beijinhos no core!

    http://umamulherbemvestida.blogspot.com

  8. Eu que já estava doidinha prá ler, com sua resenha fiquei ainda mais 🙂 Será que Papai Noel traz um prá mim?

    beijãooo

  9. Luara Cardoso disse:

    Poxa, se você gostou tanto, com certeza lerei! *-*
    To querendo um romance assim há um tempo já e você me deu essa super dica!
    Adorei o blog, estou seguindo. 🙂

    Um beijo,
    Luara – @luuara
    http://estantevertical.blogspot.com/

  10. Vou confessar que comprei esse livro mais fiquei com muito medo de ler. Gosto de romances, mas tem fases da minha vida que evito esse tipo de leitura. Sei lá… Ficar na deprê quando estou de férias é demais para mim. Mas vou arriscar depois da sua resenha. BJS//1

  11. Oi, tudo bom?
    Sempre que vejo esse livro tenho muita vontade de comprar, mas acabo que não compro.
    Percebi que você não se arrependeu ao comprar, e sei que acontecerá o mesmo, a história me conquistou, mas agora só falta é tempo! kkk
    Território das garotas
    @territoriodg
    Bjss *-*
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com/

  12. @whosthanny disse:

    Oi, adorei sua resenha! Super bem escrita, mas não sei se leria esse livro, mesmo sendo um romance… acho que tem drama demais 😡

    Beijos!
    whosthanny.com

  13. Lu Piras disse:

    Adorei a resenha, como sempre, Rapha!

    Fiquei com uma ótima ideia do livro e interessada em adicionar à minha estante tão variada, mas ainda com pouquinhas obras nacionais.
    Beijocas,

    Lu (do blog de Equinócio)

  14. Engraçado, tems empre uns posts aqui no seu blog que eu acho que já comentei, mas quando volto, parece que ele não foi 🙁
    Adorei a capa deste livro, não imaginava sobre o que se tratava a história mais chutava que era um romance dos bons, pela temática e título! Gostei muito da sua resenha Raphs, como sempre destacou aquilo que mais chama atenção no livro e os pontos fortes para atrair leitores *-*
    Será que temos mais um autor romancista, internacional que virará revelação? IAUHSIUAHSI

    bjs,
    Aninha – Ofício dos Livros

  15. Hannah Monise disse:

    Ai, Rapha e essas suas resenhas, hein? *-*
    Me encantei! Nunca tive grande interesse pelo livro, mas quando se trata de romances assim, eu me apaixono!
    Ótima resenha!
    Beijos

    Secrets of Book

  16. Sora Seishin disse:

    Oi Rapha!!
    Gostei da sua resenha!
    Eu também gostei do livro, mas achei o Matthew muito mesquinho… Sei lá, ele só queria que a Beth ficasse milionária. Não curti o final =/
    Beijos,
    Sora – Meu Jardim de Livros

Todos os comentários passam por aprovação, antes de aparecerem aqui! Vamos ler e responder todo mundo com muito carinho!

Nome: Email: Website:
Protected by WP Anti Spam

Assista aos Vídeos
[wonderplugin_carousel id="2"]
Equalize da Leitura © 2010 - 2016 ♥ Todos os direitos reservados
Tema desenvolvido por Débora M.