Editora Jangada, Resenhas
gsTítulo: Como (quase) Namorei Robert Pattinson Título original: Autor: Carol Sabar Ano: 2011 Editora: Jangada Número de páginas: 464

Abro a boca melada de chocolate, querendo implorar para que ele não me deixe sozinha com Bon Jovi. Juro por Deus, Bon Jovi é demais para o meu frágil coração.

Eu recebi o livro da editora Pensamento com o selo Jangada e fiquei muito, muito feliz! E esse feliz abrange tudo: escrita, enredo, fatos engraçados, cenas hilárias, história bonita e muito bem escrita. Eu acho quase impossível um fã de Crepúsculo não se apaixonar pelo livro da Carol. Por que eu sei que lá no íntimo você também é apaixonada pelo Robert Pattinson ou, no mínimo, tem uma amiga que faria as mesmas loucuras que a Duda.

Maria Eduarda – ou Duda – é uma estudante de Jornalismo que tem 19 anos e mora no Rio. Seus pais são correspondentes da rede Globo no Japão e ela é louca, fanática, alucinada, doida, pervertida, tarada, frenética, exaltadamente apaixonada pelo Robert Pattinson, o famoso (e extremamente lindo) ator que deu vida ao Edward Cullen, personagem dos livros da Saga Crepúsculo. Só que o problema é que sua irmã e sua prima não entendem que ela precisa, necessita conhecer o ator para ficar bem consiga mesma. E que todos os sacrifícios que ela faz, são poucos, afinal, é o Robert Pattinson! Quando ela, a irmã Suzana, a prima Lisa e a amiga Margô vão passar 6 meses nos Estados Unidos em um intercâmbio, Duda vê como a oportunidade perfeita para se encontrar finalmente com o astro que alimenta os seus sonhos. E quando ela conhece o seu vizinho de apartamento, é que ela descobre que ele é a cara do mesmo e que seu sonho se realizou melhor do que ela esperava!

– Pois essa não é a minha realidade, tá legal? – estouro. – Não mesmo! […] Por acaso tenho cara de quem se envolve com histórias? De quem deixa a vida de lado por conta de um mundo encantado, de um amor arrebatado que só existe nas folhas dos livros ou nas telas de cinema? Hein? Acha que só penso nisso 24 horas por dia, sete vezes por semana e que coleciono fotos dos meus personagens favoritos? E que não consigo dormir? E que não faço nada da vida? Acha? Para seu governo, nem conheço essa saga Crepúsculo. Nunca li. Nunca vou ler.

É um livro per – fei – to. Sim, é uma história muito bem escrita, cheinha de detalhes engraçados, muito leve e carismática. Sério, as minhas palavras são pequenas e poucas para descrever o quanto que eu gostei do livro da Carol! E também fizeram um trabalho espetacular: diagramação impecável, capa simplesmente lindíssima, letras em tamanho agradável e que quando você vê, flui tão rapidamente que logo você já está chegando ao final da história e resmungando por que está acabando. Os personagens foram criados a modo de te conquistar, com suas características tão peculiares e que pelo ponto de vista da Duda ficam simplesmente hilários. Eles se conectam, se completando sem deixar furos ou desvios, até mesmo quando você pensar que isso possa ter ocorrido.

Tem partes do livro que são alusão a página do twitter fake da Duda – freneticamente – apaixonada que ela fica comentando fatos engraçados, tem os comentários na página do Orkut (também fake, afinal ela tem que preservar sua identidade e manter o mistério a respeito de si mesma) onde ela criou a comunidade: ‘Homem depois de Edward Cullen? Esqueça!‘ e também é citado o maior site sobre Twilight do Brasil, Foforks. Também são citados filmes e músicas. Quase tive um treco quando li, pois é exatamente como eu me sinto:

Abro a boca melada de chocolate, querendo implorar para que ele não me deixe sozinha com Bon Jovi. Juro por Deus, Bon Jovi é demais para o meu frágil coração.

Como (quase) Namorei RP é um livro obrigatório: para os fãs da Saga, para os não fãs (acho que eles vão consegui entender o motivo de muitas loucuras), para se dar boas risadas, para distrair, para viajar, para conhecer, para ler, para sonhar. A Carol não criou apenas uma história a respeito de uma fã apaixonada, ela criou todo um enredo apaixonante. Sentir as indecisões da Duda, suas maluquices e apelidos engraçados, suas desconfianças e momentos de loucura, seus delirante momentos apaixonados e o desespero quando se trata do que gosta, suas tentativas além do que se pode imaginar para finalmente conseguir ver o Robert, seus sonhos delirantes, o desejo de apenas realizar um sonho que está no coração de muitas fãs.

[…] E… ai, meu Deus! – Lisa salta para trás, como se meu corpo desse choque. – Robert Pattinson está com ela.

[…] – Ah, pelo amor de Deus! – Margô se aproxima, balançando a cabeça. – Ele não é Robert Pattinson. Robert Pattinson tem olhos azuis esverdeados e não muito verdes.

Eu não posso terminar a resenha sem dizer que eu me apaixonei pelo Pablo, né? Que garoto mais fofo de lindo! *olhosbrilhantes* Ele é um espanhol, todo atencioso que ajuda muito a Duda no seu período de intercâmbio, é muito inteligente e carinhoso. Eu fiquei, tipo: ‘Preciso de um desses, onde eu encontro?’

Neste livro não importa qual team é você ou de quais atores você gosta. A Carol pegou o cenário em que muitas pessoas estão inseridas – o mundo Twilight – e escreveu sua história a parte, por isso nada de comparações.

Acho que o intuito da Carol foi alcançando, quando ela utilizou de vários elementos para deixar a narrativa cômica e divertida. Só lendo para entender a riqueza desse livro.

2 Comentários

  1. Thaise Jacobs disse:

    Eu amoooooo esse livro, confesso que fiquei com vergonha alheia da capa e título (que tola, não é?), então li escondidinha no meu quarto, mas simplesmente achei maravilhoso e comecei a indicá-lo feito louca hahahaha Duda é demais!

    • Raphaela Raphaela disse:

      HAHAHAHAHAH Não acredito! Eu ficava que nem uma louca indicando pra todo mundo, fiquei com vergonha não! HAHAHAH Até porque acho a capa divertídissima! MAS YEAH! Adoro os livros da Carol!

Todos os comentários passam por aprovação, antes de aparecerem aqui! Vamos ler e responder todo mundo com muito carinho!

Nome: Email: Website:
Protected by WP Anti Spam

Assista aos Vídeos
[wonderplugin_carousel id="2"]
Equalize da Leitura © 2010 - 2016 ♥ Todos os direitos reservados
Tema desenvolvido por Débora M.