Irmandade da Adaga Negra, Resenhas, Universo dos Livros

Título: Guia Oficial da Série Irmandade da Adaga Negra
Título Original: The Black Dagger Brotherood – Insider’s Guide
Autor: J.R Ward
Tradução: Carolina Caires
Páginas: 512
Ano: 2011
Editora: Universo dos Livros

 Livro no Skoob
Irmandade da Adaga Negra – Guia oficial da série é um livro obrigatório para os fãs da série. É uma obra completa com informações a respeito de todos os vampiros da irmandade. O livro apresenta aos leitores dossiês, estatísticas, entrevistas com os personagens, cenas censuradas, uma matéria exclusiva com a autora e até os dons nunca revelados dos personagens.

Quando eu li o Guia no começo de 2011 em e – book, eu já tinha ficado apaixonada. Mas como sempre, nada se compara com a magia de se ter o livro impresso em mãos, de poder desfrutar de cada momento com ele assim, tão pertinho de você. E o Guia Oficial da Série Irmandade da Adaga Negra é uma obra de arte que só veio para completar a estrutura já tão bem construída por J.R Ward.

Para começar, o livro é dividido em 13 capítulos:

Meu Pai: Traz em 100 páginas o conto do Z., Bella e Nalla e como foi a superação desse macho para conseguir aceitar a filha e a si mesmo, e assim completar o circulo para essa família.

Os Dossiês dos Irmãos: Uma pequena ficha de cada Irmão e uma espécie de jogo de perguntas e respostas (engraçadíssimo, por sinal) e uma entrevista da Ward com cada um dos Irmãos, do Whrat ao Phury. Nessa parte, conseguimos entender alguns pensamentos íntimos de cada personagem, como a autora sofreu com cada um para escrever seus livros. Sofrimento esse, que com suas palavras, se tornam ainda mais reais. Emoções, ligações e conflitos e o respeito pela J.R.

Para Escritores: Dicas valiosas de uma das mulheres escritoras que eu mais admiro no mundo da literatura. E ler algo de alguém quem escreve sobre os meus Irmãos lindos, é mais do que uma oportunidade, é uma honra!

A Proposta da Irmandade da Adaga Negra: Aqui, a Ward nos conta como tudo começou, como o Rei apareceu em sua mente e a história foi se desenvolvendo. O mais legal, é que podemos ler como ela enviou sua história para as editoras, sem nenhuma edição ou corte. E como naquela época eles eram diferentes do que se transformaram e o caminho qu cada um seguiu.

Cenas Excluídas: Como o próprio título já diz, são cenas excluídas de alguns livros, mas que a Ward compartilha com nós, fãs aficcionados!

Momentos Divertidos: Preciso dizer mais alguma coisa? São os trechos mais divertidos dos livros na opinião da autora. Nem preciso dizer que vários deles são os meus também, né? Principalmente os que têm o lindo do meu Rhage *suspiros*

Se sexo fosse comida, Rhage teria obesidade mórbida.

– Você tem cabelo de menina.
– E você cheira a talco. Eu pelo menos posso cortar o cabelo.

– Tudo bem, Layla. Você sempre pode limpar a frigideira e começar de novo.
– Não acho que a frigideira ainda vai funcionar – veio a resposta.
A voz de Phury diminuiu.
– Eu nem vou perguntar.
– Elas não são de metal?
– Deveriam ser.


Os Irmãos no Fórum: Um momento engraçadíssimo dos Irmãos interagindo no Fórum, rindo, brincando, zoando, fazendo insinuações e tratando de coisas sérias. Imperdível!

Cenas da Vida postadas no Fórum: Para quem tem curiosidade em saber o que as shellans e os Irmão fazem nas horas vagas (além de sexo *assobia*), a Ward mostra um pouco do cotidiano deles com suas amadas, interagindo entre si ou apenas intimamente com elas. Destaque total para o presente do Dia dos Namorados.

Linha do Tempo da Irmandade: Uma tabela mostrando ano a ano tudo o que aconteceu, desde o nascimento dos Irmãos, à falecimentos e casamentos.

O Antigo Idioma: Os signos representativos do idioma utilizado pelos Irmãos.

Os Irmãos entrevistam J.R Ward:  Posso falar que é uma das minhas partes favoritas? É aqui que a Ward consegue fazer com que eu sinta que eles podem realmente existir… e não apenas na minha cabeça. A escrita, a situação, a maneira de exposição de cada um deles, com todas suas qualidades e defeitos… Oh Deus! Maravilhoso.

In Memorian: Um pequeno capítulo em memória a Welsie, shellan do Thor.

E esse pequeno resumo que eu dei de cada capítulo é realmente pequeno para o tamanho da riqueza desse Guia. Não é apenas recomendado para que você perceba detalhes dos livros, dicas da autora, como tudo começou… É um item obrigatório ao lado de toda a sua coleção. Por que, com certeza é aqui, com os sentimentos expostos, quando entendemos todo o processo de criação de cada um deles e a mágica das palavras, que sentimos que eles estão ao nosso lado acompanhando a nossa leitura. O que a Ward faz é quase hipnótico.

Com uma sutilidade e sensibilidade que poucas pessoas tem o dom de escrever, eu gosto de saber que ela não criou apenas meros personagens. Criou personagens que são tão reais na mente dela quanto na de quem está lendo. Com suas características, gostos, defeitos, perfeições, defeitos, manias… É triste, alegre, feliz, frustrante, agoniantes, divertido…

Assim como V., um diamante não é brilhante só porque alguém o comprou – essa função é simples subproduto da incrível pressão exercida sobre suas moléculas. Todo esse brilho vem dele e de sua rigidez. E ambos continuarão existindo muito tempo depois de todos nós termos partido.

A edição está belissíma, visualmente falando. A capa é bem bonita, consegue passar todo o mistério que iremos encontrar nas páginas e todos os capítulos se iniciam com uma página toda trabalhada com arabescos. Porém, tem alguns erros de digitação, que eu até relevei por conta do trabalho editorial pesado que se tem no Guia. Claro, podem ser corrigidos para que fiquei extremamente perfeito.

Eu só posso terminar dizendo que é esplendoroso o trabalho feito pela Ward. Uma mulher com uma escrita impecável, com uma criatividade aguçada, com um sentimentalismo dosado e com uma capacidade inimaginável de te fazer apaixonar – se. Mais e mais e mais… É um presente. Um belo presente que as palavras são poucas para poder descrever.

Por fim, encontrei um textinho no Skoob, que eu acho que reflete bem esse Guia:

Eu quero ser envolvida pela aroma do Wrath;

Aceitaria um dragão de bom gosto se o homem tiver a beleza e o bom humor do Rhage;

Suplico por um período de “necessidade” com o Zsadist me servindo;

Preciso de um professor ex-humano, ex-policial e atual vampiro como o Butch para lições de arte sexual;

Sonho todas as noites com uma seção sadomasoquista com o Vishous;

Quanto ao Phury… morro por ter um cabelo igual ao dele.

0 Comentários

Todos os comentários passam por aprovação, antes de aparecerem aqui! Vamos ler e responder todo mundo com muito carinho!

Nome: Email: Website:
Protected by WP Anti Spam

Assista aos Vídeos
[wonderplugin_carousel id="2"]
Equalize da Leitura © 2010 - 2016 ♥ Todos os direitos reservados
Tema desenvolvido por Débora M.