Editora Novo Conceito, Resenhas
gsTítulo: Garota Replay Título original: Autor: Tammy Luciano Ano: 2012 Editora: Novo Conceito Número de páginas: 144

Recebi o livro da editora Novo Conceito e fiquei muito feliz por eles estarem dando espaço para autores nacionais mostrarem o seu talento. Não preciso dizer que acertaram em cheio com Garota Replay.

Tizzy mora na cidade maravilhosa. É muito independente – uma vez que seus pais estão mundo afora viajando – e nunca pensou que na sua vida fossem acontecer coisas fora do normal, como encontrar uma replay sua passeando pela mesma cidade em que vive. OK, seu namorado Tadeu é um cafajeste que sai beijando todas as garotas da cidade e agora ela é a melhor fofoca das redes sociais. Mas esse relacionamento vai acabar, já que seu amigo Tito tirou uma foto de um dos melhores momentos de Tadeu e mostra pra Tizzy. Mas… seu (ex) namorado sofre um acidente e com todos os problemas, seria muita loucura para um corpo só ficar vendo miragens perfeitas de si própria. Se é imaginação, realidade, uma irmã perdida ou separada no leito do nascimento, Tizzy só vai conseguir saber quando descobrir a si mesma e rever as atitudes que fizeram com chegasse a essa situação.

Algumas dores precisam ser vividas. A vida só funciona quando as certezas são maiores que as dores.

Quando eu recebi o livro da Tammy, confesso que a minha reação foi indiferença. Eu não sei se um livro que falava sobre uma garota encontrar uma gêmea dela por aí agradaria. Mas daí, a Tammy esteve em Brasília e antes de conhecê – la, decidi que leria o livro. Não consegui manter a meta, mas pelo menos tive uma noção sobre o que falava.

A primeira coisa que me encantou no livro foi a escrita da Tammy. E no começo, foi também um dos fatores que eu receei ler o livro. No início, seus parágrafos são enormes e se tem pouco diálogos. Eu folheava três páginas e via mais parágrafos grandes e pensei: ‘Caramba, se o livro for todo assim, como eu vou conseguir terminar?“. Mas a escrita é tão fluida e gostosa que quando percebe, já está na metade do livro. Outro ponto é que a Tammy não quis escrever um livro engraçado, mas mesmo assim, conseguiu o efeito, mesmo que intencionalmente. Em algumas partes, os pensamento da Tizzy são tão genuínos e verdadeiros, que é impossível você não rir do modo como ela os expõe.

Eu vi alguns comentários de pessoas falando que não gostaram do livro. OK, existem vários fatores para essa decisão. Porém, um dos motivos que eu encontrei para a maioria dos argumentos me fez perceber que essas pessoas não entenderam a reviravolta no final do livro – o que, na minha opinião, foi excepcionalmente bem planejada – e acabaram misturando a opinião com gosto pessoal. A autora traz várias reflexões em um livro adolescente: rever suas atitudes, estar com pessoas que não nos tratam com o carinho devido, as responsabilidades, conflitos e decisões.

Adiei um amor com medo de ser tão bom que pareceria ruim e aceitei namorar um cara que não gostava de mim pela felicidade de manter uma relação superficial e com pouca ternura. Como somos capazes de traçar pequenas infelicidades por puro medo do gigantismo das enormes alegrias…

E quanto as personagens: o único que eu detestei, claro, foi o Tadeu. A Tizzy é muito alegre, seus pensamentos são rápidos e divertidos. Mesmo com um toque de melancólica quando preciso e um pouco de futilidade feminina, ela é agradável. E quantas vezes já não passamos por situações semelhantes a dela, ou até pior? Já o Tito… o Tito é perfeito! O que muitas pessoas esqueceram foi que estamos lendo a Tizzy falar sobre o Tito. Faltou algum defeito nele? Pode até ser. Mas quando estamos apaixonados não vemos a outra pessoa como a perfeição das perfeições? Eu não me incomodei nesse ponto, até por que internamente eu espero encontrar alguém tão especial quanto ele.

Mesmo quando tocava uma música lenta, ou a noite chegava e a gente ficava olhando o céu de mãos dadas. Foi com ele que tive as conversas mais importantes da vida, que cantei enquanto ele tocava violão. Foi ao seu lado que assisti ao sol se pondo no horizonte da maneira mais bonita e isso aconteceu mais de uma vez.< Só não gostei de algumas expressões do tipo 'tá' e 'tô'. Mesmo sendo em um livro voltado para o público juvenil, é desnecessário já que acabou quebrando um pouco da narração.

0 Comentários

Todos os comentários passam por aprovação, antes de aparecerem aqui! Vamos ler e responder todo mundo com muito carinho!

Nome: Email: Website:
Protected by WP Anti Spam

Assista aos Vídeos
Equalize da Leitura © 2010 - 2016 ♥ Todos os direitos reservados
Tema desenvolvido por Débora M.