junho 27, 2012Filmes, Filmes Baseados em Livros

[Indicação de Filme] Branca de Neve e o Caçador

0 Comentários

Título Original: Snow White and the Huntsman
Diretor: Rupert Sanders
Elenco: Kristen Stewart, Charlize Theron, Chris Hemsworth, Sam Claflin, Sam Spruell, Raffey Cassidy, Bob Hoskins, Ray Winstone, Ian McShane, Toby Jones, Nick Frost, Eddie Marsan
Duração: 127 minutos
Ano: 2012
País: EUA
Gênero: Aventura
Branca de Neve e o Caçador começa com a mãe de Branca de Neve grávida, desejando que sua filha tão alva quanto a neve, com lábios tão vermelhos quanto o sangue e cabelos tão negros quanto as asas dos corvos. E assim acontece. A pequena Branca de Neve (Raffey Cassidy) é tudo isso e ainda mais: guarda a bondade e a pureza em seu coração. Quando a mãe de Branca de Neve morre, seu pai, o rei, fica totalmente desiludido e acaba se juntando ao exército real para enfrentar o misterioso exército das trevas. O exército do rei sai vitorioso e resgata a prisioneira do inimigo vencido. Levada para o castelo, a prisioneira se revela uma linda moça que também tem um passado trágico e, enfeitiçando o rei, logo se casa com ele e o mata, assumindo o trono e trancafiando Branca de Neve em uma das torres do castelo por muitos anos.

Então ficamos conhecendo o lado maligno da rainha Ravenna (Charlize Theron), que se mantém jovem e bela sugando o vigor de lindas garotas adolescentes. Para isso, ela conta com a ajuda do exército comandado por seu irmão Finn (Sam Spruell). Tudo vai bem na vida de Ravenna até o dia em que, ao fazer a clássica pergunta ao espelho mágico sobre se existe alguém mais bela do que ela, descobre que Branca de Neve (nessa fase interpretada por Kristen Stewart) alcançou a maioridade e que, portanto, agora é considerada a mulher mais bonita do mundo. Indignada, Ravenna manda seu irmão até a torre para matar a enteada, mas ele falha e a garota escapa para a Floresta Negra, lugar inóspito de onde ninguém sai vivo. Inconformada com o fato, Ravenna manda buscar um caçador experiente que possa capturar Branca de Neve e matá-la, fornecendo à rainha seu coração pulsante que lhe garantirá juventude e beleza eternas.

É nesse ponto que a história resgata as origens nem um pouco inocentes dos contos de fadas dos Irmãos Grimm e, em vez de uma princesa frágil e assustada, o caçador Eric (Chris Hemsworth) encontra uma jovem determinada e disposta a aprender a lutar para livrar o reino de seus pais das garras da malvada Ravenna. Mesmo sem saber que Branca de Neve é a princesa perdida, o caçador percebe que Ravenna o havia enganado com promessas de ressuscitar sua amada esposa e decide ajudar a garota. Na jornada da dupla, eles enfrentam os perigos da Floresta Negra, lutam com um troll, conhecem os 8 anões (sim, oito) e muito mais.

No geral, achei Branca de Neve e o Caçador um filme bom, com suas qualidades e defeitos. Quanto às qualidades destaco a modernização da história, na qual a princesa não é uma pobre coitada que fica esperando ser salva pelo príncipe. Ela é uma mulher forte que toma seu destino nas mãos e vai à luta, vestindo a armadura, mas sem perder a feminilidade. Os efeitos especiais são outro ponto forte, especialmente aqueles da transformação da rainha em morcegos e corvos e os que criam os guerreiros de espelho. Na verdade, o filme como um todo tem um visual lindo, com a maioria dos cenários sombrios e aterrorizantes. As cenas de batalha são dignas de épicos. O fato de o ângulo romântico da história ficar em segundo plano também merece aplauso, pois isso torna o filme muito mais dinâmico e emocionante.

Já os pontos negativos são algumas cenas nem um pouco críveis, como o cavalo branco deitado na praia bem na hora em que Branca de Neve foge do castelo. E ela, que estava trancafiada desde criança na torre, do nada monta no cavalo e sai galopando como se fosse jóquei profissional. A fofice do santuário das fadas também é exagerada. Parece um daqueles comerciais da Dolly. E, claro, não dá para ignorar a atriz limitada que é Kristen Stewart. Sempre a mesma cara de “estou com gases”. Não sei, talvez seja porque ela ainda não tenha feito um papel realmente bom, talvez seja imaturidade, ou talvez ela seja uma dessas pessoas que só tem uma expressão (já que em várias fotos suas fora do estúdio ela está com a mesma cara). Espero sinceramente que seja só inexperiência. Quero muito assistir a “On the Road” e acho que sua interpretação nesse filme será sua grande chance de mostrar um talento adormecido.

Enquanto isso não acontece, dá para relaxar e curtir Branca de Neve e o Caçador sem grandes pretensões.

Aí está o trailer para quem quiser conferir.

Beijo e até a próxima!
Michelle

posts relacionados

Deixe seu comentário

Vídeos no canal

@araphadoequalize
© 2020 Equalize da Leitura • equalizedaleitura.com.brDesenvolvido com por