Editora Novo Conceito, Resenhas
gsTítulo: Ladrão de Almas Título original: Shade Autor: Alma Katsu Ano: 2012 Editora: Novo Conceito Número de páginas: 432

O livro fala principalmente sobre os desencontros do amor, as descobertas adolescentes.

Dr. Lucky está apenas esperando que a sua madrugada no hospital em que trabalha seja tranquila, sem incidentes graves. Quando recebe a ligação do policial da cidade dizento que o médico terá que atender uma prisioneira e assassina, Lucky não imaginava que a sua noite iria mudar a partir do momento em que conhecesse a história dessa mulher. Lannore, ou Lanny, não muda apenas a noite tediosa de atendimentos no hospital de Lucky, mas mudará para sempre a vida desse homem. Quando ele a ajuda fugir, vamos descobrir um passado sinistro, uma Lanny apaixonada por Jonathan: um homem extremamente lindo que beira o irreal. Ela sempre lutou pelo amor deste, mas ao ser expulsa de casa e mandada para Boston, conhece Adair – um homem misterioso, lindo e frio. Conhecendo uma cidade onde tudo é novo, o prazer e as recompensas andam juntas e com um toque de magia, sensualidade, mistério e muito rico em detalhes, a autora nos faz embarcar em uma história que atravessa os séculos, nos instigando a conhecer verdadeiramente toda a bagagem de Lanny e nos envolvendo de tal forma que será impossível largar o livro até que saboreei a última palavra.

Eu me arrastei nas primeiras 30 páginas do livro, achando a história monótona demais para ler. Estava precisando de algo pra me energizar, dar vontade de ler realmente! E foi quando a história começou verdadeiramente a ficar boa! A autora mescla o passado com o presente, intercalando primeira e terceira pessoa de forma segura e sem deixar brechas para questionamentos, trazendo elementos para aguçar a curiosidade. Para o seu livro de estreia ela foi sensacional, mostrando algumas tradições e como elas foram se modificando com o tempo.

Me ouça, Lanore, estou prestes a dar a você um presente raro. Você compreende? Se eu não intervir, você morrerá. Então, esta será nossa troca… Estou pronto para resgatá-la quando morrer e trazer sua alma volta para este mundo.

Lanny foi uma personagem que trouxe contradições para mim: ela pensa tanto que ama o Jonathan que chegou determinado momento que eu estava com dó do homem. Ela é obsessiva e ciumenta, mas pensa que tudo que faz é envolvendo o Jonathan e pensando no melhor para ele. Só que as suas decisões acabam sufocando e influenciando diretamente a vida dele e ela não consegue perceber isso, já que necessita o que ele nunca deu: seu amor. Essa amor obsessivo acaba sendo alimentado por sentimentos e desejos que se intensifica quando Lanny se muda para Boston. Já o Jonathan foi me cativando as poucos. A autora descreve ele com uma sutileza que a imagem dele foi formada com perfeição em minha mente. Ele gosta da Lanny – em diversos momentos deixa isso óbvio -, mas nunca foi como ela quis. Mas o que me deixou mais pertubada, intrigada e em alguns momentos fizeram meus sentimentos entrarem em conflito foi Adair: um personagem extremamente desconcertante e ao mesmo tempo interessante de se conhecer.

Esse é o primeiro livro de uma trilogia e confesso que já fazia um tempo que eu não ficava tão curiosa para saber a respeito da continuação de uma história como estou agora. Até por que não é algo muito extenso e se a autora conseguir manter o mesmo nível de pesquisa, escrita, enredo e envolvimento tenho certeza que poderá se tornar uma das melhores trilogias que eu li. Terminei o livro com milhares de ideias na cabeça do que poderá acontecer no próximo livro, mas espero sinceramente que a autora possa ser muito melhor do que eu estou desejando.

Não é fazer que é tão difícil, é viver com o que  você já fez.

Não se enganem pensando que o livro é para qualquer um ler: possui cenas fortes, que vão de sexo à morte e sobrenatural. Quem não gosta muito do gênero, talvez não seja o melhor momento. Eu achei algumas cenas extremamente fortes – até por que a escrita super bem definida da autora ajuda com isso – e tem cenas que eu reli de tão intensas que foram. É perturbador de um modo que você não consegue abandonar, é curiosamente instigante, belamente escrito e com pequenas doses de paixão avassaladora. Teve momentos que eu quis chorar, mas a maior parte deles eu estava tão envolvida com a leitura que rapidamente deixei passar.

Eu gostei do trabalho da Novo Conceito, porém, vi algumas falhas na diagramação e encontrei um erro de digitação que me deixou um pouco de queixo aberto. Mas já avisei por e – mail e espero que eles possam corrigir. Eu gosto muito da capa – eles apenas fizeram a adaptação da capa original -, mas confesso que depois que eu terminei o livro, percebi que ela não tem muita contextualização com a história. E o grupo editorial também utilizou de uma técnica no título do livro que eu não gosto nadinha, por que toda vez que alguma coisa toca nas letras, desbota por que solta a tinta. Ou seja, até mesmo com a capinha de proteção, começou a lascar em algumas partes.

Mas isso significa que você pertencerá inteiramente a mim, não apenas seu corpo. Ser dono do seu corpo é fácil, posso fazer isso agora mesmo. Quero mais de você. Quero sua alma ardente. Você concorda com isso?

0 Comentários

Todos os comentários passam por aprovação, antes de aparecerem aqui! Vamos ler e responder todo mundo com muito carinho!

Nome: Email: Website:
Protected by WP Anti Spam

Assista aos Vídeos
[wonderplugin_carousel id="2"]
Equalize da Leitura © 2010 - 2016 ♥ Todos os direitos reservados
Tema desenvolvido por Débora M.