Editora Galera Record, Resenhas
Título: Gregor e as Marcas Secretas
Título Original: Gregor and the Marks of Secret
Autora: Suzanne Collins
Tradução: Viviane Diniz
Páginas: 303
Ano: 2012
Editora: Galera Record

Livro no Skoob
Resenha dos primeiros volumes
Gregor e Boots voltam ao Subterrâneo para visitar a mãe, que ainda está se recuperando da peste em um hospital. E Gregor se sente aliviado porque, pelo menos desta vez, não há nenhuma profecia pairando sobre sua cabeça… Entretanto, assim que chega em Regália, Gregor é levado a se envolver em uma crise que se intensifica no Subterrâneo: ratos contra camundongos. A rixa vem de longe; os ratos não se cansam de expulsar os camundongos de seus territórios, fazendo com que os “mordiscadores” precisem se mudar o tempo todo. Mas quando estes começam a desaparecer misteriosamente, Gregor, Boots e a princesa Luxa irão se unir para defender os subterrâneos e os vulneráveis camundongos do impiedoso exército de ratos.
Depois de três profecias envolvendo Gregor e os subterrâneos, finalmente não havia mais nada com o que se preocupar. Pelo menos, era o que parecia… Com a sua mãe no hospital do Subterrâneo ainda se recuperando da terrível peste, o “Guerreiro da Superfície” estava sempre fazendo visitas para os regalianos, mas é claro que depois de tantas mortes, guerras e lutas, não havia mais motivos para preocupações.
É claro, ninguém imaginava que os ratos estavam voltando a atacar. Desta vez, o inimigo deles era outro: os camundongos – ou “mordiscadores”. Mais precisamente aqueles que salvaram a vida de Luxa quando ela havia se perdido na Selva e que agora precisavam de ajuda. Os ratos não estavam simplesmente perseguindo os camundongos, ou expulsando-os de suas terras, mas sim realizando um plano em que exterminariam a vida dos mordiscadores sem deixar rastros. Então Luxa, Gregor, Boots e seus amigos foram tentar impedir que o plano dos ratos fosse realizado.
“SOBRE ESTA COROA MINHA PROMESSA EU FAÇO,
ATÉ MEU ÚLTIMO SUSPIRO, MANTENHO
ESSA DECISÃO.
HEI DE VINGAR SUAS MORTES INJUSTAS,
TODOS AQUI QUE MORRERAM EM VÃO.”

O quarto volume das Crônicas do Subterrâneo me surpreendeu. É bem diferente dos outros três primeiros volumes e, ao mesmo tempo, continua sendo uma história incrível. Lembro-me que quando acabei de ler o terceiro livro mal podia esperar pelo lançamento deste. Quando a Galera disponibilizou o primeiro capítulo no site eu não consegui esperar o livro chegar pelos Correios e fui lá ler. Suzanne Collins escreve tão brilhantemente bem que mesmo o primeiro capítulo me fez suspirar.

Preciso dizer que amei o livro? Sim, amei. Você pode pensar que já passou do tempo de ler esse tipo de história, que já está grande demais, mas eu o indico mesmo assim. É uma história que se você ler com 10 ou com 20 anos, vai chamar a atenção de formas diferentes. Com 10 anos você vai se encantar com esse mundo, vai imaginar como seria se você fosse Gregor, vai aprender coisas simples da vida. Com 20 anos você vai reaprender as coisas simples da vida, vai se preocupar com essas crianças – principalmente com Boots, que é um amor – e vai perceber o contexto histórico, político e cultural nas entrelinhas da história.

Eu já comentei nas outras resenhas, mas vou reforçar isso: Gregor não é Jogos Vorazes. As histórias são completamente diferentes, com apenas a escrita da autora em comum. E por isso eu achei desnecessário a editora colocar uma bola vermelha na capa dos livros sinalizando que Gregor é “DA AUTORA DE JOGOS VORAZES (Hunger Games)”.  Quem é fã de Jogos Vorazes não precisa ler Gregor. As histórias não têm nenhuma ligação. Agora quem é fã da Suzanne Collins com certeza sabe da existência desses outros livros que ela escreveu e não precisa de nenhuma bola vermelha indicando isso. Eu acho errado esse tipo de sinalização porque soa como se o livro fosse fazer sucesso não porque a história é boa, mas apenas pelo fato de que ele foi escrito pela autora de um outro livro fantástico. Completamente desnecessário.
Fora isso, nenhuma outra coisa a reclamar da edição. A revisão está perfeita. A diagramação está simples e bonita. A capa está linda e consegue dar uma noção ao leitor de como seria uma pessoa voando nas costas de um morcego gigante.
Mal posso esperar pelo quinto e (infelizmente) último livro. Principalmente pelo fato de que Gregor e as Marcas Secretas deixou um grande mistério e um problema inacabado no ar. E também porque em meio a essa louca e perigosa aventura, surge um inesperado clima de romance que realmente me surpreendeu… E que eu amei!
– Envolvê-lo nos problemas dos mordiscadores foi injusto de minha parte. Você não deve nada a eles – disse Luxa. – Eu declarei essa guerra. Nós, humanos daqui, temos muitas dívidas com eles. O que os mordiscadores já fizeram por você?
A brisa despenteou o cabelo dela, levando-o para trás do rosto e dando a Gregor uma clara visão de seus olhos.
– Eles salvaram a sua vida – respondeu.
E, por apenas um instante, o rosto de Luxa se enterneceu e ela sorriu.

Sobre o Autor:

Camila. 17 anos. Viciada em livros, seriados e músicas. Individualista, sonhadora, dedicada, sincera e um pouco careta. Anda de skate, toca violão e sonha em tornar o mundo mais justo e inteligente.

Colunista de romance de banca no Equalize da Leitura, mas às vezes também posta resenhas de outros livros.

0 Comentários

Todos os comentários passam por aprovação, antes de aparecerem aqui! Vamos ler e responder todo mundo com muito carinho!

Nome: Email: Website:
Protected by WP Anti Spam

Assista aos Vídeos
Equalize da Leitura © 2010 - 2016 ♥ Todos os direitos reservados
Tema desenvolvido por Débora M.