novembro 14, 2012Filmes, Filmes Baseados em Livros

[Indicação de Filme] Selvagens

0 Comentários

Título Original: Savages

Diretor: Oliver Stone
Elenco: Aaron Johnson, Benicio Del Toro, Blake Lively, Demián Bichir, John Travolta, Salma Hayek, Taylor Kitsch, entre outros
Duração: 131 minutos
Ano: 2012
País: Estados Unidos
Gênero: Drama, Policial, Thriller
Apesar de aparentemente não terem nada em comum, o pacífico e filantropo Ben (Aaron Johnson) e o explosivo e frio Chon (Taylor Kitsch) são amigos e têm um lucrativo negócio de venda de maconha em Laguna Beach, Califórnia. Completando o trio e formando o vértice de uma relação amorosa não-convencional está Ophelia (Blake Lively), mais conhecida como “O.”, garota rica sem objetivo na vida que acaba sendo sequestrada pelo Cartel de Baja para forçar uma negociação com Ben&Chon. Correndo contra o relógio, a dupla de amigos arma os mais diversos planos para resgatar a amada e eliminar a concorrência.

 

Como eu disse lá na resenha do livro, comecei a ler a história por causa do filme. A forma como Oliver Stone retrata a violência é crua, mas ao mesmo tempo plástica. Essa sua marca registrada está mais uma vez presente em “Selvagens”, que conta com paisagens belíssimas de praias californianas e tomadas impressionantes de deserto. A trilha sonora também é muito boa e casa perfeitamente com o clima da trama.
O filme consegue transpor para a tela a maior parte do que é mostrado no livro: a maconha e seu uso medicinal, a renda gerada pela venda da droga financiando programas humanitários em continentes miseráveis, o uso recreativo como válvula de escape em uma sociedade contemporânea que busca prazer imediato e a qualquer preço, a corrupção policial e o alto preço que pagam aqueles que estão na ponta mais pobre da cadeia de suprimento, ou seja, a mão-de-obra formada por mexicanos que vivem ilegalmente nos Estados Unidos e aqueles que permaneceram em seu país de origem.
A adaptação é bem fiel ao texto original, com pequenas alterações (não gostei do envolvimento de Lado com O. e de um momento sentimentaloide entre Elena e O., que ficam “amiguinhas” e trocam impressões sobre a vida e os homens durante o jantar), que não comprometem a essência da trama, exceto pelo final alternativo extremamente absurdo e totalmente contrário a todas as críticas feitas no decorrer da história ao “paraíso americano”. A impressão que eu tenho é que a única forma de fazer o público americano se interessar pela história e não sair do cinema cuspindo fogo por ter um pouco de realidade esfregada na cara foi inventar um desfecho mostrando que na ‘America’ o crime não compensa e os bons sempre vencem no final (principalmente se forem cidadãos americanos).
Quanto à escolha dos atores, posso dizer que gostei da atuação da Blake Lively, que encarnou bem a riquinha metida a hippie. Do Chon gostei mais nas telas do que no livro, ao contrário do Ben, que achei fofo ao ler, mas que me pareceu muito chato no filme. Um que ganhou destaque e que, para mim, é o melhor personagem do filme, é Lado (Benicio Del Toro), um dos homens de confiança de Elena (Salma Hayek), a chefona do cartel. A ótima interpretação de Del Toro consegue transformar Lado em um ser ainda mais repugnante do que o descrito no livro. Já a Elena de Hayek, achei apática demais.
Resumindo, “Selvagens” é um bom filme policial, tenso, com perseguições empolgantes, ótima trilha sonora, cenários deslumbrantes e violência sem disfarce. Só peca pelo final ufanista americano, totalmente descabido. Ignore os 10 minutos finais e aproveite!
Curiosidade: Uma Thurman aparece nos créditos do filme, mas todas as suas cenas foram cortadas. Ela faria a mãe de O. Tenho certeza de que estaria impagável no papel da mulher que troca de marido e de religião toda semana. Pena que na hora da edição sua personagem foi eliminada. Resta aguardar as cenas deletadas quando lançarem o DVD.
Beijo e até a próxima!
Escrito por Michelle.

posts relacionados

Deixe seu comentário

Vídeos no canal

@equalizeleitura
© 2020 Equalize da Leitura • equalizedaleitura.com.brDesenvolvido com por