Editora Novo Conceito, Resenhas

Título: Um Olhar de Amor
Título Original: The Look of Love
Autor: Bella Andre
Ano: 2012
Páginas: 256
Tradução: Bárbara Menezes
Editora: Novo Conceito

Livro no Skoob

Chloe Peterson está tendo uma noite ruim. Uma noite realmente ruim. O machucado grande em sua bochecha pode provar isso. E quando seu carro patina para fora da estrada molhada em direção a uma vala, ela está convencida de que até o cara maravilhoso que a salvou do meio da tempestade deve ser muito bom para ser verdade. Ou ele é mesmo? Por ser um fotógrafo de sucesso que viaja frequentemente pelo mundo, Chase Sullivan tem seu jeito com mulheres bonitas, e quando ele está em casa, em São Francisco, um de seus sete irmãos normalmente está acordado para começar um pouco de diversão. Chase acha que sua vida é ótima do jeito que está — até a noite que encontra Chloe e seu carro destruído na rodovia Napa Valley. Não apenas nunca tinha conhecido alguém tão adorável, por dentro e por fora, mas como também percebe que ela tem problemas maiores do que seu carro batido. Logo, ele será capaz de mover montanhas por amor — e proteção — a ela, mas ela deixará? Chloe prometeu nunca cometer o erro de confiar em um homem novamente. Mas a cada olhar que Chase lança a ela — e a cada carinho doce e pecaminoso — conforme a atração entre eles sai faísca e esquenta, ela não pode fazer nada a não ser se perguntar se encontrou a única exceção. E apesar de Chase não perceber que sua vida mudaria para sempre em um instante, para melhor, ele não é o único a querer lutar por essa mudança. Ao contrário, ele está se preparando para uma luta… pelo coração de Chloe.

Quando a editora anunciou que estaria lançando a sua primeira série erótica, eu fiquei contente demais! Aguardei por mais informações, estava ansiosa, eles liberavam um pouquinho a cada dia, ficavam postando quotes (que aleatoriamente sem estar em um contexto, sim, era bons)  e eu aqui, ansiosa. Porém, quando eu peguei o livro, senti e comecei a ler, aconteceu o contrário.
Chase Sullivan está voltando da festa de aniversário da mãe quando se depara com um carro quebrado à eira da estrada e uma mulher… toda molhada com aquela chuva torrencial que estava caindo e dificultando a visão. A mulher é Chloe Peterson.  Mesmo receosa no início, acaba aceitando o convite do desconhecido (?!) e indo para o local indicado por ele, uma vinícola. Nesses pequeos instantes que passam juntos, ambos percebem a atração fatal que estão sentindo um pelo outro e aí começamos a nossa história de amor. De atração ao sexo frenético, de segurança à confiança vamos conhecendo um pouco mais do Chase e os segredos que Chloe esconde.
Okay, vamos lá. Me expliquem: como um mulher que está com o carro quebrado na beira da estrada se depara com um homem e aceita ir para qualquer lugar que ele levar, sem saber direito o destino? Eu sairia correndo, desesperada e temendo pela minha vida, mas não a nossa protagonista, que ALÉM de fazer isso, ainda deixou – se ser vista nua pelo mesmo estranho.  E mesmo com dificuldade em confiar no mesmo, dois dias depois já estava apaixonadíssima. Sinceramente? Não me convence esses romances de meia hora. Vamos melhorar isso, minha gente! Vamos criar situações adequadas, personagens com personalidade, uma história de qualidade para que quem está lendo também tenha essa sensação. Eu o – d – e – i – o romances de ‘te conheci faz 45 segundos e bam. Estou apaixonada, eu te amo, não me largue nunca, vamos casar’. Não cola comigo.
O Chase é um homem muito atraente. Ele é fotógrafo e está sempre rodeado de vários mulheres bonitas. Ele é gentil, carinhoso e respeitador. E assim que a Chloe acaba se interessando por ele, pela forma afetuosa com que ele trabalha com a sua equipe e, claro, cuida dela. Aí começa uns conflitos internos do tipo: quero, não posso, desejo, espero, o que ele irá pensar?, vou ou não?, te desejo! E então vamos ter as cenas eróticas… que foi um tédio de ler. Nada surpreendente, com uma quantidade questionável de termos/ações sendo repetidos e uma sensação de: hum, acabou. Vamos para o próximo capítulo para ver se melhora?
O que eu senti: me pareceu que estava lendo aqueles romances de banca, sabe? Tipo Sabrina, Bianca e etc, só que com uma capa mais bonita e uma diagramação mais aperfeiçoada. Só que a diferença é que tem romances de banca muito melhores que esse livro. E o final? Ainda bem que eu já estava ali e já tinha acabado. Forçado e sofrido.
A autora apresenta superficialmente cada um dos sete irmãos do Chase, já que cada um deles terá seu próprio livro. O que me incomodou é que pelo ponto de vista da Chloe fica como se a família fosse a coisa mais perfeita do mundo inteiro, fato que sabemos que nenhuma família é. E nesse ponto que eu friso: eu espero que eles realmente não sejam perfeitos, nem todos lindos e maravilhosos. Por que são esses ‘defeitinhos’ que fazem a diferença e os tornam mais… ‘acessíveis’ de visualizar.
A edição é muito bem feita, como de costume pela editora. Tem letras grandes, páginas amareladas e a diagramação simples. Eu não gosto dessas capas, então não vou tecer comentários. Achei o livro irreal. Para personagens humanos, esperava uma história mais pé no chão.

Sobre o Autor:

Raphaela. Futura Publicitária apaixonada por livros, que deseja ler todos os livros do mundo. Como sei que não é humanamente possível, vou lendo os que estão ao meu alcance. :}

Estudante, aspirante a escritora, romântica declarada, compulsiva por livros. Blogueira, resenhista, universitária, apaixonada por bons livros e amante de bons personagens.

1 Comentário

  1. Roberta disse:

    Eu li e achei o mesma coisa.É um livro para ler quando vc não tem nada para fazer.

Todos os comentários passam por aprovação, antes de aparecerem aqui! Vamos ler e responder todo mundo com muito carinho!

Nome: Email: Website:
Protected by WP Anti Spam

Assista aos Vídeos
Equalize da Leitura © 2010 - 2016 ♥ Todos os direitos reservados
Tema desenvolvido por Débora M.