abril 01, 2013E-Book, E-Reader

#SemanaDoEbook – E-readers

1 Comentário

Semana do E-book
Seis blogs se reuniram para esmiuçar melhor o fenômeno dos e-books com a chegada dos e-readers no Brasil. Muitas dúvidas tem ficado no ar e alguns não sabem o verdadeiro impacto dessa mudança no mercado editorial. Assim, abordamos temas pertinentes ao assunto. Claro que sabemos que o assunto não se esgota aqui. Então, caso tenha alguma informação para compartilhar, ou uma pergunta para fazer, sinta-se à vontade! Nosso objetivo é discutir uma realidade que está batendo à porta. Não vemos os e-books como inimigos dos livros físicos, e sim como mais uma opção de leitura em um mundo onde ambas formas podem co-existir harmoniosamente.

***

Todo mundo está ouvindo/lendo falar sobre e – books, e – readers, livros digitais, tinta digitais, livro leve, livro pesado, mercado, consumidores, enfim! Estamos rodeados de informações a respeito desse novo ‘brinquedinho’ (leia – se aqui e – readers) que está sendo inserido e apresentado pouco a pouco para nós leitores de livros físicos, jornais, revistas, bulas de remédios, informação nutricional do pão, e – books para ler no computador, etc, etc, etc…

Mas… se alguém perguntar o que é um e- book ou o que é um e – reader, você consegue responder? Só que não é responder qualquer coisa! Consegue dar uma resposta completa, falando qual é a finalidade, as funcionalidades, quais aparelhos tem no mercado para escolha e etc? Se a sua resposta foi sim, parabéns! E se a sua resposta foi não… Vamos descobrir isso juntos então? (você que respondeu sim também está convidado!!)

O que é, afinal de contas, um e – book?

E – book é um livro digital ou um livro eletrônico. O nome vem da abreviação de ‘eletronic book’ (no inglês) e ele consiste na versão digital do livro impresso, com o mesmo conteúdo, formatação, capa, só que de forma eletrônica. Tentando fazer uma comparação bem simples: carta e e – mail. A primeira é a versão impressão e a segunda a versão digital da mesma coisa.

Com essa vontade de se ter tudo digital, o mercado percebeu que os livros – e outros – também tinham que ter a sua versão digitalizada de forma que os interessados tivessem mais acesso a esses produtos. Imagina você dentro do metrô ou ônibus lotados, voltando da faculdade depois de um dia de trabalho e com 6 livros na mochila com o mínimo de 300 páginas… Sim, eu sei que isso pesa. Com os e – books você pode colocar tudo dentro de um e – reader e ser feliz sem dor nas costas! 

E o que é um e – reader?

E – reader é outro termo em inglês que foi abraçado por nós e que é o aparelho que você irá utilizar para poder ler esses e – books; é o leitor de livros digitais. Esses aparelhos tem uma tela para leitura que usa tinta digital e aproximou muito leitores por se ter a sensação de estar lendo um livro impresso, sem o peso adicional.

Quando surgiu o primeiro e – reader?

Segundo o site Revolução E-Book, uma professora da Espanha inventou o primeiro protótipo que foi o percursor do e – reader, em 1949. O aparelho Enciclopédia Mecânica ‘usava carretéis e ar pressurizado para criar um efeito de zoom e tinha o formato de uma pasta. Sua ideia era reduzir o peso carregado pelas crianças e tornar a leitura mais acessível.’

O boom mesmo veio quando em 2007 os americanos conheceram o Sony Reader e no dia seguinte a Kindle mostrava pro que veio. O lançamento desse último fez tudo mudar: desde os leitores às estratégias de marketing de vendas. E surgiram vários aparelhos para atender melhor as nossas necessidades.

E aqui começamos a nos envolver no mercado de venda e concorrência. Existem de vários tipos, tamanhos, marcas e com funcionalidades muito próximas e novidades. Quais são os principais e-readers vendidos oficialmente no Brasil? 

Cool-Er: é o único e-reader brazuca da lista e é vendido pelo Gato Sabido e Submarino. Segundo os artigos que eu li, não foi bem elogiado, mas mantém algumas vantagens como: tela de 6 polegadas, toca mp3 e pesa apenas 178 gramas. Preço: R$ 600,00

iRiver: é  o e-reader mais caro vendido no Brasil hoje. Tem gravador de voz, agenda, leitor de histórias em quadrinhos e visualizador de arquivos Office. Os especialistas em e-readers não conseguem encontrar justificativas para o preço do mesmo, uma vez que não possui algo extraordinário. Preço: R$1099,00

Kindle: é o mais famoso entre os e-readers e vendido pela Amazon. Seu principal concorrente no Brasil é o Kobo. Atende melhor as pessoas que leem em inglês, mas os brasileiros gostam muito dele. Preço: R$ 299,00 (mínimo)

Kobo: é o principal concorrente do Kindle, possui algumas características especificas que não tinha em outros e-readers, tem três modelos diferentes, que inclui um com luz embutida. Preço: 289,00 (mínimo)

Positivo Alfa: é pequeno, tem tela de 6 polegadas. A tela é touch e demora um pouco a responder e não tem conexão a internet. Preço: R$ 700,00

Tablets: esses aqui depende de qual modelo você quer. 😉

Para conferir a lista com mais detalhes, vocês podem acessar a fonte.

Antes de comprar um e-reader é preciso levar em conta alguns aspectos. Confiram as dicas:

  1. Se possível, faça uma pesquisa a sobre os e-readers que você tem interesse para ficar sabendo direitinho a respeito de cada um.
  2. Teste os aplicativos disponíveis para cada aparelho. Fontes, iluminação, fundo, tudo isso tem variações que podem ou não te agradar.
  3. Compare preços de e-books e e-readers. Vai variar de editoras e lojas que estão vendendo os respectivos produtos. Se isso for fator determinando para você, vale a pena pesquisar.
  4. Identifique as suas preferências para cada produto. Cada um vai atender melhor as suas necessidades ou não irá atender a nenhuma delas.

Em minha opinião, os e-books e e-readers não conseguirão substituir os livros físicos. Enquanto o mercado (autores, livrarias, editoras, editores) e os próprios leitores mantiverem em suas cabeças que isso acontecerá, não conseguiremos avançar, uma vez que muitos leitores não querem que esse fim ocorra. É preciso esclarecer que o que está acontecendo agora é apenas uma atualização, outra forma de se ter acesso à leitura. Precisa – se ter em mente que o e-book e o e-reader é um complemento do livro impresso, não um substituto.

• Programação da Semana •

Vocês podem ajudar a divulgar usando #SemanaDoEbook em seus tuítes, enviando perguntas e dúvidas.

#7 – dia 7/4 – Promoção – todos

Sobre o Autor:

Raphaela. Futura Publicitária apaixonada por livros, que deseja ler todos os livros do mundo. Como sei que não é humanamente possível, vou lendo os que estão ao meu alcance. :}

Estudante, aspirante a escritora, romântica declarada, compulsiva por livros. Blogueira, resenhista, universitária, apaixonada por bons livros e amante de bons personagens.

posts relacionados

Deixe uma resposta para AnonymousCancelar resposta

1 Comentário

  • Anonymous
    02 abril, 2013

    Acho uma pena o valor dos ebooks estarem tão altos. Eu prefiro comprar o livro físico e baixar um pirata pra ler no Kobo.
    Não seria ótimo se as editoras fizessem como alguns blurays onde você compra o físico e ganha a cópia digital dele?

  • Vídeos no canal

    @araphadoequalize
    © 2020 Equalize da Leitura • equalizedaleitura.com.brDesenvolvido com por