Editora Novo Século, Resenhas
gsTítulo: Com o Pé na Sepultura Título original: One Food in the Grave Autora: Jeaniene Frost Ano: 2012 Editora: Novo Século Número de páginas: 294

– Você se importa se eu tomar um gole de sua garrafa primeiro? Eu estendi o gim, cuidando para não deixar meus dedos roçarem nos dele.

No segundo livro da série, eu me sinto tão excitada para escrever a respeito, principalmente porque esse é o meu preferido. Temos Cat, Bones, lutas, confusões, respostas sarcásticas, muitas cenas quentes de sexo e uma história envolvente que você não vai conseguir parar de ler!

Se passam 4 anos desde que a Cat deixou o Bones para trabalhar para o governo com o seu tio Don. Ela se tornou chefe da sessão e ajuda a matar vampiros – algo parecido com a sua antiga profissão e um tanto quanto irônico, já que agora ela é obrigada a fazer esse serviço -, com a única diferença de que ela caça aqueles vampiros que gosta de matar suas vítimas humanas. Sua equipe principal de elite Tade (que não consegue disfarçar sua atração por ela, deixando bem claro suas intenções), Juan (um espanhol para lá de caliente, que manda suas cantadas na brincadeira, mas com a esperança de que elas atinjam o objetivo), Dave (o homem sério e comportado que admira e que segue suas ordens ao pé da letra, independente do que ela diz) e o Cooper (o único que sempre deixou claro que não tinha nenhum interesse nela) a ajuda nessa tarefa: cada um com sua personalidade, obedecendo (ou não) a Cat, sendo fieis e atraídos pela mesma. Cat agora vive uma vida quase normal no seu novo apartamento com a sua amiga do apartamento ao lado Denise. Ela está com os pés no altar e convida Cat para ser sua madrinha. Porém, no dia do casamento ela não imaginaria que fosse se encontrar… com Bones. Sim, sim, sim! Nosso personagem principal e tesudo aparece no casamento da Denise. No desespero, Cat quer saber o que ele está fazendo ali… principalmente depois de tanto tempo. A explicação: ele foi convidado para ser padrinho de Randy, marido da Denise.

Bones a trata com as provocações e seu jeitinho de sempre – abala – meu – coração, o que nos dar uma boa dose de risadas, enquanto Cat não sabe como reagir diante do seu ciúme, tensão sexual e, principalmente, a saudade de revê – lo assim tão próximo e lindo.

– Você se importa se eu tomar um gole de sua garrafa primeiro?

Eu estendi o gim, cuidando para não deixar meus dedos roçarem nos dele. Ao invés de beber da garrafa, no entanto, Bones segurou – a e olhou fixamente em meus olhos conforme lambia meu sangue da lisa superfície de vidro. A língua dele delineava a volta de cada contorno da garrafa e um calor me invadiu enquanto eu assistia, hipnotizada. Quando não havia sobrado sequer uma gota vermelha, ele a devolveu para minha mão repentinamente trêmula. Pág: 85

Eles se encontram em outras ocasiões, principalmente naquela em que Ian (sim, sim, o vampiro que criou o Bones) quer Cat de qualquer forma para a sua coleção pessoal. Ela é única e ele gosta de preciosidades. Sendo assim, os dois se juntam e a química que existe em todos os pontos os ajudam a criar um plano: Bones pede para Ian liberta – lo de sua linhagem e então ele e Cat irão atrás do pai dela para vingança. Como eles superarão todo esse tempo separados? Como irão conquistar a confiança um do outro novamente?  Como superarão os obstáculos que aparecerão?
Eu gosto de várias construções nessa história: tem cenas importantes, engraçadas, tensas e bonitas. Sabe aqueles trechos em que você se percebe lendo e relendo em todo e qualquer momento que você tem uma oportunidade? É isso que acontece nesse segundo livro.
Faça do sei jeito, mas eu sugiro outra coisa. Você pode ir em frente e espanca – la até arrancar o seu sangue ou… poderia me dar orgasmos tão sonoros que fariam surgir feridas nos ouvidos dela. Se tiver quaisquer truques de ex-gigolô-transformado-em-vampiro-promíscuo que vem escondendo, bem, pode mostra-los. Tenho apenas uma exigência: É melhor você extrapolar a performance de qualquer serviço que tenha dado a ela ou a qualquer outra pessoa, porque se eu não acordar amanhã com o rosto vermelho de vergonha pelo que fez comigo, ficarei desapontada. Pág: 227

O que mais me surpreende é que a autora não tem quebra de raciocínio ou deixa pontas soltas pelo caminho. Tudo tem uma ligação perfeita, se atraem até montar esse enredo energético. O Bones está tão fofo com a Cat, nós conseguimos perceber como esses quatro anos de separação foi duro para ambos e todo e qualquer momento é importante para que eles demonstrem como se amam.  Bones é protetor e carinhoso, mas ao mesmo tempo não deixa cair a sua áurea do vampiro perigoso que ele é. Cat está terrível nesse livro, no sentido de que eu nunca vi uma personagem falar tanto palavrão e se meter em tanta confusão e ainda conseguir me divertir com as suas tiradas bem humoradas e sarcásticas.

Sim, é nesse livro que temos o tão esperado, aguardado e surtado capítulo 32! Por quê? Caramba, a construção até esse capítulo é sensacional! Antes, nós temos lutas e ataques de ciúmes e de repente estamos vendo o Bones dar um tratamento master de sexo na Cat como vocês nunca leram antes! SIM, tudo que dizem do capítulo 32 é verdade! E é mais do que você que está lendo essa resenha pode imaginar e só consegue entender quando… está inserido no contexto da história. É quente, sexy, sensual, abalador de emoções… é o capítulo perfeito!

Posso garantir que na cama você não tem nada a provar a mim, e que nunca apreciei fazer amor com ninguém mais, mas somente um tolo deixaria passar o que você acabou de oferecer. Agora, estou com poucos acessórios e não há tempo suficiente em uma única noite para repassar todas as maneiras em que fantasiei ter você. Mas prometo uma coisa… – a voz dele se aprofundou. – Você vai estar escandalizada de manhã quando conseguir pensar de novo. Pág: 228
Vamos também conhecer personagens que são importantes para os próximos livros (e não menos engraçados), como Annette, uma antiga amiga do Bones que gosta de deixar claro para Cat que o mesmo faz um ó-ti-mo trabalho quando se trata de sexo, afinal, ela conviveu com ele na sua época de prostituto. Mancheres que um poderoso vampiro e muito, muito antigo.
É o meu livro preferido por conseguir me aproximar e encantar ainda mais com os personagens criado nesse mundo da Jeaniene. Ela é inteligente e traz um humor negro para a história que em poucos livros eu consegui sentir. Os motivos para ter tantas pessoas apaixonadas pela série é que ela é envolvente e traz elementos que te atiça a continuar lendo. O Bones e a Cat se completa, mesmo com todos os desvios que eles tem. O melhor é que você não se encanta apenas por eles porque até os personagens secundários tem importância e são engraçados de serem acompanhados.
Quem começa a ler a série já sabe que não terá mais como afasta – la da sua vida literária até que por fim tenha acabado todos os livros. Mais do que recomendado.

0 Comentários

Todos os comentários passam por aprovação, antes de aparecerem aqui! Vamos ler e responder todo mundo com muito carinho!

Nome: Email: Website:
Protected by WP Anti Spam

Assista aos Vídeos
[wonderplugin_carousel id="2"]
Equalize da Leitura © 2010 - 2016 ♥ Todos os direitos reservados
Tema desenvolvido por Débora M.