Editora Intrínseca, Resenhas
gsTítulo: Eu Sou o Mensageiro Título original: The Messenger Autor: Marcus Zusak Ano: 2007 Editora: Intrínseca Número de páginas: 320

Já faz meses que eu li esse livro, mas consigo me lembrar das sensações que me trouxe como se houvesse acabado de ler. Nesta trama, Markus Zusak, autor do livro A Menina que Roubava Livros, nos apresenta a Edward Kennedy. Dezenove anos, motorista de táxi, sem expectativas e sem talentos. Ele se vê envolvido em um assalto a banco e, acidentalmente, impede que o assaltante escape. A partir daí, sua vida dá uma reviravolta impressionante.

Ed é aquele tipo de cara para o qual ninguém olharia duas vezes por que, aparentemente, não teria nada a acrescentar. Eu confesso que mesmo lendo a sinopse, comecei a ler o livro sem saber o que esperar. Uma amiga já tinha me recomendado, mas eu acabei adiando a leitura e adiando, aquele problema sério de leitor fanático com um milhão de livros para ler na frente.

Meus braços estão me matando. Eu não sabia que palavras podiam ser tão pesadas.

Hoje me arrependo profundamente. Eu Sou o Mensageiro foi um livro tão extraordinário que eu não consigo classificá-lo em único gênero. Sabe aquele tipo de livro que fala sobre a vida? Aquele tipo de livro que te faz acreditar? Atualmente em meio a tanta crueldade e tragédia, passamos sempre a esperar o pior. Este livro reforçou a minha idéia de que o bem ainda existe sim.

Ed não era o tipo de cara generoso ou prestativo. Ele era normal – tentando levar a vida da melhor maneira possível, fazendo um dinheiro para manter um teto sob sua cabeça. A única paixão de sua vida era Audrey, a melhor amiga por quem sempre fora louco. O diferencial dele? Sua escolha. Ele se viu em um beco sem saída, mas não só se conformou com seu destino, mas optou por se esforçar ao máximo nele.

Ela logo diz ‘Você é meu melhor amigo, Ed.

Você pode matar um homem com essas palavras.

Sem arma.

Sem balas.

Apenas palavras e uma garota.

Nós conhecemos as vidas de várias pessoas no decorrer do livro e somos tocados por cada história. Dizer que chorei é dispensável de tão óbvio, então direi ao invés que eu nunca li nada parecido. É complicado escrever resenhas de livros como este por que 1) você quer falar o mínimo possível para que as pessoas tenham as surpresas que teve e se impressionem como você; 2) você quer falar o máximo possível para convencer a cada pessoa na face da terra que deveria dar uma chance e lê-lo.

Zusak usa metáforas fabulosas para descrever os sentimentos e pensamentos profundos. Ele instiga você a aproveitar uma oportunidade quando ela aparece, em forma de escolha ou simplesmente se impondo, por que pode ser a melhor lição de nossa vida. Este livro me mostrou que a diferença entre um herói e alguém simples é, antes de tudo, questão de escolha. Ele te faz pausar e procurar dentro de si, o herói que está escondido.

Mais do que fabuloso. Transformador.

Eu preferiria perseguir o sol do que esperar por ele.

0 Comentários

Todos os comentários passam por aprovação, antes de aparecerem aqui! Vamos ler e responder todo mundo com muito carinho!

Nome: Email: Website:
Protected by WP Anti Spam

Assista aos Vídeos
Equalize da Leitura © 2010 - 2016 ♥ Todos os direitos reservados
Tema desenvolvido por Débora M.