Editora Intrínseca, Resenhas
gsTítulo: A Estrela que Nunca Vai se Apagar Título original: This Star Won’t Go Out: The Life and Words of Esther Grace Earl Autor: Esther Earl, Lori Earl, Wayne Earl, John Green Ano: 2014 Editora: Intrínseca Número de páginas: 448

O livro é uma coletânea de pensamentos dela, de coisas que ela escreveu para ela mesma e para outras pessoas.

Quem acessa as redes sociais, deve ter visto o título desse livro zanzando por aí ao menos uma vez. Este livro conta a história de Esther Grace Earl, a menina que de certa forma inspirou John Green a escrever “A Culpa é das Estrelas”. Esther não é parecida com Hazel de nenhuma forma, com exceção do segundo nome e do câncer que ambas desenvolveram. Sou apaixonada por ACEDE, sou apaixonada por John Green, mas eu li o livro porque queria conhecer a menina que, desde a primeira vez que olhei para a capa do livro, me transmitiu uma imensa paz.

Posso dizer que Esther foi uma pessoa encantadora, se ler o livro foi o suficiente para conhecê-la um pouco. E eu realmente adoro a capa do livro: essa expressão fofa dela, essas covinhas apaixonantes e o olhar bondoso representa exatamente a pessoa que ela me pareceu ser. Os olhos dela são uma coisa de outro mundo.

Apenas seja feliz, e se você não pode ser feliz, faça coisas que te façam feliz. Ou não faça nada com pessoas que façam você feliz.

O livro é uma coletânea de pensamentos dela, de coisas que ela escreveu para ela mesma e para outras pessoas, impressões de sua família e de seus pais, fora a introdução escrita por John Green. Gente, eu comecei a chorar na introdução do livro e não estou brincando. Ele conta brevemente como conheceu Esther e como se tornaram amigos, até o dia em que ela morre. Eu chorava copiosamente e senti que não poderia sobreviver ao livro. Mas sobrevivi e vim contar para vocês.

O livro não tem uma narração característica, não foi escrito por uma profissional e ele não foi planejado previamente. O objetivo do livro não era vender cópias, era apresentar uma menina apaixonante que, assim como tantos outros exemplos no mundo, sucumbiu ao câncer, mas não sem lutar. Deixe-me dizer que o que eu mais gostei no livro foram as fotos, as imagens no geral: fotos de diferentes etapas da vida de Esther, fotos dela com a família e com os amigos, fotos de desenhos que ela fez e de cartas que escreveu, as fotos, mais do que tudo, representaram a pessoa que ela foi.

Uma menina, mesmo, que parecia uma menina nas palavras que escrevia e que parecia muito mais velha em função do sofrimento que teve por causa da doença. Uma menina que foi muito amada e que amou demais, um amor lindo e um amor sincero. Uma menina comum que sonhava com o primeiro beijo, e uma menina incomum que tinha uma madura a respeito da própria doença e da perspectiva da própria morte. Esther se tornou um daqueles exemplos de pessoas que admiro sem conhecer, e ao mesmo tempo um exemplo de pessoa que eu adoraria ter conhecido.

Minha vida é muito estressante e antes de encontrar os vlogbrothers*, a nerdfighteria, e vocês, eu não estava, vocês sabem, morta, mas eu realmente sinto que tenho muito mais na minha vida.

Como ela era gentil e amorosa e feliz na medida em que podia ser! Tinham trechos que ela falava de momentos de depressão e frustração e medo e tristeza, mas ela sempre falava desses momentos passageiros e como passados. O verdadeiro estado de espírito de Esther era contente, agradecida por tudo o que tinha apesar da doença, e esperançosa mesmo quando em períodos muito difíceis.

Eu recomendo o livro mesmo que você não goste de John Green, ou não tenha gostado de ACEDE, ou quaisquer coisas do tipo, é um livro sem glamour. É um livro sem doses excessivas de drama e que não necessariamente está ali para te fazer levantar grandes questões sobre a vida. É um livro apenas sobre uma menina contado pela própria menina, um livro que ela nunca pensou que seria montado ou publicado, mas foi. Não estava nos planos tornar Esther uma estrela, e acho que é exatamente por isso que é tão mais especial o fato de que ela se tornou uma.

Nem todas as páginas do livro me prenderam totalmente, assim como aconteceu no Diário de Anne Frank, tem partes que Esther apenas descreve coisas que aconteceram no seu dia ou lembranças do passado, de uma infância boa e saudável. São pequenos trechos que fizeram parte dela como pessoa e que montam a imagem dela que formamos na nossa cabeça.

Eu não gosto da expressão ‘Amigos de internet’, porque faz parecer que as pessoas que conhece online não são mesmo seus amigos, que de alguma forma a amizade é menos real ou menos importante para você porque acontece por meio do Skype ou por mensagens de texto. Não medimos a amizade pela presença física, e sim pelo seu significado.

Eu chorava inesperadamente no livro, era uma surpresa quando uma frase e, principalmente, uma imagem em especial me arrancava lágrimas. Assim como é a vida, o livro é feito de tristezas e alegrias: uma hora vai te arrancar um sorriso, outra hora uma lágrima. Mas mexeu comigo, seja qual fosse a emoção. Esther foi uma pessoa muito querida, que causava uma boa impressão e que fazia diferença quando estava em um local.

Doce, ingênua, madura, amável, crente; suas ambições não eram muitas e eram simples, como sua imensa paixão pelo mar e por Harry Potter. Tinha bastante fé em Deus e era uma Nerdfighter, foi através disso que conheceu John Green e tantos outros amigos, que foram seus amigos até o final.

Vale à pena conhecer Esther! Não para ler a história da menina que tinha câncer, ou da menina que inspirou John Green, mas para ler a história verdadeira de uma maravilhosa menina. É ótimo conhecer pessoas que nos fazem bem.

Ela não era forte o tempo o todo, mas ela tentava e tentava muito, até quando chegou a um ponto que não dava mais. Todos nós chegamos a um ponto que não dá mais. A pena é que essa estrela tinha apenas 16 anos, e muito ainda a iluminar.

Não é triste que frequentemente precisamos estar cara a cara com a morte para apreciar a vida e aos outros totalmente? Espero que esteja fazendo a diferença para alguém hoje…

0 Comentários

Todos os comentários passam por aprovação, antes de aparecerem aqui! Vamos ler e responder todo mundo com muito carinho!

Nome: Email: Website:
Protected by WP Anti Spam

Assista aos Vídeos
[wonderplugin_carousel id="2"]
Equalize da Leitura © 2010 - 2016 ♥ Todos os direitos reservados
Tema desenvolvido por Débora M.