Editora Novo Conceito, Resenhas
gsTítulo: Se Eu Ficar Título original: If I Stay Autora: Gayle Forman Ano: 2014 Editora: Novo Conceito Número de páginas: 224

Você acha que cabe aos médicos, aos medicamentos e as máquinas, mas se você fica ou se você vai, a decisão é sua.
Com o auê e cima do livro, falando que ele estava na lista dos mais vendidos de tudo quanto foi lugar e jornais de renome e blá blá blá, fiquei imaginando uma história incrível e inesquecível e quando eu terminei o livro o meu sentimento foi de muita raiva porque me senti enganada. A dimensão de divulgação foi tão alta que é realmente decepcionante quando o que está sendo vendido não corresponde com as suas expectativas.
Mia é apaixonada por música. Introspectiva e reservada, cresceu com seus pais apaixonados por rock e que viveram loucamente a adolescência até a mãe engravidar. A família deles é bem normal e bem diferente ao mesmo tempo e já nos primeiros capítulos Mia demonstra isso. O que acontece, afinal, e que é trama para todo o livro é um terrível acidente de carro que mata seus pais. E agora que ela está internada em estado grave não consegue entender o que está acontecendo, pois vê os paramédicos tentando ajuda-la, os pais que foram arremessados do carro e estão mortos e o irmão que está entre a vida e a morte. No hospital acompanha a chegada de seus avós, as idas e vindas de um lado para o outro da sua melhor amiga Kim e o desespero de Adam, seu namorado.
Você acha que cabe aos médicos, aos medicamentos e as máquinas, mas se você fica ou se você vai, a decisão é sua.
A partir desse momento, o que vamos ler no livro é pelo ponto de vista do ‘espírito’ da Mia que consegue acompanhar tudo que está acontecendo e voltar ao passado para histórias de como ela se apaixonou pela música, a relação com os pais e, principalmente, a sua relação com o namorado, Adam, que poderia estar com qualquer garota, mas pasmem, resolveu ficar com ela. *cara de aff em modo muito on*
Agora eu explico por que a raiva toda em relação ao livro? PORQUE NÃO TEM HISTÓRIA NENHUMA! Eu queria xingar, gente! De verdade! Eu terminei esse livro tão revoltada que nem consigo me expressar direito para vocês! *expira e inspira* Me senti enganada lendo esse livro a) porque ele não tem história nenhuma b) porque todos os momentos e que se tem flashback e somos apresentados ao passado, as histórias são superficiais e tão meladas que chega a enjoar  c) escrita infantilizada d) porque ele não tem final.
JURO.
E isso é o que mais revolta porque eu simplesmente detesto autores/livros que fazem isso. Eu já estava fazendo leitura dinâmica quando o livro terminou, eu voltei as páginas e não acreditei! E sabe porquê disso? Porque a história é chata, a Mia é uma adolescente sem nenhuma qualidade que a atraia (como personagem principal) e totalmente sem sal. Em um momento vemos ela falando e interagindo com a família e depois, a partir do momento que o acidente acontece, ficamos lendo e revendo histórias passadas que não acrescenta nem dá sentido nenhum para a história já que, afinal, ela não tem fim.
De verdade, eu gosto de livros que tenham música, qualquer tipo de música porque aquilo ali vai apenas contribuir para a sua história, gosto de livros que exponham sentimentos e carinhos por parte dos pais, avôs, irmãos, amigos mas detesto me sentir enganada e é exatamente assim que eu estou. Nada ali faz sentido algum, não tem mudança de vida (só se vocês estiverem falando do acidente), o Adam mal aparece no livro e quando aparece a Mia está em forma de espírito e ele no passado. É um livro totalmente melancólico e depressivo, que contorna e traz situações a respeito da vida x morte mas que foram muito mal construídas para um borburinho tão grande. Não esperem algo com começo, meio e fim bem definidos. Quando acabar o livro você vai ficar imaginando tudo que poderia acontecer, se o livro tivesse um fim digno.
Sabe os motivos para esse livro está fazendo tanto auê e sucesso? O filme, que eu tenho certeza absoluta que ficará muito melhor adaptado do que como livro mesmo. É o típico caso, BEM TÍPICO MESMO, em que o filme vai ser infinitamente melhor que o livro. O que eu espero de verdade é que no filme eles coloquem um final e não deixe ele ficar nesse marasmo sem graça que é o livro.
O livro, porém, foi muito bem produzido. Para pegar embalo já na divulgação do filme, a editora acabou lançando o livro com a capa pôster e dentro ele está tão caprichado e bonito que em alguns momentos eu fiquei admirando a diagramação e esqueci da história. Fazia tempo que a NC não dedicava tanto para um livro e foi realmente uma boa surpresa.

0 Comentários

Todos os comentários passam por aprovação, antes de aparecerem aqui! Vamos ler e responder todo mundo com muito carinho!

Nome: Email: Website:
Protected by WP Anti Spam

Assista aos Vídeos
Equalize da Leitura © 2010 - 2016 ♥ Todos os direitos reservados
Tema desenvolvido por Débora M.