Editora Gutenberg, Livros Nacionais, Resenhas
gsTítulo: Faça Amor, Não Faça Jogo Título original: Autor: Ique Carvalho Ano: 2014 Editora: Gutenberg Número de páginas: 223

muito difícil entender a razão quando tudo o que você tem é um coração.

Este livro. Este blog. Conheci a história de Ique quando comecei a acompanhar o blog dele, por indicação de uma amiga que me marcou em uma das postagens dele. Acima de tudo, Ique para mim representa aquela pessoa que literalmente fez uma limonada dos limões que a vida lhe atirou. Ele se encontrou numa barra muito complicada de suportar e buscou forças nos ensinamentos que seu pai havia lhe passado para não se deixar abater.

Apesar de saber que temos escritores nacionais com grande potencial, admito que não tenho muitos livros nacionais entre os meus favoritos. Faça Amor Não Faça Jogo não apenas se tornou um dos meus prediletos, eu carrego ele na bolsa comigo no meu cotidiano. Para se eu precisar, se o dia estiver difícil demais, ou simplesmente se estiver numa vibe bem mééh, eu vou ler um capítulo do livro e sentir: ufa!

Não basta seguir o coração; uma vez ou outra, você precisa guia-lo.

Assim como as postagens do blog, Ique nos indica várias músicas para acompanhar seus textos. No livro, cada capítulo (que compõe um texto) tem uma música indicada. Assim somos guiados pelas palavras dele e pela música, que representa uma parte tão importante na minha vida.< Você fica leve e pesada durante o livro. Um sorriso bobo e lágrimas nos olhos ao mesmo tempo. Cheia das certezas e coberta de dúvidas. Vamos nos sentir fracos e fortes, corajosos e covardes, dispostos e preguiçosos. Contrariedade é a chave. Conhecemos o pai de Ique quando ele já está um estágio avançado em sua doença, mas é como se eu pudesse lhe ouvir falar através das palavras do filho.

[…] Mais importante que isso, porém, é ter a certeza de escolher a vida e a pessoa que você quer ser.

O que mais gosto na história é que a inspiração maior para Ique começar a escrever o que ele escreve e ter começado a inspirar tanta gente é o seu pai e, por isso, ele fala de amor em praticamente todos os seus textos. Diferentes tipos de amor e ao mesmo tempo sempre o mesmo amor. Ele serve como um exemplo basicamente por não se considerar um, e por não tentar ser um. Tudo o que ele queria era compartilhar o que ele estava sentindo, e hoje, ele inclusive responde os apelos de quem lê o blog.< Quantos textos ele já fez, inspirado em um dos leitores, mas relacionando a sua própria história? Ele já falou de tantos relacionamentos que teve, e o mais legal de tudo é que ele descreve cada um de forma totalmente única e ainda aqueles que terminaram mal, conseguem transmitir um aprendizado que representaram na vida dele. Admiro muito a capacidade dele de falar sobre amores passados sem nenhuma mágoa e ressentimento, apresentando para nós características incríveis de mulheres que já passaram na vida dele e que ele ainda faz questão de elogiar.

Porque a melhor parte não é encontrar a mulher da sua vida.
É viver ao lado dela, todos os dias.

Ele conta como cada uma mudou um pouco dele, e como ele mudou cada uma delas. É mágico o seu nível de esclarecimento, ao pensar que no mundo as pessoas são regidas pelas frases “a fila anda” e “se ex-namorado fosse bom, seria atual” e “ele não foi o primeiro e não será o último, supera!” e “arruma outro que vai esquecer dele”. Estamos tão preocupados em nos defender todo o tempo, que ficamos cegos ao fato de que na maioria das vezes não tem ninguém nos atacando.

É muito difícil entender a razão quando tudo o que você tem é um coração.

Admiro o fato de que ele defende a pessoa que ele é e a pessoa que ele sempre foi, e admite o quanto ele já foi rejeitado por causa disso. O cara que recusa a cerveja e opta por uma coca cola, o cara que chora na frente da garota e diz “eu te amo” mesmo que todo mundo o diga para não fazer. “Faça amor, não faça jogo” é o nome de um de seus textos e descreve perfeitamente tudo aquilo que defende sobre o amor. Tudo aquilo que ele acredita que o mundo precisa entender. As pessoas que se preocupam tanto com as regras impostas por outros e depois choramingam quando dá tudo errado.

Ele continua escrevendo no blog, e eu continuo acompanhando. Sabe aquele tipo de história que te incita e não te deixa outra escolha a não ser se tornar uma pessoa melhor? Ele te aconselha, mas não decide por você. Ele te orienta, mas dando a possibilidade de você sentir (não pensar). Mais do que tudo, é um blog cujo tema principal é a vida. E se o objetivo principal é celebrar a vida, como pode dar errado?< Faça por você. Leia o livro Faça Amor, Não Faça Jogo. Acompanhe The Love Code. Conheça o Ique, seu pai, sua mãe, sua vida.

Descubra você mesmo(a) nas palavras dele.

Eu, agora, passei a ver o mundo de outra maneira.
E não foi ele que mudou.
Fui eu.

4 Comentários

  1. Não dei nada por esse livro quando comprei, e depois de ler sua resenha quero muito ler. Tô encantada <3
    bjs
    radior7.blogspot.com

    • Gabriela Gabriela disse:

      Oi, Pérola! Eu já acompanhava o blog, então já me apaixonei antes mesmo da existência do livro.
      As palavras de Ique são, para mim, magia <3

      Espero que tenha gostado!
      Beijão! =)

  2. Anna Clara disse:

    Confesso que vim até a sua resenha pois acabei de ler o livro e quero resenhá-lo, mas estou sem palavras! Muito boa a sua resenha, parabéns!

    Anna,
    Dona do Blog JA

    • Gabriela Araujo Gabriela Araujo disse:

      Oi, Anna! =)

      Que linda, fico feliz. Faz um tempinho de seu comentário, então espero que tenha conseguido escrever o que sentia e que eu tenha te ajudado.

      Muito obrigada pelo carinho.
      Beijão!

Todos os comentários passam por aprovação, antes de aparecerem aqui! Vamos ler e responder todo mundo com muito carinho!

Nome: Email: Website:
Protected by WP Anti Spam

Assista aos Vídeos
Equalize da Leitura © 2010 - 2016 ♥ Todos os direitos reservados
Tema desenvolvido por Débora M.