julho 06, 2015Editora BelasLetras, Livros Nacionais, Resenhas

[Resenha] Precisava de Você

0 Comentários

gsTítulo: Precisava de Você Título original: Autor: Pedro Guerra Ano: 2015 Editora: Belas-Letras Número de páginas: 224

De repente você só queria se embriagar. De repente meu coração era open bar.

Recebi Precisava de Você e quando o livro chegou eu fiquei tão encantada: com a sinopse – que trazia o resumo de um tipo de romance que eu gosto bastante -, da edição linda e maravilhosa que a editora fez, incluindo diagramação, capa de papel reciclado – e as partes que me lembraram os livros interativos que estiveram tão na moda, mas que se referia a história: bilhetes, cartas, pensamentos da personagem principal. Me joguei na leitura, principalmente pela curiosidade em conhecer o desenvolvimento do enredo e aqui estou para contar como comecei me apaixonando por esse livro e como eu me decepcionei por ter esperado por algo que não aconteceu.

O livro é um espécie de diário criado por Lola Tavares, nossa protagonista que se vê apaixonada à primeira vista por um carinha, Gabriel Vegas, que ela nunca acreditava que poderia rever, até que ele praticamente aparece na sua frente, como em um passe de mágica. Lola nos conta, através da sua maneira perspicaz (e até divertida em alguns momentos) como se apaixonou e foi conquistada por Gabriel, que de uma maneira inexplicável conseguiu envolvê-la como nunca antes tinha acontecido, fazendo com que ela fechasse os olhos para os defeitos e complicações que o seguia, mesmo quando tinha consciência disso. O problema é quando ela descobre que talvez os seus sentimentos não estejam sendo correspondidos. Ou que o Gabriel não está na mesma vibe de amor que ela. Ou que talvez ele nem saiba tudo que ela realmente sente.

Você deveria ter terminado o que começou.

Acabei não curtindo o livro tanto quanto eu imaginei por alguns motivos bem simples: estava esperando por uma história diferente e quando percebi que não seguia pelo o que eu imaginei que aconteceria, e não me surpreendeu nos acontecimentos, acabei ficando desanimada. Sabe aquele lance da identificação com os personagens? Eu me identifiquei com a Lola até o momento que descobri que o Gabriel era mais novo que ela e os próximos passos simplesmente não se encaixaram mais na história para mim. O livro é ruim? Não, absolutamente não. Mas como ele tomou um rumo totalmente inesperado e não surpreendente (pelo contrário, na minha visão pessoal) acabei ficando indiferente. Algo que começou comigo extremamente animada, terminou comigo: hum terminei, qual próximo livro irei ler?. Não sei se devo falar sobre o que eu esperava, porém, quando eu li a capa, aguardava por um envolvimento com alguém mais velho, aqueles romances proibidos em que nunca se sabe como terminará? Era algo assim.

1111

A Lola é engraçada e divertida e se encaixa tão bem na personalidade de tantas garotas que se apaixonam e não sabem o que fazer. O Gabriel é um carinha estúpido, não consegui encontrar nada que o atraísse para que eu dissesse pelo menos que ele era gente boa. E aqui ocorre o problema central para mim: e depois que você conhece ambos os personagens percebe que eles simplesmente não se conectam, não combinam, não se identificam.

O autor foi sábio mantendo a linguagem do livro tão descontraída e é divertido ler algo da maneira como foi escrito. Fiquei surpresa também pelo Pedro conseguir interpretar e passar tão bem sentimentos femininos através das palavras, pois em nenhum momento pareceu que eu não estava lendo algo da Lola. Era ela ali e ponto. Com essa interação no livro, você se pega lendo frases engraçadinhas ou inspiradoras, desenhos de corações, manchas de tinta e desenhos sem sentido, rabiscos que fazemos quando nossa mente está longe demais, viajando em um patamar do amor que dificulta e facilita tudo.

Posso dizer algo que eu gostei especialmente? Chegou junto com o livro um CD que contém a trilha sonora do livro e que é uma fofura! A música foi realmente gravada (e é muito, muito, muito legal!) e tem um dos clipes mais fofos que eu já vi, exatamente por se encaixar no que está sendo cantado e de uma maneira simples e bem criativa! Simplesmente adorei! O livro possui vários elementos que me deixaria apaixonada, mas no meio do caminho eu acabei caindo na real de quem nem tudo é tão perfeito, assim como a Lola percebe que a vida muitas vezes lhe prega peças em que você simplesmente tem que passar o roteiro para frente e dar a oportunidade de outras pessoas lerem.

posts relacionados

Deixe seu comentário

Vídeos no canal

@equalizeleitura
© 2018 Equalize da Leitura • equalizedaleitura.com.brDesenvolvido com por