junho 20, 2016Editora Planeta, Resenhas

[Resenha] Você se lembra de mim?

6 Comentários

Título: Você se lembra de mim? Título original: Hola, te recuerdas de mi? Autora: Megan Maxwell Ano: 2016 Editora: Planeta Número de páginas: 365

Olá, você se lembra de mim?

Eu já li outros livros da autora, porém, este será o primeiro que eu resenharei aqui. Diferente de seus outros livros, onde encontramos conteúdo com teor erótico bem alto (!), aqui vamos conhecer uma história de amor, passada em duas épocas diferentes, e que tinha tudo para ter um final triste. Sabe o que eu mais gosto aqui? A autora pegou como base a história da própria mãe e fazendo alguns ajustes, somos apresentados a este livro.

Talvez quem está acostumado a ler seus livros eróticos, onde os detalhes são as peças fundamentais para o enredo, se decepcione um pouco. Eu gostei de ler algo diferente e acabou tornando-se meu livro preferido.

C360_2016-05-26-20-34-49-095

Na primeira parte do livro, que vai iniciar em 07 de dezembro de 1960, acompanhamos o início da jornada das irmãs Loli e Carmem, que embarcam da Espanha rumo à Alemanha em busca de emprego e melhores condições de vida. Lá elas conhecem Tereza, uma colega conterrânea, e Renata, uma alemã que choca todo mundo por seu jeito mais liberal.

Elas começam a trabalhar e vão se adaptando ao novo país, mandando notícias para os pais, aproveitando  a liberdade de ter o próprio dinheiro. Não esperavam, porém, fazerem amizade com alguns soldados americanos, principalmente porque Tereza já havia avisado e insistido: não se envolvam com soldados americanos. Mas o coração, minha gente, ele faz o quê? Ele brinca conosco. Mesmo fazendo de tudo para evitar se envolver, Carmem acaba se apaixonando por Teddy. Enviado para missões, ficavam meses sem se falar ou qualquer outro tipo de comunicação. Mas quando voltavam… ah, quando voltavam! Aproveitavam ao máximo cada dia, cada segundo, cada momento. Contudo, nem tudo é lindo e perfeito e Teddy acaba sendo enviado para o Vietnã. E o rumo da vida de ambos é mudando completamente.

Isso me fez entender a pressa dos militares e perceber que, quando queremos uma coisa e surge a oportunidade, não devemos deixá-la escapar, porque a vida, assim como dá, toma.

A segunda parte da história vamos conhecer Alana, filha de Carmem, 35 anos depois. Ela é jornalista e tem a oportunidade de viajar para Nova York junto com uma amiga fotógrafa para fazer uma reportagem especial sobre a cidade. Lá ela acaba conhecendo o americano Joel Parker – um cara lindo, atraente, sexy, divertido, que só existe nas páginas mesmo – e por que não curtir a oportunidade de ficar na companhia desse homem maravilhoso durante as semanas que está na cidade?

Mas ele é militar.

Sua tia Renata sempre a preveniu: não se envolva com soldados americanos, conselho este que não foi seguido por sua mãe e… aparentemente não por ela também.

Como resolver este dilema?

C360_2016-06-08-07-22-59-344

Eu simplesmente A.D.O.R.E.I tudo que li! O tom verídico traz um sentimento diferente, do tipo: oooooh isso realmente aconteceu!, mas ao mesmo tempo traz o sentimento de esperança, de felicidade, de amor! Gosto da maneira como a autora escreveu esta história: achei mais leve, mais ágil, leitura mais gostosa e envolvente, recheada de diálogos rápidos, interessantes, cheios de sentimentos de acordo com a cena.

A primeira parte do livro é muito boa, mas eu fico indecisa se tiver que escolher entre as duas, pois uma se encaixa na outra, as histórias se conectam e se completam e no meio de tantas dúvidas, somos presenteados com cenas de amor de encher o coração de alegria e ficar com aquele sorriso bobo no rosto, feliz pelos personagens que está acompanhando.

Em resumo: é um livro cheio de emocionante. A autora coloca muito mais do que sentimentos ficcionais em suas palavras, senti como se fosse sua amiga e estivesse acompanhando essas duas histórias maravilhosas, algo íntimo até.  Os personagens tem personalidades bem construídas e são tão divertidos que é impossível não rir enquanto tenta descobrir realmente o que está para acontecer.

– Olá, você se lembra de mim?

Quem espera por cenas explícitas de sexo, não vai encontrar por aqui. Mas encontra algo, que para mim, é ainda melhor: cenas sensuais que são inseridas dentro de um contexto e não penas enfiadas a força, apenas para ter algo sexual. Seria um pecado colocar algo desse tipo aqui, pois não combinaria o que foi construído antes.

Eu não quero falar muito mais do que isso, pois parece que a qualquer momento eu posso escrever algo importante, que só quem ler vai ter a oportunidade de saber! Mas eu indico muito: para quem gosta de romances, para quem gosta de amores improváveis, para quem quer rir, para quem acredita que o amor realmente pode acontecer, para quem acredita que quando se está destinado a ficar com uma pessoa nem os anos podem separar!

posts relacionados

Deixe seu comentário

6 Comentários

  • Mariana Ramos
    20 junho, 2016

    Gente, que livro! Eu não sou a pessoa mais romântica da Terra, não passo nem perto disso, mas uma história naseada em fatos reais e que envolve amor com militares… Não apenas a parte boa do amor, mas também os sofrimentos que vêm com ele e com essa profissão (principalmente em períodos de gerra)…. Definitivamente é um livro que não possso deixar passar.
    Amei a resenha, obrigada pela dica maravilhosa!!!

    • Raphaela
      Raphaela
      28 julho, 2016

      Por nada, Mariana Ramos!
      Obrigada pelo seu comentário!
      Um beijo

  • Books And Carpe Diem
    20 junho, 2016

    Eu sou doida com romances eróticos bem detalhados, mas… tambem adoro quando tem um Q de sensualidade do qual faz você imaginar a cena. e sempre mais divertido.
    Eu ainda não li nada da autora, mas estou doida para ler esse livro, e amei sua resenha só me deixou com mais vontade ainda. Parabéns.

    Beijos

    • Raphaela
      Raphaela
      28 julho, 2016

      Bora ler então! hahahah
      Obrigada pelo seu comentário!
      Beijo

  • Miriã
    20 junho, 2016

    Olá! Eu fico muito feliz que tenha gostado do livro da Megan. Eu amo a escrita dela mas ainda não li esse livro. Acabo de saber que é uma história linda e maravilhosa, baseada em fatos reais e desde já fiquei com uma vontade louca de ler.
    O blog é maravilhoso, as fotos também. Abraços!

    • Raphaela
      Raphaela
      28 julho, 2016

      AHHHHHH! Tanto coisa fofa em um comentário só!
      Vale a pena a leitura! Depois me diz o que achou!
      Um beijo e volte, viu?

  • Vídeos no canal

    @equalizeleitura
    © 2019 Equalize da Leitura • equalizedaleitura.com.brDesenvolvido com por