janeiro 24, 2017Editora Grupo Editorial Record, Resenhas

[Resenha] O Efeito Rosie

2 Comentários

Título: O Efeito Rosie Título original: The Rosie Efect Autor: Graeme SimsionAno: 2016 Editora: Grupo Editorial Record Número de páginas: 416

O Efeito Rosie me leva a questionar quais são os motivos pelas quais os autores destroem suas próprias histórias.

O Efeito Rosie me leva a questionar quais são os motivos pelas quais os autores destroem suas próprias histórias. E não são histórias ruins, claro que não! Impossível encontrar uma pessoa que tenha lido O Projeto Rosie e não tenha gostado/se apaixonado. E exatamente por este motivo eu me pergunto:

Por quê?

O Efeito Rosie é uma continuação sem sal, mal desenvolvida, cheia de problemas e pseudos complexos que tornam o Don um personagem irreconhecível e  sem a presença da Rosie. Saímos de um livro divertido, engraçado em sua essência principalmente por causa da personalidade do Don, para cair… nisto. É frustrante, para não dizer revoltante.

Don e Rosie se mudam para Nova York e concordam que precisam deixar para traz vários padrões do Don e tentar seguir uma vida sem tantas regras ditadas e organizadas por dias e períodos. Para Rosie, que é desorganizada, é uma maravilha. Para Don, totalmente metódico, é algo novo para começar a compreender. Os dois estão aprendendo juntos como é conviver com outro ser humano e a significativa complexidade que isso acarreta. O que Don não esperava era que junto com a mudança, o novo trabalho na faculdade, o casamento do melhor amigo que acabou e lidar com o seu próprio casamento, sua vida tomaria outro rumo diante da perspectiva de novos acontecimentos não planejados.

Agora Don precisa lidar com Rosie, com sua própria personalidade diante de lidar com o mundo e com as adversidades de solucionar problemas e com os próprios problemas que irão surgir diante de suas peculiaridades.

O Don é um personagem diferente e isso por si só já o torna extremamente atraente. Mas o que eu vi aqui foi um personagem perdido (e, de fato, ele estava mesmo), mas de uma maneira tão ruim que me incomodou, pois não conseguimos encontrar a essência do Don. Os problemas apresentados são realmente importantes, mas em uma bagunça fenomenal que me fez sentir saudade dos personagens do primeiro livro.

Alguns personagens retornam aqui, mas que desde o livro anterior já não me atraiam e outros tantos novos surgem para complementar o enredo. Não estou falando que tudo é ruim: o Don é engraçado em algumas partes, porém, suas falta de habilidade social acabou elevando o patamar do livro para algo totalmente inexplicável, com várias situações que me pareceram forçadas. E a Rosie? Cadê ela? Pois pouco aparece no livro. A personagem que faz com que tudo tenha sentido, tem uma passagem aqui e outra ali, deixando nas costas do Don levar a história inteira.

Outro ponto: me desculpa quem gostou dessas novas capas, mas elas são simplesmente horrorosas. Desde a turnê que eu já tinha falado isso e, além de tudo, fizeram um versão bem meia boca, com livro sem orelha e capa parecendo de papelão fino. Vou continuar com a minha edição linda e bem feita de O Projeto Rosie.

posts relacionados

Deixe seu comentário

2 Comentários

  • GABRIELA
    15 fevereiro, 2017

    É uma pena.

  • Jessica M
    25 janeiro, 2017

    Eu gostei tanto taanto de O Projeto Rosie que até gostaria que fizessem um filme dele! Mas quando saiu esse já imaginei que não seria tão legal. Desanimei bastante agora :/
    Bem que poderia ter tido a mesma essência do outro, né? Acho que não vou dar chance para ele não.
    Beijos :*

  • Vídeos no canal

    @araphadoequalize
    © 2020 Equalize da Leitura • equalizedaleitura.com.brDesenvolvido com por