Editora Novo Conceito, Resenhas
gsTítulo: Perto de Você Título original: Come a little bit closer Autora: Bella Andre Ano: 2014 Editora: Novo Conceito Número de páginas: 352

Às vezes é mais difícil admitir para nós mesmos que queremos o amor do que continuar vivendo sem ele.
Depois de passar por Um Olhar de Amor, Por Um Momento Apenas, Não Posso me Apaixonar, Só Tenho Olhos para Você, Se Você Fosse Minha e Quero Ser Seu eis que chega o sétimo livro e eu penso: sim, está quase acabando e eu nem pensei que fosse chegar até aqui. HAHAHAHA Sério, e eu nem acredito ainda que estou lendo essa série, principalmente depois desse livro que foi quando eu quis jogar as cartas para o alto e falar: tenha a santa paciência. Vamos lá.
Smith Sullivan é o ator da família Sullivan. A família perfeita, cheia de pessoas maravilhosas e lindas, que encontram suas parceiras sensacionais, se casam, tem bebês fofos e gorduchos e blá blá blá. Aí começamos com um clichê daqueles bem grande: ele sempre teve todas as mulheres que desejou (porque tem o fato dinheiro, rico e famoso para agregar no seu espírito), mas faltava algo e ele precisa buscar esse algo a mais até que encontra Valentina Landon, a empresária que está acompanhando a atriz principal, Tatiana Landon, e sua parceira no novo filme que está gravando, Gravity. As duas irmãs tem suas diferenças de personalidade e aparência, mas se amam muito, muito e Valentina acabando dedicando sua vida para acompanhar a carreira da irmã, principalmente agora que ela está tendo a opotunidade de ouro de contracenar com Smith. E adivinha quem o nosso ator vai querer para sua vida? Yay, Valentina, a única mulher que pouco se importa com o que ele é, faz ou deixar de ser. Daqui pra frente vai ser uma pegação sem fim. Escondidos, ok? Porque não querem que a equipe nem a irmã saibam. E tem aquele blá blá de eu quero mas não posso. Eu devo ou não. Pega ou não me pega sem fim.
Eu acreditava até então que o irmão mais chato de todos foi o Marcus, mas Smith fica páreo a páreo com ele. Super estranho que o maior livro de toda a série (em número de páinas) seja o que tenha menos conteúdo e que, de todos os livros, se tivessem reduzido 100 páginas de informação meia-boca já estaria de bom tamanho.  Os dois personagens ficam sofrendo – Valentina por seus problemas presentes e também pelos conflitos com a mãe e por ser tão preocupada com a irmã – e Smith porque quer alguém que não pode ter. Mas a primeira, por exemplo, tem uma personalidade muito mais marcante enquanto o Smith finge ser paciente para conquistar a moça.
Sabia que ela acreditava, no fundo do coração, que o amor não tinha de ser difícil. Ele pensou, mais uma vez, no que a mãe havia dito ao telefone: ‘Às vezes é mais difícil admitir para nós mesmos que queremos o amor do que continuar vivendo sem ele.
Assim, não há como dizer que o relacionamento mãe e filhos que a Andre escreveu em toda a série é a coisa mais fofa que se tem. Quem não gosta de ver personagens masculinos que tratam a mãe como a rainha que ela verdadeiramente é? Mas mesmo assim, continua a ter falhas e os mesmos ingredientes de sempre nos livros, independente de quem será o personagem principal. É tão sem sal, sem sabor você já começar a ler um livro sabendo realmente que no final os dois protagonistas ficarão e viverão felizes para sempre. Essa receitinha da Andre vende? Claro, muito bem, mas eu particularmente não gosto dessa mesmice de sempre. São todas as coisas erradas em todos os livros que fica complicado de citar.
Ao mesmo tempo, conseguimos encontrar em algumas partes desse livro como que o restante da família está, principalmente os que se casaram. Eles se mantêm unidos, isso é muito legal, mas qual a família nao tem problema? Os Sullivans não, né? Fora isso, acredito que esse livro se encaixa no segundo pior, pois o pódio ainda é do Marcus em Por Um Momento Apenas.
Smith recusou-se a desistir. Não quando algo lhe dizia que ela devia ser a mulher de sua vida… e que se não lutasse até o inferno por ela, nunca se perdoaria por ter sido tão tolo.
Encontrei alguns erros no livro de digitação e acho essa capa HORRENDA. Mas enfim, a Editora foi mudando bastante a linha das capas enquanto foi lançando a série. O últim livro, da Mazinha, eu consegui ler em e-book e como em todos os outros livros já se tem uma prévia do próximo. Fica para a próxima resenha, mas digo que gostei bastante.
Editora Novo Conceito, Resenhas
gsTítulo: Quero Ser Seu Título original: Let me be the one Autora: Bella Andre Ano: 2013 Editora: Novo Conceito Número de páginas: 287

Foi então que Vicki soube que estava perdida. Não só por um beijo. Não só por uma noite. Mas para sempre.
Quando eu penso que talvez, por um momento apenas, a Bella Andre possa ficar menos ruim ou menos clichê, não. Ela volta e mostra para o que veio. As minhas resenhas dos livros dela são quase todas repetitivas. Tenho vontade de voltar nas outras, copiar o texto, colar aqui e trocar o nome dos personagens.
Ryan é mais dos irmãos Sullivan, o jogador de beisebol da vez. Ele é famoso, mundialmente conhecido e a mídia adora ficar e cima dele. Quando recebe um telefonema para lá de estranho de Vicki, uma amiga de infância no qual ele sempre foi apaixonado, não hesita em ir até lá. Para escapar de um ex-marido mau caráter ele acaba aceitando a brincadeira que ela impôs sem que ele soubesse: fingir ser seu namorado. Mas a brincadeira acaba chegando à família de Ryan e também a mídia. Onde isso vai acabar… vocês já sabem.
Então, Ryan é um personagem super normal que não tem nada de atraente. Okay, eu também acho que depois de tanto livro sem ~muito~ conteúdo, fica difícil de criar um personagem cativante. Até porque não é prioridade nessa série que os livros sejam bem escritos e descritos. É um passatempo barato, tanto que em duas horas eu terminei de ler.
Foi então que Vicki soube que estava perdida. Não só por um beijo. Não só por uma noite. Mas para sempre. […] E que fazer amor provavelmente lhes causaria um dano irreparável na manhã seguinte. Ela o beijou mesmo assim.
Já Vicki, ela também é bem normal, então, eles se encaixam bem. Ela é artista e faz lindas esculturas. E acho que uma coisa que eu gostei de ler no livro foi a intimidade e profundidade do sentimento de Vicki com as suas esculturas e arte. Em poucas palavras e cenas ficou bem claro todo o sentimento por parte da personagem fazendo aquilo que realmente gosta e que nasceu para fazer.

O que acontece é que você vai ver em todos os livros da série são cenas repetitivas e melosas, com um problema para causar o ápice (que muitas vezes você nem percebe se ocorreu mesmo) e aí todo mundo acaba feliz e alegre. E sempre, sempre, sempre os outros membros da família vão sempre gostar da nova moradora (ou morador) porque eles são assim, não julgam as pessoas. Me incomoda, de verdade. Mesmo que seja uma leitura para passar o tempo, ao meu ver, não deveria ser tão insossa. Puxando para os eventos de 2013, é uma leitura que não agrega valor nenhum e que me faz questionar se realmente vale a pena ficar fazendo esse tipo de leitura passatempo. Algumas pessoas podem falar: ‘mas é o estilo da Andre de escrever, seus livros são assim e blá blá.’ O que eu posso dizer: bom saber porque nunca mais me arrisco. Terminarei essa série, com a sensação de que a Bella vai continuar sempre sendo essa autora de livrinhos dispensáveis.

Editora Novo Conceito, Resenhas
gsTítulo: Se Você Fosse Minha Título original: If You Were Mine Autora: Bella Andre Ano: 2013 Editora: Novo Conceito Número de páginas: 320

Eis, que surpreendentemente e dentro do que a autora está se propondo a fazer, existe uma melhora significativa.
E lá vamos nós de novo. Confesso que a partir do segundo livro dessa série, eu já tinha jogado tudo para o ar e estava mesmo lendo para concluir (sim, não consigo ficar sem terminar uma série, por pior que seja). Eis, que surpreendentemente e dentro do que a autora está se propondo a fazer, existe uma melhora significativa. Continuo a não gostar dos livros pela sua superficialidade, mas dá para passar o tempo. Antes de ler essa resenha e para ficar a par de tudo que está rolando, vocês podem ler a resenha de Um Olhar de Amor, Por Um Momento Apenas, Não Posso me Apaixonar e Só Tenho Olhos para Você, antes de começar a ler essa.

Zach é o irmão do meio. Eu perdi a conta e não sei em qual momento ele realmente nasceu, mas ok. E aí que quando a sobrinha Summer (que fez e aconteceu no terceiro livro) deixa seu novo cachorro Ternurinha na casa dele, pois vai viajar com a mãe e Gabe, ele tem que ir atrás de uma treinadora de cachorros e acaba conhecendo Heather. Claro, óbvio, ele se apaixona e já quer ir para os finalmente com a mulher, apenas dando umas cantadas baratas aqui e acolá e fim. Acabou o livro, pois daqui pra frente vocês sabem o que já acontece. Ela fica resistindo, ele insistindo, ela cede, ele comemora, eles transam freneticamente, daí a pouco acontece uma cena para que desencadeie em uma separação abrupta e eles voltam.

E lá vai eu.

Não é um livro ruim. Pelo contrário. É visível o crescimento na escrita da Bella. Eu já constatei que ela gosta de escrever coisas superficiais mesmo e mulheres tendo orgasmos múltiplos a cada parágrafo, então, quando começa com essa baboseira eu meio que salto isso e procuro a parte que já acabou. Algo que me incomodou um pouco foi que nesse livro ela coloca a Summer como a pessoa que resolve os problemas de dois adultos. Tipo, ela é uma criança e já bastou no terceiro livro. Nada contra a menina, mas é porque a criatividade aqui está em falta para desenvolver um enredo em que uma criança tem que ser o foco principal para fazer ele acontecer.

Porém, mesmo que superficialmente você ainda lê sobre os outros irmãos e as irmãs, os que já tiveram as suas histórias contados e sobre os que ainda estão por vir, e nesse livro em especial foi bacana saber um pouco mais sobre o pai dessa grande família, que sempre é citado mas nunca falado realmente. Aqui ficamos sabendo que Zach se acha muito parecido com ele e até tem medo de viver a vida por causa da sua morte repentina. É fofo.

O Zach tem uma personalidade cativante e é divertido ler sobre ele. A Heather tem seus próprios problemas familiares, mas também foi bem construída. O ponto principal aqui são os cachorros. HAHAHAHA Como amantes dos bichinhos, gostei de ler. E o ponto fraco é essa família ser sempre a perfeita em tudo, as cunhadas e irmãs gostarem da nova que aparece rapidamente e os homens serem bem sucedidos. Só eu acho que se fosse verdade mesmo teria pelo menos um irmão ferrado na vida? HAHAHA Apenas acho.

A Novo Conceito como sempre para essa série, fez uma boa tradução e cuidou direitinho de diagramação e tal. O que eu não entendi ainda foi a mudança brusca de capas que está ocorrendo desde o livro anterior. Eu não gosto das capas da série, mas preferiria que mantivesse o padrão no qual foi publicado os primeiros. No mais, apenas dizer que fiquei constrangida pela coleira de cachorro sensual que chegou junto com o kit.

Assista aos Vídeos
[wonderplugin_carousel id="2"]
Equalize da Leitura © 2010 - 2016 ♥ Todos os direitos reservados
Tema desenvolvido por Débora M.