Editora Novo Conceito, Resenhas

Título: Só Tenho Olhos para Você
Título Original: I Only Have Eyes For You
Autora: Bella Andre
Ano: 2013
Páginas: 256
Tradução: Ana Paula Doherty
Editora: Novo Conceito

Livro no Skoob

Sophie Sullivan, uma bibliotecária de São Francisco, tinha cinco anos de idade quando se apaixonou por Jake McCann. Vinte anos depois, estava convencida de que o bad boy ainda a via como a gêmea Sullivan boazinha. Isso quando ele se dava ao trabalho de olhar para ela. Ao se envolver na magia do primeiro casamento dos Sullivan, Sophie sente que já passou da hora de fazer o que quer que seja preciso para que Jake a veja como a mulher que realmente é.
No entanto, ela terá dificuldade em mostrar a Jake que pode ser uma mulher forte e decidida, capaz de amá-lo para sempre. E não só porque ela é a inacessível irmã de seus melhores amigos, mas porque ele tem medo de tê-la perto demais. Na verdade, ele desconfia que seu segredo mais vergonhoso poderá ser desvendado.
E lá vamos nós mais uma vez! HAHAHAHAHA
Ai, gente. Confesso. Eu ainda leio essa série porque eu quero terminar de postar os sete livros para vocês. Confesso². Adoro ficar metendo pau nela. Confesso³. Está difícil de começar as resenhas depois de 4 livros. HAHAHAHAHAHA Então, vamos lá. Vamos tentar…
Dessa vez a protagonista é Sophie Sullivan, a boazinha das gêmeas. Ela seeeeeeeeeeeempre foi apaixonada pelo amigo dos irmãos, Jake, que meio que se tornou um irmão também, como se a família inteira já não fosse grande o bastante. Acontece que ela está cansada de ser a boazinha das irmãs, que todo mundo a trate com delicadeza como se ela fosse se quebrar e está mesmo é querendo mostrar pro Jake que ‘ei, eu estou aqui ó, doidinha para te dar’. *hahaha* Daí que no casamento do irmão Chase com a Chloe (do primeiro livro, lembram?) ela resolve aparecer toda diferente para atrair a atenção do homem. Consegue. E quando percebe que ele também sente alguma coisa por ela, pronto. Pontinhos e pulinhos. Eles começam a se envolver, mesmo com o problema dele ser amigo dos irmãos dela e blábláblá… Aí a grande questão fica em ela querendo provar que pode sim ser uma mulher madura, forte e decidida a conquistar o homem que quer e ele quando se vê envolvido nesse turbilhão de emoções fica com medo que ela descubra seu graaaaaaaaaaande segredo. FIM.
Já vou comentando: a série parece que vai crescendo a cada livro dentro das possibilidade de imaginação e escrita da Bella Andre. Dos quatro publicados, o do Gabe ainda é o menos ruim para mim, mas okay, okay a leitura desse não foi tão torturante quanto a dos outros. O ponto principal é que nesse livro não temos duas pessoas se apaixonando depois de 0,1 segundos. Como a Sophie sempre gostou do Jake, o romance deles já vinha sendo construído desde que a mulher se entendia por gente, então, esse foi um fator positivo. Não ter que ler que eles se apaixonaram em 0,1 segundos e na marcação 5 segundos eles já estavam fazendo sexo loucamente e com 1 minuto dizendo eu te amo já é um grande avanço.

E aí que vem a parte mais surpreendente de todas: eu estava tão desiludida, literariamente falando, com essa série que nem passou pela minha cabeça que a autora poderia me surpreender. E sim, ela surpreendeu! HAHAHAHA Gente, até agora eu não consigo entender como eu não percebi os planos da Andre. Acontece que veio uma leitura ruim atrás da outra que você sempre pensa que vai ser mais do mesmo. Creio que nem ela mesma se deu conta quando escreveu o desenvolvimento do livro.

Tirando a parte em que eu estou sendo debochada na resenha: gostei do relacionamento dos personagens principais, principalmente do suposto problema do Jake, que na verdade nem é um problema mesmo. Mas gostei da cumplicidade deles dois, de como acabaram se esforçando para ficar juntos e tal. Ainda tem umas cenas que são toscas (sinceramente, acho que são a marca registrada da autora, não é possível) e umas que são rápidas demais, mas já me conformei porque deve ser que a autora escreve acha que é bom assim mesmo. É apenas o ritmo de escrita dela. E levando em consideração que os livros não são graaaaaaaaaaaaaandes histórias, está tudo encaixado dentro do mesmo bolo de possibilidades.

Editora Novo Conceito, Resenhas

Título: Não Posso me Apaixonar
Título Original: Can’t help feeling in love

Autor: Bella Andre
Ano: 2013
Páginas: 304
Tradução: Ana Paula Doherty

Editora:  Novo Conceito

 Livro no Skoob

Gabe Sullivan é um bombeiro de São Francisco que arrisca sua vida todos os dias. E sabe, por experiência própria, que não deve se envolver com as vítimas de incêndios. Megan Harris admite que deve tudo ao heroico bombeiro que entrou no prédio em chamas para salvar sua filha de sete anos. Ela lhe deve tudo, exceto seu coração, pois, após perder o marido, cinco anos antes, jurara nunca mais sofrer por amor e pela perda.
Contudo, quando Gabe e Megan se reencontram e as chamas incontroláveis do desejo se acendem, como ele poderia ignorar a coragem, a determinação e a beleza dela? E como ela poderia negar não apenas o forte vínculo de Gabe com sua filha, mas também a maneira como seus beijos carinhosamente sensuais a induziam a colocar em risco tudo o que manteve por tanto tempo?
A atração entre Gabe e Megan é irresistível, e se ambos não forem cuidadosos, correm o risco de se apaixonar.
No terceiro livro da série vamos conhecer  Gabe, mais um dos 857437643 irmãos que tem nessa família. O bom moço é bombeiro, lindo, chamorso e muito bem educado (como os outros irmãos dele). Durante o incêndio em um prédio, ele conhece Megan presa dentro de uma banheira tentando proteger a si mesma e a filha. O que ele não esperava, porém, é que fosse se sentir tão cativado pela mãe e, inevitavelmente, pela menina também. Só que ele sabe que não é certo ou justo se envolver emocionalmente com as pessoas que ele ajuda a salvar. Só que antes que ele se dê conta, está lutando contra isso. Megan também insiste para que as coisas não ocorram, mas como já era de se esperar, eles se apaixonam. E aí vão ter que lutar contra seus próprios fantasmas até assumirem o que sentem um pelo o outro.
Eu meto o pau mesmo nessa série, e desculpa quem gosta, mas ela é fraquinha demais. No entanto, desde que eu li no primeiro livro que tinha um dos irmãos que era um bombeiro e quando eu terminei o segundo e li que finalmente teria a história do mesmo, eu estava animada com o livro. Tipo, não animada, animada. Mas animada no modo de esperar algo melhor que as outras duas histórias, que foram ridículas e bem clichês. E sim, esse livro foi o menos ruim até agora. Não é um livro perfeito, mas para o nível da Bella foi o top. O que eu gostei foi que o Gabe tenta conquistar de verdade a Megan e mesmo sabendo que os dois iam ficar juntos gostei de como a autora soube conduzir a história, sem ficar saltando etapas. Claro, é uma escrita bem mais rápida, só que ela soube dosar mais aqui.
O destaque do livro para mim é a Summer, filha da Megan. A menina é cativante, super bem entrosada na história e realmente faz diferença para o contexto. E não é como se ela existisse apenas para dizer: ‘aaah, é a filha da personagem principal.’ Ela aparece e dá o seu show.
Sem pretensão, foi uma leitura bem mais aturável. OK, foi agradável. Não é para esperar algo extremamente elaborado como história, mas para distrair é uma boa pedida. Ainda tem umas passagens que eu achei bem toscas e me fizeram rir, mas dá para ler.
Editora Novo Conceito, Filmes Baseados em Livros, Resenhas
gsTítulo: Branca de Neve e o Caçador Título original: Snow White and the Huntsman Autor: Lily Blake; Evan Daugherty; John Lee Hancock; Hossein Amini Ano: 2012 Editora: Novo Conceito Número de páginas: 208

Nossa história começa contando como o Rei Magnus sentia a falta de sua esposa que falecera há pouco menos de um ano. Ele não conseguia mais dar atenção para sua filha de apenas 7 anos, Branca de Neve, e nem sentia vontade de continuar batalhando pelo seu reino. “Por dentro, ele já estava morto”. Mas em meio a uma batalha, conheceu a jovem Ravenna, prisioneira do exército inimigo, e se apaixonou.

Ravenna, porém, não estava ali com o intuito de formar uma família e ser feliz para sempre. Ela apenas queria se vingar do Rei e de todo o seu povo. Aquele Rei que era o culpado pela morte de sua mãe quando Ravenna ainda era criança e que não sabia dos poderes que aquela bela jovem ganhara momentos antes de ver sua mãe sangrar até a morte.

– Saiba – gritou – que pelo mais belo sangue isso foi feito e somente pelo mais belo sangue pode ser desfeito.

Então sua mãe caiu de joelhos, derramando o sangue sobre a grama. Dentro de minutos, estava morta.

Depois de matar o rei na noite de seu casamento, Ravenna tornou-se a nova Rainha e trancafiou Branca de Neve em uma torre durante dez longos anos. Até que seus poderes começaram a enfraquecer pois ela já não era a mais bela do reino, e precisava do coração puro de Branca de Neve para viver para sempre sem se preocupar em envelhecer algum dia. Porém, naquele dia, a bela jovem, agora com 17 anos, conseguiu fugir da torre e se esconder na perigosa Floresta Sombria. Mesmo com Eric, o Caçador, e alguns homens de Ravenna atrás de si, Branca de Neve conseguiria fugir e de alguma forma derrotar a Rainha?

Ela encontrou o olhar do caçador. Havia ternura em seus olhos quando ele sorriu e se inclinou diante dela. Os anões o seguiram. Logo o pátio inteiro estava de joelhos, mostrando respeito. Ela era a líder deles, assim como seu pai havia sido. Jurou que acabaria com o reinado de Ravenna ou perderia sua vida tentando.

Branca de Neve e o Caçador é um romance baseado no filme de mesmo nome. Assim dizendo, as expectativas sobre a história já são menores. A reinvenção de um dos clássicos da infância de muitos de nós me chamou a atenção, e apesar do livro não ser para um público tão jovem, eu decidi lê-lo com olhos um pouco mais inocentes. Deu certo! Foi uma leitura rápida e que me agradou bastante, apesar da história em si não me surpreender nem um pouco. Não é um conto renovador e original, onde no final nós fechamos o livro e pensamos: “Uau! Nunca imaginei que acabaria assim!”, apesar de eu ter achado o fim interessante.

Eu achei a capa linda, apesar de não ser nada fã da Kristen Stewart. E quando você abre o livro e vê o capricho da Novo Conceito com cada página, cada novo capítulo, cada fonte diferente, cada desenho… Você se encanta ainda mais. Quanto a isso, a minha única crítica é a sinopse: “Branca de Neve será morta pelo Caçador? Ou será treinada por ele e se tornará a melhor guerreira que o reino já conheceu?”. Como assim deram esse gigantesco spoiler na sinopse? Como eu já havia dito, é fácil imaginar o que acontece ao longo da história, mas achei um pecado colocarem isso na sinopse, dessa forma, simplesmente dando a resposta à principal pergunta do livro. Fora isso, gostei da leitura. Quem ler com olhos menos críticos e quiser uma história apenas para passar o tempo, com certeza vai aproveitar!

Escrito por Camila*

Assista aos Vídeos
[wonderplugin_carousel id="2"]
Equalize da Leitura © 2010 - 2016 ♥ Todos os direitos reservados
Tema desenvolvido por Débora M.