Músicas, Trilha Sonora

PosterCinema BeginAgain.indd

Eu gostei tanto do outro post sobre indicação de Trilha Sonora de O Melhor de Mim, que estou catando os filmes que eu gosto todos e reouvindo (?) as trilhas todas para compartilhar com vocês. É legal como nossos gostos vai mudando de acordo vamos amadurecendo, né? Antes da faculdade, principalmente, eu não prestava tanta atenção para trilhas sonoras. Hoje em dia, tenho esse sentido de sentir qual a mensagem a música está me passando.

E hoje eu tenho para falar de uma trilha sonora muitíssimo especial para mim e que eu estou ouvindo tão freneticamente que está beirando o enjoo. Hoje eu venho falar da trilha sonora do filme Mesmo Se Nada Der Certo, título em português, ou Begin Again.

A história de como eu descobri/conheci esse filme é muito bacana. EU estava comentando no trabalho com uma amiga a respeito de como eu queria um show do Maroon 5 no Brasil e que o Adam Levine é lindo e todas aquelas coisas. Aí o Anclar (@anclar) falou:

– Vocês já viram o filme que ele fez? É bem bonito, super musical e tal.

O desespero bateu! Existia um filme do Adam Levine que eu sequer sabia da existência! Corri para assistir o filme. Posso dizer? É daquele tipo que seu sozinha tivesse que escolher, não assistiria. Ele é super cult e muito mais conceitual do que comercial. Eu adoro essas músicas românticas, que realmente tem letra e composição, que são inspirações. ♥

aoqzo04d9f5nmzf4ngf0yzia2

Em Begin Again, isso ocorre por todo o filme. Para vocês entenderem o filme: Gretta (Keira Knightley) e Dave (Adam Levine) são namorados de longa data e compões juntos. Quando Dave recebe uma proposta de uma gravadora em NY, eles dois vão juntos para a cidade. Lá, porém, Dave deixa a vida com Greta para trás e parte rumo ao estrelato e sucesso sozinho. Completamente desolada e triste, Gretta conhece Dan (Mark Ruffalo), um produtor falido e ferrado, mas que se encanta com a sua doçura, encanto e composições. *estoura corações*

Como não consegui encontrar a trilha sonora em apenas um player para disponibilizar para vocês, fiz uma playlist no Soundcloud e está ó [ insira aqui mãozinha de ok ].

A minha música preferida, claro, é Lost Stars, tanto a versão da Keira quanto do Adam. Eu fico tentando cantar a música desesperadamente, mas só sei dizer algumas palavras mais fáceis. Fora isso, tem algumas que são especiais como Like a Fool, Tell Me If You Wanna Go Home, No One Else Like You. E depois de Lost Stars, A Step You Can’t Take Back ♥ A vozinha doce da Keira dá um charme todo especial para o filme inteiro, que tem cenas que pede algo mais romântico e calmo.

Editora Arqueiro, Músicas, Trilha Sonora

Como muitos de vocês já sabem, a adaptação do livro O Melhor de Mim do Nicholas Sparks, publicado no Brasil pela Editora Arqueiro, é no dia 30/10 pela distribuidora Imagem Filmes. Geralmente os livros do autor que viram filmes fazem bastante sucesso, exceto alguns casos beeeeem específicos. Eu já postei resenha do livro aqui no blog e comentei que foi a minha primeira decepção amorosa com o Nicholas Sparks.

Quando anunciaram que lançariam mais um livro do meu idolatrado Nicholas Sparks, fiquei freneticamente feliz. Apesar de todos os comentários, Sparks é um dos meus autores favoritos, mesmo com todas as críticas a respeito de suas histórias. É tudo uma questão de gosto e ele sabe muito bem como me agradar. Fui sedenta, comprei o livro e li ele todo em dois dias. Entretanto… foi o livro do Nicholas que mais me decepcionou. E eu nunca, NUNCA MESMO, pensei que eu fosse falar algo desse tipo. E relendo alguns trechos e relembrando o livro, percebo que o fator principal para essa minha opinião foi a escrita: eu percebo os traços do Nicholas, mas mesmo assim eu não consigui senti – lo totalmente enquanto lia. 

APESAR DISSO e jurando que não iria assistir o filme (ah tá) porque estaria tão ruim quanto o livro, acabei vendo o trailer. E aí que eu me deparei com isso e pensei: UEEEEEEEEEEEPA, O QUE FIZERAM COM ESSE FILME?

O ator acima é o James Marsden e ele vai interpretar Dawson Cole na segunda fase do filme. Procurei o trailer e percebi que aparentemente ele está muito bacana, até porque são duas formas de artes diferente e as adaptações são necessárias. Não sei se foi porque eu acabei vendo pessoas reais vivenciando aqueles papéis, mas me pareceu mais plausível que talvez o filme fique bom e entre para aquela lista de ‘Filmes Que Ficara Melhores do que os Livros’.

No início do mês, liberaram a trilha sonora do filme. Euzinha, que não sou tãããããão ligada assim a trilhas sonoras e afins, acabei indo bisbilhotar e ouvir para saber como estaria. E gente, ficou linda! ♥ As músicas são bem típicas dos filmes baseados nos livros no NS, mas tem um charme todo especial. E são viciantes.

Eu acabei ouvindo as músicas de trás para frente e essa I Did With You da Lady Antebellum entrou para a minha lista de favoritas. Estou ouvindo quando acordo, antes de dormir, escrevendo no blog, agora mesmo enquanto estou digitando este post…

Abaixo vocês conseguem saber porque estou tão apaixonada. 🙂


The Best of Me
Soundtrack is available for pre-order at Amazon.

A partir do momento que eu decidi que queria voltar a escrever (não se preocupem, eu vou falar a respeito disso brevemente *pisca*), procurei por muitas músicas para inspiração e esse grupo aí em cima me ajudou bastante até mesmo para pensar a respeito da vida #RaphaFilosófica
Vocês tem indicações de trilhas sonoras legais ou de músicas, bandas?
Editora Galera Record, Músicas, Resenhas
gsTítulo: A Música Que Mudou a Minha Vida Título original: Audrey, wait! Autor: Robin Benway Ano: 2009 Editora: Galera Record Número de páginas: 365

Eu adoro livros que tem a temática músicas envolvida em seu enredo. Já fazia alguns meses que eu estava doidinha pra ler A Música que Mudou Minha Vida: essa capinha colorida, a oportunidade de ler uma história com muita música envolvida… e mesmo sem saber realmente sobre o que se tratava, aproveitei o precinho camarada da livraria e fui desfrutar e descobrir tudo o que o livro tinha para me mostrar.

Audrey não pediu para ser famosa: não pediu para que seu ex – namorado escrevesse uma música sobre ela, principalmente quando o nome da música foram as suas últimas palavras quando terminaram o relacionamento. É constrangedor estar trabalhando para guardar a graninha do próximo super show e ter um bando de clientes a encarando. Ela só queria curtir suas bandas preferidas, ir aos shows onde ela pudesse se divertir e deixar a música entrar por seus poros até quando esquecesse de quem é. Porém, desde que a maldita música está no TOP das músicas mais ouvidas, Audrey não tem sossego. Como aproveitar seus 15 minutos de fama sem extrapolar e expor a sua vida? E provar para as pessoas que realmente a conhecem que ela continua a ser a mesma Audrey de sempre? E como aproveitar esse momento, sem deixar de ser quem realmente é?

Comecei lendo o livro pensando que ele era muito adolescente para minha pessoa. Mas eu estava naquele momento ‘preciso de um livro teen‘ e, de repente… você se identifica tanto com a Audrey que fica quase que impossível largar o livro! A autora soube explorar bem as características da mesma e dos demais personagens. A Audrey é engraçada, carismática, irônica e fala da música com tanto amor que me peguei com inveja dela. Sem contar que tem muita referência a música e bandas. Muitas delas eu não conheço, mas a empolgação da Audrey a respeito de algumas é tão grande que você imagina aquela banda/cantor que você ama de paixão e já sabe os motivos para ela se sentir assim. A Vitoria, sua melhor amiga, é outra figura e peça – chave para o livro. A história não teria o mesmo brilho sem ela, que dá uma injeção de amizade verdadeira + uma boa dose cenas hilárias.

Se quiserem realmente saber algo sobre, têm que saber isso: eu gosto da minha música alta. Quero dizer muito alta. Não estou falando do tipo de alta que seus pais batem na porta do seu quarto e pedem para você abaixar. Por favor. Isso é coisa amador. Quando digo alta, quero alta que você-não-consegue-ouvir-seus-pais-batendo-e-os-vizinhos-estão-botando-uma-placa-de-VENDE-SE-na-frente-de-casa-e-se-mudando-para-outro-quarteirão-porque-não-conseguem-mais-aguentar-o-barulho-constante.

É entupido de clichê que vai desde garotas bonitas com os melhores carinhas como namorado até o garoto apaixonado e que nunca foi reparado pela sua musa do coração. E no entanto, mesmo assim, é uma leitura extremamente agradável. Outro ponto: conseguimos conhecer o outro lado da fama. Nem tudo é dinheiro, bebida, show de graça, pessoas bonitas, festas todos os dias (ok, confesso que isso me atrai também. Admito.), uma vez que perde – se muito mais do que se ganha, principalmente quando não se tem maturidade suficiente para lidar com a situação.

Confesso, não é uma história que mudou a minha vida (sem trocadilhos haha). Foi bacana entender como a sua vida pode mudar quando você se torna famosa da noite para o dia, principalmente quando não pediu por isso nem fez muito esforço para que acontecesse… acontece que no final eu estava esperando algo diferente e não tão normal como foi. Foi engraçadinho de ler, um livro de final de semana que você está a à toa precisando de um livro para relaxar. Não vai ter nada muiiiiito desenvolvido no final. É apenas um livro que fala sobre como a fama chega para pessoas que nunca desejaram isso e como ela vai embora rapidinho.

Tem que aumentar o volume até o peito tremer e a bateria entrar por entre as costelas como a batida do coração e o baixo subir pela coluna e entortar o cérebro, e tudo o que você pode fazer é dançar ou girar em círculos ou gritar junto porque sabe que, não importa o que a música faça você sentir, é perfeito.

O livro tem a capa bem fofinha, a formatação é aquela básica da Galera (que eu queria desesperadamente que eles mudassem), no começo de cada capítulo tem a frase de uma música. E nas orelhas do livro tem o depoimento da Anna Júlia Werneck, a garota que foi inspiração para a música Anna Júlia da banda Los Hermanos. Ela conta como foi perceber que de repente todos a conheciam, a julgavam e diziam o que ela era ou não. E como ficou conhecida. Acabou casando bem pela temática do livro.

1234
Assista aos Vídeos
[wonderplugin_carousel id="2"]
Equalize da Leitura © 2010 - 2016 ♥ Todos os direitos reservados
Tema desenvolvido por Débora M.