BEDA, Rotaroots, Sem categoria

peçaquealguemescrevasobrevocê

Tem uns meses que o Rotaroots sugeriu como pauta de postagem no blog convidar alguém para falar sobre você. Demorou, mas eu lembrei de chamar e no lugar de pedir para um pessoa, chamei duas HAHAHAHA Quando eu recebi os textos eu chorei, ri. Ri, chorei. Ri chorando. São pessoas muito especiais e que de uma forma ou de outra escreveram em poucas palavras o que acham da minha pessoinha. É tipo aniversário adiantado, onde as pessoas tiram o dia para falar bem de você HAHAHAHA Para deixar o texto mais autêntico, eu postei exatamente do jeito que me foi enviado.

nadine

 

 

– Nadine, eu te odeio!

– Odeia nada!

Acho que esse seria um bom título para um texto sobre a nossa amizade hehe. Quando eu abro a caixa dentro da minha cabeça, que tem do lado de fora uma etiqueta escrito Raphs, sai um monte de coisa, tipo caixa de Pandora! Então vou pegar algumas coisas, tentar resumir e “jogar na tela“.

Solta um M5 aí DJ!

Como eu conheci a Rapha: Comecei a trabalhar no mesmo setor que ela há pouco mais de 3 anos, nem sei como nos apaixonam… Ops, aproximamos tanto hehe, foi tão natural… que quando vi estávamos sempre juntas, almoçando a comida que ela levava pra mim, escovando os dentes juntas, indo embora todo dia juntas, e às vezes fazíamos uma parada no shopping no meio do caminho, pra comer uma coxinha, ou batata frita, ou um sorvete delicioso, ou passar na livraria, ou me ajudar a escolher algum presente de aniversário. E nesse momento de ida pra casa íamos conversando sobre o dia de trabalho, família, relacionamentos, espiritualidade, ou nada de importante… Sdds.

Parece que somos amigas da vida toda, trocamos confidências, usamos o cartão de crédito uma da outra, rimos, choramos, tentamos nos ajudar, nos preocupamos, talvez tenhamos brigado, mas tô lembrando não haha. Tem algo em comum na nossa criação, os valores, as mães comédias, que nos faziam ir para escola, mesmo se estivéssemos no apocalipse zumbi!

Não posso falar da Rapha sem falar de livros. Não esqueço de qdo ela me disse que tinha mais de 300 livros em casa (hoje ele tem uns 500), fiquei chocks! Mas ela não gosta dos livros de mil novecentos e bolinha, viu?! Demorei pra pegar o primeiro livro emprestado, preconceitinho, ainda não tô totalmente curada hehe… Mas adorei Extraordinário, Eleanor and Park e Anexos 🙂 e os outros também, mas esses que citei foram meus favoritos Não terminei de divergente, pq sou fiel à Katniss haha…

É linda a paixão da Rapha pelos livros!

A Rapha é um desses amigos que agradeço a Deus por ter colocado no meu caminho, eu tenho muita sorte nesse ponto, você sempre estará guardadinha no meu coração.

Como eu esperava, não consegui expressar da forma ideal o que sinto pela Rapha, ou o que acho dela, acho que precisaria de mais tempo, tá sendo difícil resumir hahah… fico toda hora querendo acrescentar algo! Nossa amizade torna meus dias especiais e eu sinto sua falta no meu dia-a-dia, mas sei que isso faz parte e que temos que nos adaptar, afinal você ainda viajará pelo mundo. 🙂

nadine

 

 

 Informações inúteis, em contexto, 3:13 da manhã, ouvindo the used álbum the used de 2002, decidi escrever enquanto entediado e pensativo estava, pensei em jogar algo e ir dormir, mas refleti que talvez eu não tivesse capacidade de escrever se deixasse o texto para outro dia. Espero que saia algo bom, e q de manhã quando eu acordar após ter enviado o texto eu n me sinta tão arrependido. É isso!
Eu não quero nada publicado na verdade, ate por q eu n conseguiria escrever coerentemente uma página falando de vc, mas como a ideia pareceu ok, eu decidi fazer o texto. Ai você lê, guarda em seu coração, e deleta e queima! (ate por que vc vai esquecer depois muahahhaha)

Raphaela pra mim faz parte de uma história baseada em fatos reais, mas que podia ser muito bem um conto fictício, por tanta coisa anormal que aconteceu desde o exato momento que nos conhecemos. Mas por mais interessante que seja essa história, não é esse o foco aqui.

Como mais uma de tantas zueiras, a missão agora é escrever um pouco sobre ela, falando muito bem mas sem exagerar e escondendo os defeitos que se eu confessar ela vai censurar no texto… ok. Vamos lá.

É difícil escolher uma forma de começar, mas depois de pensar resolvi ir logo ao ponto, de como eu me sinto em relação a ela como pessoa. Pelos anos que nos conhecemos existem características na Rapha que sempre me intrigaram, sendo a principal delas a forma de expressão mental que ela transmite, as vezes parece uma mulher madura, centrada com ideais, opiniões formadas, senso de justiça e até dever com a sociedade ou o próximo. E ao mesmo tempo, assim com o vento sopra, ela se transforma em uma menina de 12 anos emburrada, impaciente, ansiosa e que adoraria que muita gente fosse pro inferno.

E é essa “polaridade” que a faz ser uma pessoa única, que a faz tomar ações que tanto a movem quanto as vezes a colocam em várias enrascadas, mas, que sempre são movidas por sentimentos reais. Esse emaranhado de emoções que mexe não só com ela mas com as pessoas que a cercam e a conhecem é algo único.

Essa característica talvez seja algo que eu mais admiro, pois sou o completo oposto, racional ao extremo, penso em cada passo e tento prever erros e consequências dos meus atos.

Já essa menina, vive nesse malabarismo emocional, as vezes sorrindo adoidado com algo idiota, as vezes chorando que nem uma criança por algo bobo, como pode ser assim? Na minha mente não é algo compreensivo, nunca foi e nem vai ser.

E talvez seja exatamente por isso que ela tanto me cativa. Sempre podemos conversar sobre qualquer assunto, desde as coisas sérias até as coisas mais idiotas possíveis. Eu sei que a sinceridade é um ponto alto entre a gente, nem sempre concordamos, e quando discordamos podemos apenas ficar com nossas opiniões, sem atritos.

Mas pra chegar aqui, foi difícil. Rapha é tipo um diário com cadeado, está tudo escrito nos mínimos detalhes, mas é preciso a chave para ler. E que chave difícil de se conseguir, mas uma vez adquirida abre-se as portas para um mundo completamente novo, e que até hoje me mostra um lado diferente ou um detalhe que eu ainda não conhecia. +_+

beda01

Rotaroots, Trilha Sonora

Um dos temas do Rotaroots em dezembro era fazer a trilha sonora da sua vida. 
Trilha da Minha Vida: se sua vida tivesse uma trilha sonora, qual seria ela? Vale 1 ou 90 músicas, você decide!
 Eu achei o tema tão bacanudo e importante, principalmente por que eu não estou mais tão ligada à música, como já fui um dia. Não estou dizendo que abandonei de vez, principalmente por causa da improbabilidade de uma pessoa viver sem música, mas apenas que deixei como prioridade 2 dentre todas as minhas prioridades. 
Hoje em dia eu ouço muita música quando estou escrevendo e no trabalho, quando fico um perídoo bem grande focada em algum job. Mas geralmente sempre são músicas antigas e que eu já gostava. O gostoso de escrever este post foi porque eu fiquei fuçando o Youtube para verificar o que eu sempre procuro para ouvir e catando as músicas na busca.
Vou compartilhar com vocês e tentar comentar os momentos em que cada uma foi especial para mim. Claro, não vou colocar as músicas da ~zuera~ por que essas ninguém precisa indicar 😀 Não colocarei também em ordem de prioridade, mas na ordem do que eu lembrar.
Qual a trilha sonora da sua vida?

  • Just Give Me a Reason da P!ink

Eu não sei em que momento eu comecei a ouvir, mas simplesmente sou apaixonada por essa música. Adoro essa melodia, a Pink que parece estar tão envolvida, as cenas, a letra… Sem contar que o refrão dela é ~relativamente~ fácil, então, é mais do que normal você me encontrar cantarolando errado por aí.

  • Always do Bon Jovi

Existe um caso de amor não explicado entre a minha pessoa e o Bon Jovi. Eu NUNCA vou lembrar como comecei a ouví-los, mas Always por ser a mais ~famosinha~ me fez ficar ouvindo freneticamente e de novo e de novo. Gosto muito desses homens cabeludos dos anos 90, brigando e se atracando e destruindo tudo pela frente de ciúmes hahaha.

  • I’ll Be There For You do Bon Jovi


Aqui eu gosto de uma composição letra + melodia. Eu sei que não sou especialista em música e blá, mas os sentimentos aqui são tão fortes e bem expressados através das palavras, e toda essa vibe anos 80 + o clipe em que as pessoas parecem ~realmente~ estar vivenciando aquilo tudo que está sendo cantado… Eu não encontro hoje em dia músicas que tenham tanto apelo emocional e que fale de amor e despedida sem parecer tão corno. Te amo, Bon Jovi!

  • Back at One do Brian McKnight

Eu gosto das duas versões dessa música, com e sem a Ivete Sangalo. Eu namorava na época dessa música e gostava muito de ouvir com o ex-boy. Mas principalmente por que é a música do casamento do Kyle com a Jay em Eu, a Patroa e as Crianças HAHAHA E toda vez que passava meus olhinhos se entupiam de lágrimas.
  • Far Away do Nickelback

Eu gosto muito dessa música por causa do clipe que é quase um mini filme fofo e tem esse bombeiro gato pracarai aí. Passava muito na MixTV e todas as vezes eu parava e ficava prestando atenção em cada detalhe, cantando That I love you I have loved you all along and I miss you ♫
  • How You Remind Me do Nickelback

Eu ouvi uma versão diferente desta música no show da banda no Rock in Rio 2012 e fiquei *_____* Gosto dessa aqui, que é mais pesada na guitarra e nos acordes e ouço toda vez que coloco música para tocar no computador. E o show deles é muuuuuuuuuuuuito legal e eu nem estava dando nada por ele.
  • Maroon 5

MINHA PAIXÃO. Não consegui colocar apenas uma música e sim o show completo deles no Rock in Rio que me faz querer chorar por não ter participado. É tipo, todas as músicas mais lindas e perfeitas do Maroon 5 + Adam Levine + versões lindas das músicas. Além das conhecidas, a minha preferida de todas sempre e sempre é Won’t Go Home Without You.
  • Não sei Viver Sem Ter Você do CPM 22


É engraçado que quando estamos na adolescência, nossos sentimentos são muito fortes. Essa música foi tipo repetida várias e várias e várias vezes por mim no computador velho aqui de casa e o título dela já é muito forte e no momento eu não tinha consciência de quão forte é dizer: não sei viver sem ter você.

  • Capital Inicial


Eu sou apaixonada por Capital Inicial, tenho este DVD e o ouço geralmente quando estou limpando o meu quarto e reorganizando a estante por que aí dá para passar todo. CP eu comecei a ouvir lá para os 13/14 anos e estou até hoje.

  • Por Siempre Tu da Christina Aguilera


Eu adoro essa fase da Christina Aguilera, e foi bem na época que eu fazia espanhol, então, os professores sempre buscavam músicas no idioma. E aí eu descobri e acho tão fofinha. Fiquei cantarolando ela por muito tempo e toda vez que sinto falta do idioma, corro para ela.

  • Pero Me Acuerdo de Ti da Christina Aguilera

Mesmo caso da anterior. Não lembro exatamente qual eu conheci primeiro, mas eu fui catando todas as músicas dela em espanhol para cantar. Ouço muito. Demais.

  • I Won’t Give Up do Jason Mraz

Acho que se fosse para casar um dia, essa música estaria na trilha sonora, certamente. Eu gosto muito de como o Jason traz tranquilidade na sua voz e ao mesmo tempo letras tão bonitas.

  • Don’t Cry do Guns n’ Roses


Lembro tão claramente o dia que duas primas me apresentaram Guns n’ Roses com essa música e eu fiquei encantada com o Axl, depois com a sua beleza, depois com o seu cabelo que era lindo, depois com a voz, e a dancinha. Foi o conjunto de amor HAHAHAHA Desde então, eu ouvi GNR freneticamente e uma das minhas maiores realizações ~musicalmente falando~ foi ter ido ao show deles aqui em Brasília.

  • November Rain do Guns n’ Roses

De quebra, eu colocava November Rain para tocar logo depois. O que eu consigo lembrar claramente é que eu sempre reclamava com uma colega na época que também era apaixonada pelo GNR e Nirvana como era um absurdo o Axl ter se deteriorado tanto HAHAHAHA
  • I Don’t Wanna Miss a Thing do Aerosmith

Aqui as minhas primas me enganaram: Vem ver o cara mais gato do mundo e aparece o Steven Tyler na primeira cena e eu fiquei: Isso é sério? HAHAHA E depois disso eu ouvi a música por dias e semanas seguidos e descobri que tinha o filme, aí fui atrás também e virou um ciclo vicioso. Até hoje bate uma saudade e eu retorno.
  • The Reason do Hoobstank

Eu fui praticamente educada musicalmente pela MixTV. HAHAH Eu assistia muito e essa música era uma das modinhas da época, que passava sempre no programa das legendas e tal. Eu gostava de cantar que a razão é você e ficava emocionada. Sou boba, eu sei.

  • Smeells Like Teen Spirit do Nirvana

Eu ouvi essa música por causa da mesma amiga que eu citei ali em cima nas músicas do GNR. Ela era/é apaixonada pelo Niverna e o Kurt. Acabei pegaNDo um CD dela emprestado e a que eu mais gostava era essa. Eu sei que os fãs de Nirvana devem estar enlouquecendo, mas eu gosto de sucessos 😀

  • I’m With You da Avril Lavigne

Podem julgar e jogar as pedras, mas eu já fui apaixonada pela Avril e quis ser ela.Essa música em especial eu gosto por que foge um pouco daquelas mais barulhentas que ela CANTAVA. OU SEJA dentro de uma coração bagunceiro existe a possibilidade de cantar músicas romantiquinhas *ouuuuwww* HAHAHA Fui no show dela ano passado e, confesso, teria aproveitado mais se eu tivesse 13/14/15 anos. 
  • Seven Things da Miley Cyrus


O principal motivo para eu gostar dessa música é por que eu tenho como meta de vida conseguir cantar em ALGUM MOMENTO da minha vida este refrão.Vai, canta aí rapidão e sem errar uma palavra… HAHAH Gosto mesmo.

  • Son de Amores do Andy y Lucas


Eu conheci essa música quando dei a louca e comecei a escrever uma fanfic com a Gabi. Como gostamos muito de música e tinha toda uma pegada dançarina na história, eu ia atrás de músicas latinas para compor. Sin Resistir la Tentación fala muito sobre mim, sobre a Gabi e sobre o que ouvimos para escrever. Existe uma versão mais popzinha dessa música, que não é tão legal quanto essa.

  • Equalize da Pitty

Não é à toa que o blog tem o nome que tem, além de toda a significação por trás da definição. Eu ouvi muito Pitty e lembro que essa foi a primeira música dela que eu me encantei. E foi a primeira música que eu consegui ~dedilhar~ o início no violão, quando eu fiz aulas a milhares de anos atrás. Até parece que você já tinha o meu manual de instruções

  • Na Sua Estante da Pitty


Tô aproveitando cada segundo antes que isso aqui vire uma tragédia Essa música já é um pouco mais atual e tem uma letra tão tão linda! E junta com o clipe que simplesmente mágico e cheio de sentimentos e eu fico encantada. Ouço ainda, escrevendo, trabalhando, sozinha. Eu estava aqui o tempo todo só você não viu
 

  • Charlie Brown Jr.


Eu coloquei o vídeo completo com o acústico da MTV por que resume bem todas as músicas que eu gosto muito do CBJR, apesar de não ter algumas atuais que eu sou apaixonada. Uma das minhas maiores tristeza musicais é saber que eu nunca terei a oportunidade de ver o Chorão cantar 🙁

  • Seguindo Estrelas do Os Paralamas do Sucesso


Eu ganhei de aniversário do ex-boy da minha irmã (que por sinal eu detestava aí ele fazia essas coisas para tentar me conquistar) e foi quando eu descobri novas músicas dos Paralamas nas quais eu me apaixonei. A próxima também se enquadra no quesito.

  • Cuide Bem do Seu Amor do Os Paralamas do Sucesso


Cuide bem do seu amor, seja quem for… Eu espero um dia poder cantar, escrever recitar, dizer, gritar isso para alguém. Simples assim.

  • You And I da Lady Gaga


Essa música diz nada com nada, com nada. Mas, caramba. Para mim é uma das melhores músicas da maluca da Lady Gaga, com essa pegada country e tudo mais. Desde que ela foi lançada que eu ouço e fico cantando errado o refrão.

  • Picture Perfect da Lindsey Rey


Várias pessoas perguntam qual é a música que tocava no início dos meus vídeos do #VEDA e cá está a resposta. Foi a música também que eu ouvi muito quando estava quase para me formar, então, acabei deixando-a guardada com muito carinho.

  • Segredos do Frejat

Procuro um amor que seja bom para mim E isso dispensa comentários. Eu ouço essa música quando estou muito, muito na fossa.

  • Vivir Sin Aire do Maná

Essa música também está no repertório do que eu aprendi nas aulas de espanhol e mantive para sempre comigo.

  • Home do Michael Bublé


Quem nunca esteve feliz, alegre, triste, sozinho e apenas quis para casa? Uma coisa que descobrimos ao longo da vida é que a nossa casa é onde estamos felizes. Acho que essa música retrata bem isso. Sem contar que o Michael Bublé tem um charme to-do especial. Eu posso colocar aqui também outras músicas todas especiais dele? Haven’t Met You Yet, Feeling Good, Close Your Eyes.

  • Just The Way You Are do Bruno Mars


Cause you’re amazing just the way you are ♫ Geeeeeeeeeeente, tem coisa mais linda que o Bruno Mars cantando essa música? Eu a conheci através de Glee e Marry You e fiquei *____________* Nós somos maravilhosos assim mesmo, como somos.

Rotaroots

O mês de dezembro chegou e com ele a sensação de o ano está acabando quais são os meus planos para o próximo. Confesso para vocês que não sou muito ligada a essas questões de: o que quero como algumas pessoas, que levam realmente a sério, fazendo anotações para não esquecer e tudo mais. Mas tem uma coisa que eu gosto de fazer é relembrar tudo que aconteceu. O Instagram neste ponto é ótimo, pois reúne imagens com lembranças.
A sugestão de post do Rotaroots este mês é fazer uma retrospectiva. Vou lá mostrar para vocês tudo que aconteceu comigo no ano, que foi muito especial.

Retrospectiva 2014: aquele levantamento maroto das suas promessas de ano novo que você cumpriu ou deixou de cumprir, as coisas mais legais que você viveu nesse ano etc. Espaço livre para você registrar aquilo de mais legal aconteceu em 2014!

• JANEIRO •

O ano começou cheio de surpresas na área profissional para mim. Pessoas que me viram crescer estavam indo embora e eu ficando e eu tive que crescer, crescer muito e aprender que quem você aprende a amar nem sempre estará perto de ti. A foto de dia de despedida, com uma legenda onde eu não pudesse colocar todo o meu coração ferido. Dramática mode off.

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

• FEVEREIRO •

EU VIAJEI! Yaaaaah! Desde o ano passado que eu, minha mãe e minha irmã queríamos ir à praia juntas e o nosso destino à felicidade foi: PORTO SEGURO! Foi muito divertido, mas aprendi uma lição: da próxima vez escolho um outro destino para passear com a mãe e não àqueles que você deve ir solteira! 😀

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

http://instagram.com/p/kwlkaqpbT6/ http://instagram.com/p/kuyA5SJba2/http://instagram.com/p/lJC3B7JbWr/

• MARÇO •

NASCEU! Depois de tantos imprevistos e sofrimento – por parte da minha irmã, claro – eis que nasceu a sobrinha mais feinha da Rapha! *——————-* Eu estava com muito medo dela nascer enquanto eu estava me divertindo na praia.

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

Eu FINALMENTE consegui realizar um sonho musical, que era assistir ao show do Guns n’ Roses Foi lindo e emocionante e, claro, eu teria aproveitado mais se o Axl estivesse na sua melhor forma, mas foi… aaaaaaaaaaaaaaah!!

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em
Um vídeo publicado por Raphaela (@equalizeleitura) em

Eu fiz uma sessão de fotos no estilo newborn com a minha sobrinha. Se não estou enganada, ela tinha 9 dias e o resultado foi esse:

Hoje foi dia de fotografar a minha lindinha. Eu virei, remexi, cansei, comi, esperei, deixei ela ser alimentada… foi um dia cansativo por diversos motivos: eu nunca tinha fotografado bebês antes e como é complicado! Além de ser necessário ter um bom olhar, é necessário ter muita paciência, cuidado e amor. A Malu não dormia sempre e por medo e inexperiência, eu acabei não fazendo todas as posições que eu tinha pesquisado e queria fazer com ela. Tão molinha que eu pensei que fosse dar nó! Hahaha Foi uma experiência bacana, sem dúvidas, mas só me mostrou que eu tenho muito a aprender. Quando eu abri as fotos no laptop muitas estavam com ruído, o que me fez querer chorar. Mas, as que salvaram me deixaram com o coração no chão. Amo tanto <3 #bebe #babygirl #baby #MariaLuiza #Malu #photo #photografy #photoshoot #canon #sobrinha #11dias
Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

Foi em março também que eu entrei em hiatus no blog, por causa da minha monografia e da faculdade. Deixei um textinho no blog falando a respeito.

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

• ABRIL •

Eu também fiz uma sessão de fotos com a sobrinha do meio, que ia fazer um aninho. A festinha dela foi toda de bonequinhas de pano e poá marrom com rosa e uma das fotinhas foi essa abaixo, uma das minhas preferidas.

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

Fiquei atualizando com fotos o status da minha monografia. Foi um tema tão gostoso que foi mais algo prazeroso do que chato.

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

Viajei de novo, desta vez fui em Goiás, na cidade em que a minha mãe nasceu. É uma cidadezinha minúscula, que não tem muita coisa a se fazer. E é aqueles momentos em que você sai da rotina e tem que tentar se distrair com o que tem. Não funciona muito para mim, mas okay.

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

http://instagram.com/p/nVgUMzJbdk/ http://instagram.com/p/nVhaKJpbfg/ http://instagram.com/p/nVhoGRJbf0/

• MAIO •

O blog fez 4 anos esse ano também. E eu fiquei: caramba, realmente já tem muito tempo que eu estou por aqui!

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

Teve um show da Avril Lavigne também em Brasília e eu comprei ingresso em cima da hora e caí lá no show! HAHAH Foi tipo matinê, sabe? Às 21h já tinha acabado e eu acho que eu teria aproveitado mais se fosse mais nova.

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

Um vídeo publicado por Raphaela (@equalizeleitura) em

Teve evento com a Carol Sabar aqui em Brasília que eu fiz a mediação. Foi tão bacana e eu fiquei feliz, pois estava super ocupada e com a cabeça quente por causa da monografia e me divertir muito. Sem contar que a Carol é uma fofa! ♥

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

• JUNHO •

TEVE COPA SIM!

Euzinha, que trabalho totalmente com a divulgação do Brasil para o estrangeiros, trabalhei MUITO! Foi uma experiência muito bacana e com pessoas especiais! ♥

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

instagram.com/p/pJfSjQJbdm/
EU APRESENTEI MEU TRABALHO FINAL NA FACULDADE!

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

http://instagram.com/p/pXRYo6pbcL/
• JULHO •

Teve a visita de pessoas especiais diretamente de Salvador! ♥

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

• AGOSTO •

EU ME FORMEI!

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

http://instagram.com/p/rMekbcpbfV/ http://instagram.com/p/rMs71YJbUL/ http://instagram.com/p/rMkZXGpbWv/ http://instagram.com/p/rMk-pXJbXo/ http://instagram.com/p/rMmVWCpbZx/ http://instagram.com/p/rMpbDeJbfD/ http://instagram.com/p/rMp1R8pbfv/ http://instagram.com/p/rMqHD1pbQJ/ http://instagram.com/p/rMsSEfpbTP/

Eu fiz um ensaio com o vestido que eu comprei para a minha formatura mas que não chegou em tempo hábil para eu usar. Daí, eu chamei meu amigo Breim para rodar Brasília comigo, tirando as fotinhas e me fazendo feliz. Um dos resultados está abaixo.

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

http://instagram.com/p/r0fUVwpbV4/ http://instagram.com/p/r0hXgHpbZq/ http://instagram.com/p/r0h0qTJbad/ http://instagram.com/p/r0iHOaJbbA/ http://instagram.com/p/r0jSLbpbdM/ http://instagram.com/p/r0niVpJbUD/

Teve Bienal, SIM!

Adoro as bienais em São Paulo de ♥. A cidade é maravilhoso, grita cultura e eu ainda consigo encontrar autores, editores, leitores e outros blogueiros. Mesmo aos trancos e barrancos, #tevebienalsim e teve muitas fotos, com pessoas especiais.

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

instagram.com/p/sGtHxzJbah/

• SETEMBRO •

EU FIZ 22 ANOS! Sim, o 9º mês do ano é meu aniversário e eu comemorei com pessoas queridas, mas também me bateu uma depressão e vontade de chorar. De repente, me pareceu que eu estava perdendo tempo com a minha vida e não fazendo aquilo que eu acredito ser importante para a minha idade. Passou, passou.

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

http://instagram.com/p/skmee4pbX7/ http://instagram.com/p/sknm9-pbZ1/ http://instagram.com/p/skv8leJbW8/ http://instagram.com/p/skkEdcpbT8/ http://instagram.com/p/sm5FAXpbaM/

O que a vida universitária e a Católica junta, ninguém separa! Saí também para comemorar o aniversário do Breim e estávamos assim, malucões de saudade e de alegria.

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

Comemorei o aniversário da amiga Mari, já que as pessoas mais legais fazem aniversário em setembro ♥

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

• OUTUBRO •

Eu não cozinho. Nada. Mas esse ano, com a ajuda da colega de trabalho, resolvi me aventurar e fazer esse bolo de chocolate recheado e ficou nhám nhám! Uma delícia!

Bellinha ficou muito, muito doente, passou por uma cirurgia e teve que retirar os ovários e o útero. Meu coração despencou porque nunca tinha passado por uma situação onde eu realmente estivesse com a sensação que ia perdê-la.

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

MAS AÍ ela voltou pra casa muito bem e a me fazer feliz! <3

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

Foi o primeiro ano que eu fiz um post diferente no blog, que fugia totalmente no assunto livros e foi muito bacana! *-*

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

• NOVEMBRO •

Eu ajudei o meu amigo cabrito a fazer um trabalho da faculdade e foi como se eu mesma tivesse voltado a estudar. Senti saudade!

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

Teve rock com as amigas!

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

Teve comemoração de aniversário de pessoas especiais e reunião para matar a saudade!

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

• DEZEMBRO •

Teve festa de confraternização com a equipe do trabalho e essa foto representa bem o que foi esse ano ao lado de pessoas que gosta.

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

Eu voltei na Católica para buscar meu diploma lindo, porque eu vou começar a estudar novamente e precisava. É, formada e diplomada.

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

Teve também show da Valexxxxxxxxxxca com o estagiário mais fofo do mundo!

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

E teve a equipe do trabalho tirando uma foto simbólica para o nosso ano que foi cheio de treta. Começamos com uma equipe e terminamos com outra e vamos aguardo o próximo ano para verificar o que nos aguarda.

Uma foto publicada por Raphaela (@equalizeleitura) em

Queria muito agradecer todos vocês pelo carinho e compreensão que tiveram comigo este ano, principalmente quando não puder estar tão presente no blog. Foi um ano muito especial, principalmente com relação ao meu futuro profissional. Obrigada aos amigos que me fizeram feliz este ano e estiveram presentes até quando eu não mereci. Obrigada a minha família por estarem sempre presentes nos momentos importantes. Obrigada as editoras que confiaram em mim e que eu pude me esforçar e estar presente quando foi necessário. OBRIGADA a todos que de alguma forma tornaram o ano mais brilhoso, alegre e cheio de boas energias.
Que venha 2015!
Rotaroots

O Rotaroots desse mês deu várias opções de post e um deles é esse que eu estou fazendo! Eu estou liberada para falar sobre qualquer coisa que eu quiser, já que o tema é livre, ou melhor, fora da caixinha 😀
Fora da Caixinha: tema literalmente livre para você escrever aquilo que você sempre quis, mas nunca teve oportunidade. Vale look do dia, indicar uma banda que você gosta, resenha de filme, enfim, um post para sair da rotina!
E aí que eu resolvi falar para vocês sobre algo que eu passei a gostar muito de dois anos para cá que são unhas e esmaltes. Eu estou liberada para falar eeeeeeeeeeeee!
Eu sempre rói unhas. SEMPRE. Desde pequena eu vi a minha mãe roer unhas, de deixar todos os dedos cabeçudinhos e machucados. E assim foi passando, tanto para mim quanto para a minha irmã. Nós crescemos também com esse hábito horroroso e nunca conseguimos abandonar. Em algum momento há dois anos atrás, eu falei: vou parar de roer unhas e consegui! Aí as outras duas viram também e pararam. Daí, com a aproximação da minha monografia, eu fiquei muito nervosa e rói todas elas e não consegui voltar a deixar crescer. Aí eu falei de novo: vou deixá-las crescer mais uma vez. E assim estou! E eu digo que foi algo que eu me apaixonei porque é uma das partes de mim mesma que eu gosto muito. 

Sempre achei as minhas mãos muito feias, pois são muito grandes e os dedos bem longos. Com unhas horrorosas e com os cantinhos inchados só piorava, né? Eu detestava que alguém pegasse nas minhas mãos e ficasse olhando as minhas unhas e perguntasse: nossa, mas você rói unhas?

 – Não, eu arranquei todas elas no alicate.
Hoje em dia eu fico com sorriso bobo quando alguém pega a minha mão e diz: – Nossa, Rapha! Que unha linda! – A Rapha pode estar desarrumada, mas as unhas dela estão sempre bonitas. (não sei bem se considero a frase um elogio todo ou só metade hahaha) – Rapha, como as suas unhas são bonitas e fortes!
As minhas unhas são grossas e bem fortes. Eu acredito que seja naturalmente mesmo, mas quando elas começaram a crescer, eu estava tomando um remédio chamado Pantogar. O que ele faz? O remédio é basicamente vitaminas B6, cálcio, queratina, cistina, biotina, vitamina E, vitamina C e vitamina B2. Ele ajudou com o crescimento do meu cabelo e, consequentemente, das unhas também. O remédio vocês podem comprar em farmácia de manipulação, é só encomendar. Como ele é só um remédio com várias vitaminas importantes, acredito que a maior parte das pessoas possam tomar, mas é sempre bom verificar antes com o médico. Eu não fiz isso, mas é porque tem pessoas que qualquer mudança de tempo já fica doente de cair na cama.

Eu gosto de cores alegres e coloridas e como eu não tive infância e adolescência com unhas grandes, eu mantenho a tradição hahaha As minhas cores preferidas são vermelhos, rosas, azuis, amarelos, verdes, lilás, roxos e glitter. MUITO GLITTER. Os únicos que eu deixo passam são aqueles em tom terrosos, os cintilantes de qualquer cor e aquelas cores que nem parece… cores. Bege, marrom. Que só as vózinhas passam quando vão ao salão 😛 E francesinha. Pelo incrível que pareça, eu DETESTO quando pintam a minha unha de branco e só faz aquela pontinha escura. Eu quase infarto.

Sobre cuidados, eu mesma acabei me virando para cuidar: tiro esmalte, passo o removedor de cutículas, retiro as cutículas e as pinto de novo. Dificilmente vocês vão me ver sem esmalte nas unhas, salvo casos quando elas estão limpas no processo acima. Eu já passei na mão de três manicures. Duas delas faziam a minha unha de maneira espetacular, que eu tinha vontade de beijá-las de tão bonitas que ficavam. Só que elas foram embora do salão que eu frequento e eu fiquei com preguiça de ir atrás de outra. Cedi, fiz um teste e me arrependi: saí com as unhas machucadas – e é engraçado que um bifezinho faz vocês sair às lágrimas quando em outros momentos eu as arrancava literalmente no dente. – e mal pinceladas. Desde então, eu mesma estou fazendo. Se ficar ruim, eu reclamo comigo mesma.

Uma amiga de trabalho foi para Miami e perguntou se eu queria algo de menininha e me surpreendeu trazendo um kit de esmaltes! Nunca tinha usado esmalte gringo e esse foi a combinação do que eu já gosto: cores alegres, glitter e acabamento. Os esmaltes são da Megalast e são lindos!

Na caixinha que eles vieram, estava escrito que eles são de longa duração – os centrais -, com glitter – os 3 potinhos da esquerda – e acabamento – os 3 potinhos da direita.

Nas fotos abaixo eu só tirei com o esmalte azul, mas esse roxinho foi o que eu mais gostei! A cor dele é linda e ficou uma fofura. O vermelho eu passei e fiquei duas semanas, nem as pontinhas da unha lascaram. É tipo, longa duração mesmo! Eu só gosto delas bem brilhosas, então, no final de cada uma das semanas eu passei uma demão de base extra brilho, que veio no kit, aliás, e foi a melhor que eu já usei até agora. Parece que eu acabei de pintar.

E este foi o post fora da caixinha! Espero que vocês tenham gostado e que eu tenha a oportunidade de falar mais sobre coisas que eu gosto, além de livros, com vocês!

12
Assista aos Vídeos
[wonderplugin_carousel id="2"]
Equalize da Leitura © 2010 - 2016 ♥ Todos os direitos reservados
Tema desenvolvido por Débora M.