Posts arquivados em: Tag: #Girlboss

março 26, 2018Editora Pensamento, Publieditorial, Resenhas

[Resenha] Girlboss

0 Comentários

Título: #Girlboss Título original: #Girlboss Autor: Sophia AmorusoAno: 2015 Editora: Seoman Número de páginas: 248

A primeira coisa que dá para notar ao ler o livro que é bem diferente da série.

Faz algum tempo que eu queria ler o livro da #Girlboss. Apesar de ter alguns problemas a série é bem legal e eu fiquei curiosa para saber mais sobre a história da Sophia Amoruso, criadora da marca Nasy Gal e autora do livro.

Não é qualquer pessoa que consegue transformar uma “empresa” de fundo de quintal focada em vender roupas de brechó com apenas uma funcionária, no caso ela mesma, em uma loja virtual gigante com mais de 350 pessoas e milhões de dólares em faturamento.

Independente do olhar que a gente queira dar para a história e das eventuais falhas da protagonista, não tem como negar que a história dela é uma de empoderamento feminino através de muito esforço, confiança em si mesma e uma obsessão por detalhes e coisas pequenas.

São as pequenas coisas, os detalhes e cuidados que podem estimular ou acabar com um negócio.

A primeira coisa que dá para notar ao ler o livro que é bem diferente da série, é o fato de que dá para ver que a Sophia vive quase integralmente em função da Nasty Gal e como tudo que ela faz é direcionado para que ela cresça e seja bem-sucedida no mundo da moda, que é extremamente competitivo.

Apesar de ter algumas falhas de personalidade, o que é totalmente comum e eu tenho quase certeza que não chamariam tanta atenção ou receberiam tantas críticas se fossem de um personagem masculino, é impossível não admitir que o sucesso dela se deve a muito esforço, vontade de aprender e a uma intuição aguçada de negócios e do que ela realmente quer criar e alcançar com a marca.

Uma das coisas que mais me chamou atenção e que eu não tinha parado para pensar tanto sobre desde que assisti ao filme clássico “O Diabo Veste Prada”, foi como a moda influencia muito das nossas vidas. Por exemplo, competidores de poker têm seus próprios estilos, que é diferente dos de jogadores de futebol, de celebridades como a Kendall Jenner e a Kim Kardashian e, finalmente, do estilo vintage da Nasty Gal.

Como todo mundo sabe que estas estrelas esportivas e outras celebridades podem ter uma influência enorme em tendências de moda dependendo do público que alcançam, foi muito legal poder ver um pouco sobre como a indústria da moda realmente funciona.

Eu sempre soube que a Nasty Gal Vintage era mais do que vender coisas. Na verdade, estávamos ajudando as meninas a montar um visual e a se sentirem ótimas antes de saírem de casa.

Além disto, é muito interessante ver um pouco sobre o processo de criação realmente está por trás das ideias e objetivos de um dos ícones dela, especialmente porque é difícil encontrar alguém que seja tão acessível e esteja disposto a revelar de forma tão honesta o que foi necessário para atingir o sucesso quando a Sophia.

Hoje em dia a vida da Sofia está muito diferente tanto do final do livro quanto da série. Aconteceram várias coisas depois que ambos foram lançados e elas inevitavelmente mudam um pouco da visão que foi construída.

Ainda assim o livro é uma leitura rápida, divertida e inspiradora e vale a pena para qualquer pessoa que tenha vontade de criar um negócio. Ou mesmo para uma pessoa mais focada na carreira ou queira conhecer a história de uma empreendedora que enfrentou e venceu várias dificuldades.

Vídeos no canal

@equalizeleitura
© 2018 Equalize da Leitura • equalizedaleitura.com.brDesenvolvido com por