Posts arquivados em: Tag: kendare blake

junho 13, 2016Editora Verus, Resenhas

[Resenha] Anna Vestida de Sangue

0 Comentários

Título: Anna Vestida de Sangue Título original: Anna Dressed in Blood Autora: Kendare Blake Ano: 2016 Editora: Verus Número de páginas: 249

Anna é, sem dúvida nenhuma, uma das melhores personagens do livro, se brincar é até a melhor. A história que envolve sua morte é macabra e aterrorizante e até descobrir o que realmente aconteceu, você fica tão envolvido e achando o Cas um saco.

Anna Vestida de Sangue foi um livro que eu fiquei muito interessada em ler, primeiramente pelo título, que é atraente. E depois pela premissa, que apesar de não gostar de livros de fantasmas (não que eu tenha lido muitos), me instigou. E lá vai eu quebrar a cara bem bonitinho.

Cas Lowood é um adolescente caçador de fantasmas. Seu pai era um, foi assassinado por um desses espíritos que não conseguiram encontrar seu caminho e ele acabou tomando o lugar dele, algo que bem natural. Então, ele não é um adolescente ‘normal’ e sua mãe sabe dessa sua profissão. Ele recebe alguns indícios de onde podem ter fantasmas atormentando e perturbando as pessoas e vivem rodando o país para acabar com eles.

Quando eles chegam em uma nova cidade onde as pessoas dizem ser assombradas por uma fantasma chamado Anna Vestido de Sangue, Cas imagina que será como em todos os outros trabalhos: perseguir, caçar, matar. Mas ele encontra ali um espírito atormentado, envolta em maldições e fúria, porém, totalmente fascinante como ele nunca tinha visto antes.

No lugar de acabar de vez com Anna, Cas tenta entender o que aconteceu, de fato, com ela já que ainda mantém o vestido que foi brutalmente assassinada em 1958: branco, manchado e pingando sangue. Por que Anna é diferente dos outros fantasmas e por que Cas teve esse ímpeto de tentar ajudá-la, algo que nunca tinha feito antes?

13230105_1116905704998376_4919699646800420418_n

Primeiramente: esse livro teria sido MARAVILHOSO, do tipo MUITO BOM MESMO se o Cas não fosse o personagem principal: ele é chato, tenta ser divertido e não, todas as vezes que ele interage – fala – conversa estavam me dando angústia enquanto temos, em comparação, ANNA, uma personagem enlouquecidamente bem construída, com uma história bem mais interessante e rica do que o pobre do Cas. Só isso pra mim, definitivamente, acabou com o livro inteiro.

Em seguida, temos todos os outros personagens que aparecem e são interessantíssimos e você vai percebendo que a autora sacaneou de verdade o Cas pro transforma-lo em algo tão estúpido e, por consequência, castigou quem leu o livro. Todo mundo que aparece é interessante em algum nível, ajuda e é importante. Aí você percebe o quanto o Cas é medíocre, mesmo que a autora tente passar a importância dele para a história, que realmente tem, mas que para mim acabou ficando às margens.

13312628_1124684710887142_9200096659355538167_n

Anna é, sem dúvida nenhuma, uma das melhores personagens do livro, se brincar é até a melhor. A história que envolve sua morte é macabra e aterrorizante e até descobrir o que realmente aconteceu, você fica tão envolvido e achando o Cas um saco (olha ele aqui de novo). O seu crescimento é algo bem visível também e em diversos momentos você consegue perceber enquanto lê que Anna é superior ao Cas e, sim, deveria ter sido o destaque no livro.

Detestei o livro? Não, mas quase cheguei lá. Comecei a achar a leitura uma chatice tremenda e sem fim, até porque você começa a duvidar de certas coisas que está lendo e se perguntar para onde a autora vai levar a história nos próximos livros. Enfim, não tem como prever, só aguardar para saber se tudo vai por água abaixo ou se vão conseguir ver que tem uma ideia boa que está sendo desperdiçada.

Vídeos no canal

@araphadoequalize
© 2020 Equalize da Leitura • equalizedaleitura.com.brDesenvolvido com por