Posts arquivados em: Tag: Livro em espanhol

junho 24, 2011Editora Planeta, Resenhas

[Resenha] Desculpa Se Te Chamo de Amor

22 Comentários

gsTítulo: Desculpa Se te Chamo de Amor Título original: Scusa Ma Ti Chamo Amore Autor: Federico Moccia Ano: 2009 Editora: Planeta Número de páginas: 412

– Somos tão completamente diferentes. Em tudo. Corremos o risco de nos apaixonar perdidamente um pelo outro.

Vou começar essa resenha com uma citação, das várias lindas que eu me deparei ao decorrer da leitura desse livro:

Somos tão completamente diferentes. Em tudo. Corremos o risco de nos apaixonar perdidamente um pelo outro.

Depois de vários meses esperando o preço baixar, comprei o livro. Era uma daquela que eu necessitava mesmo ler ou não estaria bem com o meu espírito literário. E posso falar? Eu AMEI a história, mas claro, tenho alguns pontos a falar que realmente me incomodaram (e muito).

Niki é uma adolescente de 17 anos, que está prestes a terminar o Ensino Médio. Ela tem um grupo de amigas que se auto – denominam ONDAS (em italiano, fica ONDE, que é as iniciais do nome de cada uma delas): Olly, Nick, Dialetta e Erica. Elas são bem diferentes e juntas, se tornam um grupo bem engraçado. Olly é uma devassa, pode – se dizer assim. Tudo ela pensa com segundas intenções e sexo. Qualquer tempo perdido pra ela, é realmente isso: tempo perdido! Nick procura se apaixonar de verdade, busca pelo o amor. Dialetta é a virgem do grupo, que sempre é aportunhada por Olly a respeito do seu status atual. Ela espera pelo garoto certo. Erica namora o mesmo carinha há anos já. E pensa ter encontrado o amor verdadeiro, apesar de todos os conflitos com o mesmo.

Alessandro ou Alex, é um publicitário bem sucedido de 37 anos. Foi abandonado pela mulher Elena depois de tê – la pedida em casamento e está completamente desolado. Tem um grupo peculiar de amigos também que vai de Pietro, um advogado casado e com dois filhos e é completamente sem vergonha até Enrico, que desconfia que a mulher o esteja traindo.<

Nick e Alex se esbarram literalmente quando Alex atropela Nick. A partir desse momento vamos ser levados ao mundo de Nick e ao mundo de Alex e ver como independente da idade, o amor pode aparecer, para qualquer pessoa, nas situações mais inusitadas.

Uns podem achar a Nick infantil, mas pelo contrário, por um momento eu quis ser ela. Pelo menos durante o tempo que eu li o livro (tudo bem, eu a admirei muito). Ela é viva, sagaz, esperta, inteligente, generosa. É daquelas pessoas que o tem tanto amor para dar e receber que não cabe apenas dentro de si, tem que ser compartilhado, demonstrando, vivido. Ela quer conhecer tudo que estiver ao seu redor, quer experimentar, opinar, contestar.

– Escute esta, viu… Você sabe a diferença que existe entre uma mulher e uma garotinha?

– Não.

– Nenhuma. Ambas procuram frequentemente ser a outra

– Esta você também encontrou no Google.

– Não, essa é minha.

Alex por sua vez, já passou por tudo isso e tem uma vida e uma carreira pela frente. Se tornou caseiro isso quando consegue chegar em casa em um horário normal para todas as pessoas, já por que a sua profissão exigi muito dele.

Nunca recuei. Sabe que esqueci o que significa adormecer com o coração tranquilo? Milhões de anos atrás eu adormecia quando queria e acordava quando estava suficientemente descansado. Agora salto em pé ao som do despertador… Me pergunto por que fiz isso e respondo: por você… Muito tempo atrás eu queria ficar famoso, mas agora não me importa mais a glória. Tudo o que eu quero é você. Desejo você mais do que o alimento, as roupas, a fama. Sonho em apoiar a cabeça no seu peito e dormir por um milhar de anos…

Eu me apaixonei pelo livro pela história. Eu já tinha lido a respeito e confesso que eu fiquei mais frenética para lê – lo logo por causa de Alex que é um publicitário. Quando li dessa diferença de idade, só fez aguçar a minha vontade. E me diga, quem não está sujeito a se apaixonar por uma pessoa mais velha? Me apeguei ainda mais por esse motivo, é uma história muito próxima da nossa realidade. São os grandes desejos da Nick, os pequenos temores do Alex, as pequenas diferenças (e as grandes também) que fazem com esses dois se apaixonem cada dia mais um pelo outro. Uma história completamente envolvente que eu recomendo para todos. Principalmente pra quem necessita de um pouco de romance.

– Sinto muito. Decidi. E você ouviu bem. Desculpa, mas vou te chamar de amor.

O livro vai intercalando pontos de vistas, mas não é em primeira pessoa e sim em terceira. O narrador é onisciente e vamos ver então tudo de fora. Confesso que gostei, por que aí não fico presa apenas ao que os personagens pensam e veem. Tenho uma visão diferenciada.

Pontos positivos: Frases e letras de músicas e trechos. Confesso que nunca marquei tanto um livro com post – it como eu marquei esse. Frases ao redor do mundo publicitário, frases da Nick, frases do Alex, pensamentos filosófico, frases criadas. Todas são belas, de fazer suspirar. O autor nesse ponto foi excelente; Viajamos pela Itália, conhecemos pontos turísticos, comidas, um pouco da cultura; Fiquei feliz pela maneira como o autor abordou como é ser um publicitário e amar o que faz. E como muitos pensam, não é um trabalho fácil. A Nick mesmo confessou isso. ♥

Pontos negativos: Na verdade, é apenas um ponto. Desde as primeiras páginas, o que mais me incomodou foi a formatação. São usadas “aspas” no lugar de travessões – em todo o livro. Não fizeram a marcação de tempo que no livro você sente que tem e que o próprio autor deixa sentir. Coisas como: Mais tarde naquele mesmo dia. Parece que a editora não se preocupou de nenhuma forma em trazer algo bem feitinho, o que faz um contraste negativo, já que a capa pelo menos ao meu ponto de vista, apesar de simples, combina com a história do livro. Depois que você passa da página 100, você se acostuma, apesar de ver algumas coisas no texto que por causa de todos esses problemas acima, é bem bizarro. Eu não estou querendo contestar o estilo da editora de formatar seus textos nem nada disso, mas virou uma bagunça do caramba. O que, pra mim, fez perder um pouco do encanto do livro, quando eu tenho que ficar separando tudo e quase fazendo uma nova formatação do texto na minha própria cabeça. O que custava pelo menos usar o travessão?

O livro tem um filme, que foi lançado em 2008. O nome ficou aqui no Brasil Lição de Amor e ficou parecidinho, eu até gostei. Mas tem umas partes que eu eu achei um pouquinho amador. Mas compensa, por que o ator que faz o Alex… OMG! Quero um publicitário desses pra mim. 🙂

Vídeos no canal

@araphadoequalize
© 2020 Equalize da Leitura • equalizedaleitura.com.brDesenvolvido com por