Posts arquivados em: Tag: Young Adults

agosto 19, 2016Editora Planeta, Resenhas

[Resenha] Raio de Sol

3 Comentários

Título: Raio de Sol Título original: Bright Side Autora: Kim HldenAno: 2016 Editora: Planeta Número de páginas: 445

Sabe quando você está lendo o livro e pensando que já sabe o final? […]A forma como a história é contada nos deixa com algumas desconfianças, que são contadas aos poucos, mas de uma forma muito intensa […] muitas lágrimas vão rolar!

Logo na p-r-i-m-e-i-r-a página do livro Gus é citado – sim, só a menção do nome já me fez viajar para A Culpa é das Estrelas – e é curioso imaginar como certos personagens ficam marcados. Mas então, o Gus de agora, é o melhor amigo da Kate Sedgwick, é músico, guitarrista e participa de uma banda. É aquele tipo de futuro astro do rock, além de ser lindo pra caramba.

Tudo bem. Eu te amo, Gus.
Também te amo, Raio de sol.

Katherine, Katie, Kate ou Raio de Sol, foi apelidada assim pelo seu melhor amigo, o Gus, porque sempre vê o lado bom das coisas. Ela é irônica, sarcástica, vegetariana, bem humorada e sempre atrasada. Ah, aqui cabe ressaltar que ela é apaixonada, louca, maluca por café (puro e forte) e música. E conversa com Deus de uma forma peculiar, como se fosse um velho amigo.

Kate nasceu no sul da Califórnia e tem uma irmã chamada Grace, mas agora aos 19 anos foi fazer faculdade em uma cidadezinha fria de Minnesota. Na faculdade fez amigos como Pete e Clayton e começou a trabalhar com Shelly em uma floricultura. Este é outro aspecto interessante da Kate, ela faz amizades e se importa de verdade com seus amigos.

Keller é um bonitão um pouco misterioso, ele trabalha na loja de café, estuda direito, é um pouco nerd, e tem uma mania-  que lembrou muito a minha mãe – a de terminar TODOS os livros, mesmo que não goste da história.

Segundo Gus, mesmo sendo uma pessoa positiva Kate não acredita no amor, o que é uma grande contradição. Durante a faculdade Kate acaba se aproximando cada dia mais de Keller, mas com certa desconfiança por conta dos segredos do rapaz. E, enquanto isso, Gus inicia a turnê com a banda para várias cidades.

raiodesolequalizedaleitura
Sabe quando você está lendo o livro e pensando que já sabe o final? Então, todo hora um tombo diferente. A forma como a história é contada nos deixa com algumas desconfianças, que são contadas aos poucos, mas de uma forma muito intensa, isto quer dizer que, muitas lágrimas vão rolar!

A Kate é o tipo de pessoa que coloca seus problemas no bolso e sai para cuidar dos problemas do mundo. Chega a ser cansativo que todo mundo tenha uma adversidade e que ela esteja sempre está pronta a ajudar de alguma forma. Sério! Não sei se estou um pouco desiludida com as pessoas, mas o modo de agir da Kate me pareceu fantasioso demais, ainda mais por ser uma pessoa com seus próprios grandes problemas. Mas também, me ocorreu que o fato de Kate agir assimm seja um tipo de fuga e alento para as dificuldades em sua vida.

Não faço estardalhaço com perdões. Algumas pessoas fazem.

Sei que, diferente de outros livros, em que o grand finale está nas últimas páginas, no livro Raio de Sol isso não ocorre. A trama, a dor, os sentimentos são descritos de forma lenta e gradual, de modo que possamos acompanhar com riqueza de detalhes os acontecimentos. É uma carga emocional muito grande descrita em palavras. É, praticamente, impossível não chorar e não se emocionar com o drama de Katie!

É um livro que além de falar do amor, sob todas as suas formas, aborda de maneira leve a Síndrome de Down, relações homoafetivas, o aborto, a bulimia. E, se por acaso, você acaba de desistir de lê-lo por pensar que é um livro “pesado” por tratar de assuntos assim, repense. É um livro agradável, com expressões jovens – apesar de achar um pouco forçado o uso excessivo de gírias – que nos faz refletir sobre quanto o problema que estamos lidando pode ser pequeno se comparado com o do alheio.

Sobre o desfecho da história, não é algo que possamos dizer: inédito. É previsível, claro, mas a forma com que a autora abordou a vida de Kate é bem interessante. Somos envolvidos em suas lutas em deixar o mundo um lugar mais leve, em fazer as pessoas acreditarem em si mesmas… Que quando nos damos conta a bomba explode sem sequer estarmos com o coração preparado para isso. Dói, gente! E, a partir desse momento, Kate vive seus melhores e piores dias, apesar de todo sofrimento, depois de passar a vida inteira cuidando de quem amava, finalmente ela é cuidada.

Escute, me desculpe. Não queria magoar você.
Tarde demais.

Todos que gostam de livros tristes, aqueles sabe, em que já preparamos os lenços, deveriam ler Raio de Sol. Katie é, sobretudo, uma mulher corajosa. Não é uma protagonista chata! Ela é forte, talentosa, fala palavrão, defende os amigos, canta, toca violão, e ainda assim consegue ser uma pessoa doce. No livro ela e Gus têm um mantra que é de fazer todo dia, minuto, épico. Então, queridos leitores, sejam épicos.

Vídeos no canal

@equalizeleitura
© 2019 Equalize da Leitura • equalizedaleitura.com.brDesenvolvido com por